Bomba atómica (3) ou bomba relógio?

Em complemento ao meu post anterior sobre as aplicações do IGFSS no fundo de capitalização da Segurança Social, relembro as palavras sábias do comandante da “Geringonça” de seu nome Costa, quando no Verão passado, convencido da vitória inequívoca das forças socialistas anti austeritárias nas eleições de 4 de Outubro, disse que este Fundo da Segurança Social deveria fazer um investimento na reabilitação de edifícios e imóveis  para arrendamento a custos controlados. Na tal lógica do dirigismo “não liberal” e muito socialista que antes critiquei de um instituto público  que deveria ter uma Governance à prova de interferências externas para preservar o valor das nossas reformas.

Aqui fica o alerta, como se não bastasse a exposição a um Estado sobre-endividado,  carreguemos também o Fundo de exposição a particulares  (sem rendimentos ou com baixos rendimentos) para cumprir com funções sociais de um Estado falido. As nossas reformas que se lixem, há-de haver algum construtor/mediador disposto a fazer projectos e projecções de rentabilidade bonitos no papel.

Como diria o jogador de casino, perdido por 1 perdido por 1000…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s