Ainda os táxis,a Uber e a os subsidios às corporaçõess

“1500€ por taxista” de Alexandre Homem Cristo (Observador)

Chamam-lhe “síndroma UBER”, e não é mais do que a inquietação que gestores e agentes económicos sentem face à emergência de novos concorrentes, nascidos precisamente das ineficiências das empresas tradicionais – introduzem mais inovação, mais tecnologia e impõem menos custos. Os líderes das maiores empresas do mundo percebem que das duas uma: ou se adaptam, antecipando alterações significativas nos seus modelos de negócio, ou são ultrapassados. Eis, portanto, um bom ponto de partida para ler a colisão, em Portugal, entre o sector dos táxis e o serviço UBER – e perceber o quanto a solução do governo está errada.(…)

O Portugal dos discursos enche a boca de “inovação” e “empreendedorismo”. Fica sempre bem no papel. Mas, no país real, aquele que mistura corporativismos e interesses políticos de curto prazo, persegue-se qualquer ameaça ao status quo, proibindo-a ou recompensando com dinheiros públicos as empresas que, precisamente, escolheram não inovar. O PS, carente de apoios e de uma vitória eleitoral, parece disposto a fazer desse cocktail de corporativismo e interesses o seu seguro de vida. É por isso que, digam o que disserem, o erro vai muito além de táxis e de ubers. É que um país governado assim não pode ir longe.

LEITURA RECOMENDADA: Resolver o problema do sector dos táxis: Estado versus Mercado

Anúncios

2 pensamentos sobre “Ainda os táxis,a Uber e a os subsidios às corporaçõess

  1. Pingback: Achavam que os compravam com 17 milhões – O Insurgente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.