Programa de naufrágio

Pedro Bráz Teixeira

[O] programa do PS parte de pressupostos completamente errados sobre os nossos problemas económicos, pelo que a terapia sugerida (estimular a procura para promover o crescimento) vai falhar rotundamente.

Esta terapia já foi aplicada no passado, pelos governos do PS, e falhou estrondosamente: produziu estagnação económica e um endividamento externo galopante (de 9% do PIB em 1995 para 104% do PIB em 2010), que nos lançou nos braços da troika. Como é que é possível de acreditar que aquilo que não funcionou, de modo algum, no passado agora é que vai produzir efeitos? Mais ainda, este “modelo” de funcionamento produziu crescimento e emprego na Grécia (algum dele artificial) à conta de endividamento externo. Em Portugal, só produziu endividamento, não teve sequer benefícios.

Para além de tudo isto, que não é pouco, temos que lembrar que o nosso financiamento, do Estado, da banca e, indirectamente, das empresas, está dependente de uma única agência de rating. Não precisamos de fazer muita asneira para voltarmos a ter o financiamento cortado e, eventualmente, a necessitar de novo de implorar por auxílio da troika.

O nosso passado está recheado de episódios de história trágico-marítima e não necessitamos que este governo lhe acrescente mais um.

Anúncios

3 pensamentos sobre “Programa de naufrágio

  1. tina

    Vou dizer uma coisa só uma vez: o PS não vai devolver cortes nem sobretaxa porque tem de se limitar aos défices combinados com a UE. A Comissão Europeia está em cima de Centeno já há muito tempo, a fazer pressão para ver o orçamento, para se despachar, etc. Está na lei que o orçamento tem de ser aprovado pela UE e assim será. Moscovici não vai aprovar nada pelo qual será responsabilizado mais tarde. O PS pode ser generoso com os funcionários públicos se quiser, mas tem depois de lhes cobrar em impostos mais altos. Ou seja, quando muito o PS só poderá beneficiar verdadeiramente os de mais baixo salário, o que até é bom. Cabe à direita agora:
    – vigiar o cumprimento do défice, se não estão a fazer falcatruas, porque é o que eles vão tentar fazer de CERTEZA ABSOLUTA..
    – vigiar as reservas financeiras do tesouro de 10 mil milhões e alertar para quando o PS começar a ir a elas. Essas reservas são a nossa salvação, é o que impede os nossos juros de aumentarem excessivamente e nenhum cidadão aceitará isso de bom agrado.

  2. André Miguel

    As exportações não pagam impostos, mas o consumo sim, daí a aposta do PS. Como aumentar a carga fiscal seria contraproducente vai de estimular o consumo. Sem aumentar a receita fiscal o PS não tem como distribuir prependas e comprar votos. O estrondo vai ser enorme.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.