Sampaio da Nóvoa e o júri que chumbou Saldanha Sanches

Sampaio da Nóvoa

Parece-me um momento oportuno para recordar este texto do ano passado: Sampaio da Nóvoa Presidente. Por João Taborda Gama.

Foi sempre no espaço público que Saldanha Sanches interveio, por si, republicano sem-cerimónia e sempre presente – e não presença constante nas cerimónias da república, ou sequer mestre de cerimónias de presidentes da república. Saldanha Sanches esteve sempre nas discussões sobre o Portugal concreto, participou, discutiu, lutou, indicou caminho. Preferiu sempre dar a cara por ideias suas a emprestar a pose a aforismos de outros.

No trato era verdadeiro, direto, desafiador. Tinha a característica inata de repelir a mediocridade, o lambebotismo e a cobardia – outros têm o dom exatamente inverso – e a particularidade de acreditar que a universidade deve apenas obedecer a critérios de mérito na atribuição de graus – e não a graus de outras obediências.

Em finais de junho de 2007, Saldanha Sanches apresentou-se a provas de agregação na Universidade de Lisboa. A composição do júri não deixava dúvidas sobre o que se ia julgar, não era o seu currículo académico nem as suas obras, ambos irrepreensíveis – era a sua liberdade. Talvez devesse ter ficado em casa, ir passar uma semana à Suíça, tão agradável no início do verão. Mas Saldanha Sanches não fugia. Chumbaram-no. De forma vil. Nos júris académicos, como nos países, há um presidente, alguém cimeiro que normalmente não deve intervir, só apenas em casos-limite, para impedir a injustiça. Alguém que tem de ter coragem para repor a ordem justa das coisas, sempre que esta falte. Uma espinha dorsal e moral sobressalente, de reserva. O júri que reprovou José Luís Saldanha Sanches tinha António Sampaio da Nóvoa como presidente.

Em defesa de Sampaio da Nóvoa, é justo recordar que o presidente do júri tem nestes casos um poder bastante limitado, mas nem por isso a componente factual do artigo deixa de ser verdadeira e merecer reflexão.

Sobre o assunto, vale pena ler também este artigo do Observador: Sampaio da Nóvoa acusado de falta de “coragem” por ter permitido chumbo a Saldanha Sanches.

6 thoughts on “Sampaio da Nóvoa e o júri que chumbou Saldanha Sanches

  1. Não sei se votou contra ou a favor, caso tenha votado. O problema do nóvoa é ser um cobarde lambe-botas, como se viu enquanto reitor e capacho do gago.

  2. maria

    Tanta ignorância. Tem voto de qualidade. 3 a 6 ia fazer o quê? Há tanta forma de contornar a coisa. Afinal já não há problema com a licenciatura? Agora é isto que não tem ponta por onde se pegue?

  3. Alberto Silva

    Que falta de honestidade intelectual voltar a recordar este artigo, o presidente do jurí apenas tem voto de qualidade logo não podia fazer nada. Tudo o resto é um texto reles do filho do Jaime Gama, aliás se não fosse filho do Jaime Gama, não ocupava o lugar que ocupa, nem tinha este acesso a meios de comunicação social.

  4. chipamanine

    Deixem-se de ataques suezes por este ser filho do outro….O névoa não teve a lisura adequada perante uma curricula como o do prof Saldanha Sanches …O algodão não engana e porquê ter algodão quando se pode ter uma imitação aproximada da seda…O nódoa e uma bosta e aí deste país se ele singrar ….Para mau já chega o chamuca e já estamos a ver o que nos espera e ainda estamos no principio

  5. Hugo Rego

    A ignorância devia pagar imposto se não fosse um subterfúgio para criar (mais uma), como colocar isto de forma politicamente correcta ? Não-verdade.
    Sampaio da Nóvoa, enquanto Reitor, nunca poderia intervir – apenas o poderia fazer em caso de empate na votação, o que não aconteceu já que foi chumbado por 3 votos.
    Este artigo de opinião é mais um dos exemplos vergonhosos de politiquice rasca e falsa, ainda por cima, envolvendo a memória de uma das pessoas mais livres, intelectualmente generosas, corajosas e exemplares que tenho memória, como o foi Saldanha Sanches. Vergonhoso!

  6. Hugo Rego

    Já agora, perante tanta indignação para com a injustiça praticada contra Saldanha Sanches, há pretensão de a estender a Marcelo Rebelo de Sousa ? É que ele fazia parte do jurí e os 3 elementos que votaram a favor identificaram-se…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s