inaceitável

“O ex-ministro Miguel Macedo disse hoje que informou o seu advogado sobre a divulgação pela CMTV de imagens do seu interrogatório judicial, para que este tome as medidas que entender adequadas.”, no ionline.

Uma devassa inaceitável. É o que se me apraz dizer da peça televisiva hoje transmitida pela CMTV ao longo do dia, na qual o canal reproduz parte do interrogatório do Ministério Público ao ex-ministro Miguel Macedo. E não me venham com a balela de que a imprensa fez o seu papel, que é reportar, e que a violação do segredo de justiça mora na porta ao lado. Por favor, como se tivessem encontrado o DVD numa valeta qualquer!

Enfim, reitero o que já antes aqui escrevi: a Justiça é o pilar fundamental da Democracia, devendo assegurar os direitos fundamentais dos cidadãos, incluindo o direito dos cidadãos à protecção legal. A Justiça foi feita para os cidadãos se poderem defender uns dos outros, e defenderem-se também dos abusos da sociedade sobre o indivíduo, mas não para os indivíduos se atacarem uns aos outros. Não funcionando, ou funcionando apenas para uns mas não para outros, deixa de ser o fiel da balança, deixando de ser democrática.

Anúncios

7 pensamentos sobre “inaceitável

  1. Alberto Silva

    O Correio da Manhã e outros órgãos ligados ao grupo Cofina (Jornal de Negócios) já há muito deviam ter sido postos na ordem, a sua função é informar os leitores com a ressalva que não podem cometer ilegalidades na obtenção dessa informação. Não cabe aos jornais marcar a agenda, nem prosseguir determinadas agendas, apenas relatar a agenda noticiosa. Claramente o diretor do Correio da Manhã não pensa assim, existe um regulador chamado ERC cujos membros são pagos a peso de ouro, que devia servir para resolver este tipo de problemas. É mais fácil atacar o problema deste lado, do que do lado do meio judicial, aí haverá sempre mais dificuldade em saber quem foi o culpado da transmissão da informação.

  2. lucklucky

    Claro afinal o watergate foi muito legal não foi? O wiki leak s etc etc…

    “apenas relatar a agenda noticiosa.”

    E quem faz a agenda? tu? o governo? a burocracia do Estado a ERC?

  3. Joao Bettencourt

    “a sua função é informar os leitores com a ressalva que não podem cometer ilegalidades na obtenção dessa informação. Não cabe aos jornais marcar a agenda, nem prosseguir determinadas agendas, apenas relatar a agenda noticiosa.”

    Aquilo que cabe ou não aos jornais fazer deve ser decidido pelos seus proprietários. Se não gosta do que um jornal anda a fazer, não o compre.

    E qual e o problema de divulgar as gravações? Não e um crime publico?

  4. Euro2cent

    > A Justiça foi feita para os cidadãos se poderem defender uns dos outros

    Pois, acreditam nestas balelas, e só escrevem disparates.

    Oi: Tucidides, Livro 5, dialogo de Melos.

    Não é segredo, gaita, está escrito há vinte e cinco séculos.

  5. antónio

    Registo o seu ponto de vista mas recordo que a corrupção é uma praga que tem sucessivamente vindo a minar a república Portuguesa !!

  6. Nuno

    O crime continua a estar na pessoa que passa o DVD à imprensa.

    Mesmo assim, emitir excertos do DVD é ir longe demais e só prejudica o CM. Há muitas outras formas de cumprir o intuito de informar o público sem recorrer a isto (bastava um “imagens a que o CM teve acesso…”)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.