“A Regulamentação dos mercados”

Um BD educativa que pretende chamar alertar os mais jovens para os perigos do “capitalismo selvagem” e da desregulação dos mercados agrícolas e que devia merecer especial atenção (e uma oportuna reedição) por parte da governo da “frente de esquerda”.

Ilustrações Mercados_0005

2 pensamentos sobre ““A Regulamentação dos mercados”

  1. Miguel A. Baptista

    Todos os ditadores adoram mandar na vida dos outros.

    Nos dias de hoje ao ato de decidir pelos outros, em contexto económico, muitas vezes chama-se keynesianismo

    Mussolini entusiasmou-se particularmente com o livro de Keynes “The End of Laissez-Faire”. (em baixo uma pequena citação de Mussolini) Claro que a ideia de “laissez-faire” ou seja deixar-fazer tem muito de abjeto para a mentalidade de um ditador.

    Já agora eu não acredito que, atualmente numa geografia mundial de mercados abertos e com os estados a consumirem mais de 50% da riqueza produzida, Keynes, que não era parvo, fosse keynesiano.

    Fascism entirely agrees with Mr. Maynard Keynes, despite the latter’s prominent position as a Liberal. In fact, Mr. Keynes’ excellent little book, The End of Laissez-Faire(l926) might, so far as it goes, serve as a useful introduction to fascist economics. There is scarcely anything to object to in it and there is much to applaud.
    James Strachey Barnes, Universal Aspects of Fascism, Williams and Norgate, London, 1929, pp. 113-114. (This book bears the imprimatur of Benito Mussolini.)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.