O fim da sobretaxa de IRS

Não se espera nada mais que isso do governo PS/CDU/BE. CDU e BE no parlamento votaram sempre contra os diplomas relacionados com a sobretaxa. Por diversas vezes falaram da sobretaxa como “um roubo” aos trabalhadores. Não será possível que o PCP e o BE compactuem com este roubo, ou será? Também não deverão encontrar obstáculos do lado do PS que nunca votou a favor da sobretaxa de IRS e António Costa há um ano até dizia que teria muito prazer em devolver a sobretaxa em 2016.
Está tudo bem encaminhado. A necessidade da sobretaxa de IRS foi sempre tida como uma imposição da direita austeritária. À esquerda, o assunto nem deveria ser discutido: a sobretaxa de IRS é para acabar.

27 pensamentos sobre “O fim da sobretaxa de IRS

  1. LIBERTAS

    A esquerda chegou a pedir junto do Tribunal Constitucional a inconstitucionalidade da sobretaxa. A coerência política só pode ditar o termo imediato desta taxa.

    Nota: o CDS, que sempre se manifestou contra a sobretaxa, pode aproveitar e representar aqueles que deixou de representar desde o «enorme aumento de impostos» de 2013: os contribuintes.

  2. Nuno

    Se a austeridade não acabar é o fim desta esquerda. Ninguém vai votar neles para fazerem o mesmo que os outros, para além que terão mentido descaradamente.

  3. tina

    Deduzo que eles já estejam a arrepiar caminho, ahahaha! E quando Mário Centeno voltar de Bruxelas, vai voltar com medidas ainda mais duras do que as do governo de direita, tal como aconteceu com o Syriza. O PS não se importa nada, desde que esteja no poder é tudo o que conta para eles. O BE é que perdeu em toda a linha, não está no poder e não conseguirá dar ás pessoas aquilo que prometeu. O BE foi o capacho do PS… que se espera, as mulheres são sempre o capacho dos homens.

  4. tina

    É muito interessante isto tudo o que estamos a assistir. O novo paradigma da Europa, já não há políticas de esquerda e direita, a única política que existe é a da disciplina orçamental, a única luta que existe é entre as esquerdas nacionais e a Comissão Europeia. A direita pode relaxar e assistir a tudo do conforto do seu sofá. Mais pipocas, please. E já agora uma Superbock que hoje é sexta-feira!

  5. André Miguel

    Tina,
    E a única política é a disciplina orçamental porque o Euro acabou com os desmandos dos políticos, pois tirou-lhes a impressora de notas das mãos. Só há euros com criação de riqueza e contas em dia. Ou como dizia o meu avô: “não há pão para malucos”. Portanto esqueçam lá isso de esquerda ou direita, o que é interessa quem melhor trata o capital e deixa os indivíduos fazer pela vida como bem entendem.
    Por isso alinho nessa das pipocas, é desfrutar o filme. Vai ser bonito (ironia!) assistir à austeridade, perdão, ajustamento virtuoso, do novo governo.

  6. Luís Lavoura

    O que interessa não é saber como é que o PCP e o BE vão votar. O que interessa é saber como é que o PSD e o CDS vão. Será que eles, que sempre foram a favor da sobretaxa do IRS, irão agora votar contra ela?

  7. Luís Lavoura

    Nuno

    para além que terão mentido descaradamente

    Mentir descaradamente foi o que Pedro Passos Coelho fez em 2011 para chegar a primeiro-ministro.

  8. Luís Lavoura

    tina

    O BE foi o capacho do PS… que se espera, as mulheres são sempre o capacho dos homens.

    O BE não é um partido dominado por mulheres, nem nada que se pareça. Tem mais homens que mulheres, tal como todos os outros partidos, e tem-nos em posições cimeiras. É apenas um partido que dá mais visibilidade às mulheres que tem. Mas não pense que elas mandam no BE.

