Rabo de fora

No económico hoje sobre a desgraça que é o OE2016.

“Podia ser que a magia do Orçamento de Centeno estivesse toda em pressupostos inverificáveis à partida. Magia como a dos multiplicadores do crescimento com aumento da despesa pública, que como todos os economistas do calibre de Nicolau Santos e João Galamba sabem que sempre funcionou em Portugal.

Este tipo de magia só à posteriori é que se sabe que é uma burla. Mas não. Avançaram com a classificação do impacto do cancelamento dos cortes salariais, contribuição extraordinária e semanas de 35 horas como não estruturais.

Talvez por estarem habituados a uma audiência que quer ser enganada com a ideia de que a saída para o problema da dívida é aumentando os deficits? Talvez por preferirem que o Orçamento não passe com este nível de insanidade e precisem do bode expiatório europeu? Ou talvez por saberem que este tipo de cortes será mesmo só temporário até ao próximo resgate? Qualquer das razões possíveis é má e triste.

O problema é que neste filme fantástico não somos só audiência, somos também participantes, e não vamos acabar a rir.”

Anúncios

4 pensamentos sobre “Rabo de fora

  1. A minha alma está parva!!! Os articulistas do Insurgente ainda não sabem que os eleitores do PS não sabem o que é o défice…eles só sabem o que um dos patrões do PS de má memória (o que tem uma sala cheia de prendas e canetas de ouro) disse há anos: há vida para além do défice, tale qual como os aárabes que pensam que aoarecem 40 virgens para além da morte..

  2. Parece-me que tudo se interpreta de fora mais simples e linear. Costa tem uma genda pessoal politica que passa por fazer o milagre do “poucochinho” que deu a vitória nas Europeias ao Seguro, numa vitória dele nas eleições que.. perdeu… vai daí apoia-se na extrema esquerda anti projecto europeu, porque lhe dão os votos que precisa para enganar o povo e dizer que tem condições de estabilidade politica para governar. Claro que nos negócios ou negociatas como este, quem dá quer algo em troca… e essa parte a Costa não interessa falar pois o objectivo é, de acordo com a sua agenda pessoal, encher os bolsos das familias com uns euritos para quando o castelo de cartas se desmoronar, ir a eleições com mais hipóteses de ganhar… Eu diria que este tipo de atitude é execrável, mas ele pode dizer que eu estou a fantasiar sobre a sua agenda pessoal…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.