À falta de genocídios sobra-nos a obesidade

Verdade seja dita que o socialismo têm-se revelado muitíssimo mais apropriado para colocar toda uma população sob rigorosas e radicais dietas para emagrecer.

libe-obs

18 thoughts on “À falta de genocídios sobra-nos a obesidade

  1. José7

    Esta criminosa de merda tem razão: no Gulag não haviam obesos, nem na China, nem no Cambodja, nem na Coreia no Norte, nem em Cuba…
    Puta que a pariu!

  2. TN/SBA

    A Sr.ª Dr.ª tem toda a razão!
    Com a fome que os comunas espalham por onde passam é claro que a obesidade é erradicada.
    Só pode haver obesidade onde há comida! A Dr.ª PRP disse o óbvio!

  3. «Com a fome que os comunas espalham por onde passam é claro que a obesidade é erradicada»

    Não é não. O Fidel foi gordo até ter cancro. Junte-lhe as figuras do Kruschev, do Gorbachov, do Ionescu do Mao Mao… e o Estaline também não era propriamente magro.

  4. antónio

    Assim sendo só nos resta propor esta antiga especialista em demolições com uso de Pólvora a Prémio Nobel da Medicina. Não esquecendo que esta senhora é um dos exemplos da chamada investigação em ciências sociais que tantas alegrias nos tem trazido.

  5. Luís Lavoura

    o socialismo têm-se revelado muitíssimo mais apropriado para colocar toda uma população sob rigorosas e radicais dietas para emagrecer

    Isso é falso, porque no mundo atual os alimentos altamente calóricos são, frequentemente, especialmente baratos. Verifica-se frequentmente que as pessoas mais pobres são as que têm uma alimentação mais errada e sobremaneira calórica.

  6. Fernando S

    Luis Lavoura : ” Verifica-se frequentmente que as pessoas mais pobres são as que têm uma alimentação mais errada e sobremaneira calórica.”

    Isso é verdade.
    Mas sobretudo nos paises mais desenvolvidos, onde mesmo os pobres teem hoje um maior acesso a alimentos calóricos.
    E, em certa medida e cada vez mais, também em paises mais pobres e em vias de desenvolvimento, graças aos efeitos da globalização capitalista.
    O facto de nestes paises as pessoas viverem hoje com mais comida e mais calorias do que no passado é em si positivo.
    O problema que se coloca hoje é efectivamente o da consciência (mais do que capacidade económica) das vantagens e dos meios de uma alimentação mais racional e saudável.

    O que é completamente descabido é, como faz Isabel do Carmo, correlacionar o problema de saude pública que é o aumento da obesidade, com orientações politicas globais, sejam elas mais ou menos “neo-liberais” (?!…) ou “socialistas” !!

  7. Incauto

    “O Socialismo tem-se relacionado com o aumento da cretiníce. O Socialismo faz mal ao cérebro. Isto anda mesmo tudo ligado”.

  8. André Miguel

    Ó Luís tenha santa paciência pá! Você deve tar farto de visitar países do 3° mundo para falar dessa forma. Que fácil que é opinar sobre sobre o que não conhecemos. Venha até África e depois falamos!

  9. chipamanine

    Já lá dizia o outro que por os venezuelanos andarem a cagar tanto em virtude de comerem imenso havia rotura no fornecimento do papel higiénico. …isto é tudo a mesma matriz ideológica na diarreia mental que os assola…..sai uma granada do prp para a mesa do canto….jagunços

Deixar uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s