O comunismo na perspetiva da ciência

Esquerdista

Marx substituiu o socialismo utópico dos seus antecessores (Saint-Simon, Fourier e Owens) pelo socialismo científico. É certo que esteve demasiado tempo ocupado a desvendar os estratagemas da dialéctica histórica que haveriam de triturar o capitalismo, pelo que lhe sobrou quase tempo nenhum para nos revelar os contornos do mundo que lhe sucederia. Por isso, tirando os grandes princípios, a propriedade comum, a cada um segundo… , etc., pouco ou nada sabemos do que nos espera quando do capitalismo já não restarem nem mesmo as cinzas. Há, porém, uma curta passagem da Ideologia Alemã que perscruta, para lá das abstrações áridas, como há-de ser a vida no dia-a-dia quando a história chegar à sua última estação, na perspetiva, é claro, do pai do socialismo científico: «na sociedade comunista, onde ninguém tem uma esfera de atividade exclusiva, mas cada um pode realizar-se em qualquer área que deseje, a sociedade regula a produção geral e desse modo faz com que seja possível eu fazer uma coisa hoje e outra amanhã, caçar de manhã, pescar à tarde, criar gado ao fim do dia e ser crítico literário depois do jantar, tal como me apetecer, sem nunca me tornar caçador, pescador, criador de gado ou crítico».

6 thoughts on “O comunismo na perspetiva da ciência

  1. Pingback: Infinita força | O Insurgente

  2. Euro2cent

    Os poetas são uns tipos pouco práticos. Blake, Marx, Baudelaire, Pound …

    (Foi chato os psicopatas que usaram os sonhos que ele fabricou para serem califas no lugar do califa, e mal.)

  3. Pipo

    O que Marx não pensou é que este “homem novo” que quer ser crítico literário, caçador e pescador JAMAIS irá querer limpar latrinas, empilhar tijolos, recolher o lixo ou desentupir os esgotos. Os escravos que façam isto.

  4. Há uma incompatibilidade evidente entre a teoria filosófica e a prática mercantil…. quando inventaram a moeda, destruíram os sonhos de Marx.. o problema é que Marx veio depois deste invento e não se adaptou à ideia do funcionamento da sociedade assente na moeda como aferidor do nível individual de riqueza… Ainda hoje os comunistas, bloquistas e outros esquerdistas não sabem lidar com a moeda, pensando que nacionalizando a Banca conseguem controlar as consequências da circulação da moeda… nem a nacionalização do BPN os fez mudar de ideias…

  5. Dário

    Esta passagem de MARX é de uma estupidez fulminante. Nem parece que o sujeito leu a Riqueza das Nações, de Adam Smith, e o respectivo capítulo sobre a fábrica de alfinetes e a especialização do trabalho. Ou será que só leu Smith depois de publicar a Ideologia Alemã?
    Nota: a ideologia alemã, segundo Marx, é o Socialismo; porque o Liberalismo era a ideologia britânica, à qual ele se opunha.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s