Abade de priscos

Um gajo bem tenta mas não é fácil habituar-nos à necessidade da esquerda de ter a cabeça enfiada no recto.

lavos

“Hoy se instaló en la sede de la AN el Parlamento comunal, yo le voy a dar todo el poder al Parlamento comunal, y ese Parlamento va a ser una instancia legislativa del pueblo desde la base”, ratificó Maduro

“Se instaló en la sede de la AN el Parlamento Comunal, yo le voy a dar todo el poder al Parlamento Comunal, y ese Parlamento va a ser una instancia legislativa del pueblo desde la base”.

El presidente de Venezuela aseveró que no permitirá que la “burguesía parasitaria” tomé el poder político y consolide “su golpe electoral”, tras el mayor triunfo de la oposición en 17 años frente al chavismo.

“Nosotros no vamos a permitir que la burguesía parasitaria tome el poder político y nos traiga a gobernar al Fondo Monetario Internacional aquí otra vez (…) No vayan a creer que esto se queda así, no, esto no se queda así”, advirtió.

Y agregó: “Vamos a cambiar esta situación y no le vamos a permitir a la derecha que consolide su golpe electoral, así lo digo, no lo vamos a permitir”.

E isto é delicioso

Venezuela: ¿qué es el Parlamento Comunal que instaló el chavismo luego de perder la mayoría legislativa?

15 pensamentos sobre “Abade de priscos

  1. asam

    sérgio lavos não consegue falar verdade. a esquerda devia expulsá-lo pelo mau desempenho e má imagem que dá com tanta deturpação da realidade.

  2. tina

    A reação de Maduro e de Costa são iguais, perante o fim do socialismo e da derrota nas urnas, tentam tomar o poder de assalto. Só prova que comunismo = socialismo = social-fascismo.

  3. Gaius Octavius

    Se no vocabulário de Sérgio Lavos “derrota” for sinónimo de “vitória” e “nossa direita” for sinónimo de “coligação PàF”, então de facto a nossa direita saiu derrotada das eleições. A coligação PàF teve quase 39% dos votos, mais (ou “menos”) do que qualquer outro partido ou coligação. Já Maduro perdeu, mas perdeu mesmo, na vulgar acepção da palavra. A comparação entre as nossas eleições e as venezuelanas não tem portanto cabimento, o desfecho eleitoral para os partidos de governo de ambos os países foi diferente, ou, para continuar a empregar o vocabulário antonímico e novilinguístico de Sérgio Lavos, “igual”.

    Se a Esquerda em Portugal teve uma “vitória” porque a maioria dos votos foi para partidos que se encaixam nesse quadrante político, então também se pode dizer que em França a direita teve uma vitória esmagadora porque o centro-direita e e extrema-direita arrecadaram, em conjunto, a maioria dos votos. (Embora, em abono da verdade, o PS esteja ideologicamente muito mais próximo dos comunistas do que os Republicanos estão da Frente Nacional – se não estivesse não se teria aliado a eles).

  4. Joaquim Amado Lopes

    O Sérgio Lavos continua a não desiludir, na sua cruzada para fazer com que, na comparação com ele, os imbecis apareçam como muito inteligentes.

  5. JP-A

    Quando o cromo disse que respeitaria os resultados eleitorais percebeu-se logo que havia qualquer coisa errada. Bastava conhecer o bicho. 🙂

  6. Prova Indirecta

    «Palha todos comem , o que é preciso , é saber dá-la » : este gajo para ser um abade de priscos precisa de treinar mais e ver muito canal história com o Maduro , o Fidel , o Ministro da Defesa do Saddam , o 44 na TVI….

  7. lucklucky

    A natureza da Extrema Esquerda é esta desde o Golpe Bolchevique.

    E o Sérgio Lavos a dizer que não gosta do Maduro e do Socialismo Venez. tem piada.

  8. ecozeus

    Em Portugal entre ser ou não ser a escolha do António Costa é:
    – retroceder; reverter; rever; quanto ao mais cá estamos pra ver!

  9. Jorge Libertário

    Ségio Lavos sobre Chavez:

    “Chávez era o democraticamente eleito campeão dos pobres. As suas políticas tiraram milhões da pobreza e da mais abjecta miséria. Ele representou um corte com anos de regimes corruptos e com um sinistro desempenho na área dos direitos humanos. Os seus êxitos foram atingidos sob a ameaça do um golpe militar, a agressividade hostil da imprensa e fortes críticas internacionais. Ele provou que é possível resisitir ao dogma neoliberal que exclui grande parte da humanidade. Ele será chorado por milhões de venezuelanos – e é difícil não entender porquê. ”

    http://arrastao.blogs.sapo.pt/2769871.html

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.