O erro de António Costa no festival de cinema de Berlim

Como cinéfila que sou aplaudo esta ida, tão profissionalmente divulgada, de António Costa ao festival de cinema de Berlim. Ainda assim, alguém devia explicar ao Primeiro Ministro que o filme do Ivo Ferreira, “Cartas de Guerra” não é “a primeira longa metragem em competição” no festival, como o Primeiro Ministro diz nas suas declarações aqui. Esquece-se da longa metragem que Miguel Gomes fez, em homenagem a F. W. Murnau, em 2012, com o filme “Tabu“, também estreado na 62ª Berlinale onde recebeu o prémio  Alfred Bauer, destinado a obras inovadoras, e com o prémio FIPRESCI da crítica internacional para o melhor filme em competição. É importante promover a nossa cultura no exterior, mas também é importante conhece-la.

 

5 thoughts on “O erro de António Costa no festival de cinema de Berlim

  1. jc

    e digo mais, é importantíssimo promover a subsidio dependência cultural no exterior. Além do candidato a PM deveriam ter ido todo o elenco governativo. Que seria de nós sem as longa metragens destes subsidio dependentes.

  2. PBS

    Concordo que a nossa cultura deva ser apoiada e promovida no exterior. Mas tem que ser o Primeiro-Ministro a ir a um festival de cinema em Berlim? A mais alta figura do governo? Não há um ministro da cultura para estas coisas?

  3. Jan

    PBS – De certeza que queres o Mini Soares a fazer esse trabalho?… Prefiro o vendedor de carros usados Costa.

Deixar uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Alterar )

Connecting to %s