Deixem os sexos diferentes

Ainda em mood natalício, o meu texto de 4ª feira no Observador.

‘Vivemos tempos individualistas – e eu, fã do individualismo e inimiga do coletivismo, aprovo. Somos encorajados a desenvolver as nossas características mais específicas, a diferenciar-nos, quem tiver talentos pouco difundidos pela raça humana deve exibi-los e terá o sucesso garantido. O mercado – de tudo – está seccionado em nichos cada vez mais exorbitantes na exiguidade. Os hippies, os hipsters, o luxo, o super luxo, o vintage, o minimalismo, os urbanos, os campestres, os cosmopolitas, os adoradores de animais, os alérgicos a animais, as famílias, os casais que querem fugir de crianças, os solitários, os viciados em estampados com bolinhas, as pessoas que gostam de roxo. Todos têm uma panóplia de produtos à disposição que os querem convencer de que foram produzidos só para mimar estes seres únicos e irrepetíveis.

As questões identitárias ocupam incontáveis páginas de livros, revistas, departamentos universitários. Os sobreviventes de um evento traumático fazem questão de evidenciar como por ele foram marcados. As minorias – religiosas, étnicas, de orientação sexual,… – reforçam os traços distintivos que possuem para não se verem diluídos no mainstream e para reivindicarem direitos e oportunidades que porventura lhes são negados.

Mas há uma exceção. Num mundo onde todos estamos compulsivamente obrigados a ser únicos, informam-nos que, afinal, os sexos são iguais e as diferenças entre eles são só construções culturais. (Isto ao mesmo tempo que se reclama – e muito bem – por uma maior participação feminina na política, na chefia das empresas e até na comentadoria mediática. O que, sendo homens e mulheres iguais, não faz qualquer sentido, porque neste caso tanto faz estar – na AR, no governo, no programa televisivo – um homem ou uma mulher.) Em suma: devo ser diferente de todas as minhas colegas de sexo, mas igual aos homens.

Vem isto, parecendo que não, a propósito dos presentes de Natal.’

O resto está aqui.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.