  9. JP-A

    Raramente me engano neste tipo de previsões, e pelo que já vi, o nosso Centeno vai ser uma anedota de ir às lágrimas. Nem me lembro de ver coisa igual.

  10. José7

    Não vale a pena perder tempo com argumentos racionais para avaliar o bando que nos governa: os e as fdp estão lá para tratarem da vidinha deles, a malta que se …oda… tão-se todos a …agar… para esta coisa da sobretaxa. O fdp do Costa é (naturalmente) capaz de na mesma frase dizer-se e desdizer-se as vezes que forem precisas para continuar alapado ao pote.

  11. tina

    “Será que eles, que sempre foram a favor da sobretaxa do IRS, irão agora votar contra ela?”

    Claro! Já nada tem que ver com política, o PS abriu guerra e a aliança tem de responder da mesma maneira, senão daqui em diante o PS governará sempre, perca ou ganha. A aliança não tem outra alternativa senão boicotar o PS em toda a linha. E para dizer a verdade, vai saber muito bem a todos não ter de pagar sobretaxa.

  12. tina

    E só faltava agora que fosse a esquerda a governar, mas a aliança a ter de fazer o trabalho sujo por eles! Nem pensar nisso! Fim da sobretaxa, já!

  13. JP-A

    “Será que eles, que sempre foram a favor da sobretaxa do IRS, irão agora votar contra ela?”

    Não percebo! Se há uma maioria absoluta a apoiar o Governo, qual é o interesse prático? Ou o PS pensava formar um governo minoritário de derrotados com 32% dos votos e aprovar com os votos de quem ganhou com 38% e sem o apoio da sua maioria? Ou a maioria é uma fantasia e uma farsa vigarista?

  14. Luís Lavoura

    tina, JP-A

    Se fôr como vocês propugnam, vai ser ainda mais interessante observar o PSD e o CDS votarem contra aquilo que no passado defenderam do que observar o BE e o PCP votarem contra aquilo que no passado defenderam.

    Será giríssimo. Constatar-se-á que todos os partidos, exceto talvez o PS, são uns mentirosos, que defendem uma vez uma coisa e outra o seu contrário.

    E a gente perguntar-se-á que confiança pode ter nesses partidos todos.

  15. JS

    A sobretaxa do IRS é mais um dos temas para entreter como é o dos poderes do PR e do PM.
    Com tanta dívida quem manda são os credores. Ponto final.

    Para que se perceba, uma comparaçãozinha futebolistica: enquanto os adeptos do Sporting, Porto, Benfica … desopilam democraticamente os fígados nas bancadas, e fora delas, os políticos eleitos, os presidentes, comitiva e convidados, nos camarotes dos estádios gracejam sobre as dificuldades da vida entre golinhos de champanhe. Afinal se os clube for à falência … quem vai à falência é o clube.
    Por ouras palavras: os Exelentíssimos Executores de Dívidas … têm o seu proveito, o seu excelente modo de vida, nas falências.
    (Quanto mais Estado, mais dívida. Quanto mais complexidade administatrativa, mais IResseS, mais governo, mais emprego público. Cria-se uma taxinha e o respectivo suporte burocrático: o fiel eleitorado. Mais dívida virtuosa para mais Executores. …. Se os Países da “Europa” tivessem sempre as contas certas já viram tanto funcionário, aqui e lá, desempregado)

    A única chatisse é que pelo menos filiar-se num clube de futebol é um acto voluntário.

  16. Fernando S

    Luis Lavoura : “O que interessa é saber como é que o PSD e o CDS vão. Será que eles, que sempre foram a favor da sobretaxa do IRS, irão agora votar contra ela?”

    Então o governo não é “de maioria de esquerda” ??!…
    Para o que é que serve a “maioria de esquerda” ?
    Negativa, apenas para derrubar um governo formado pela força politica que ganhou as eleições ?
    Não é positiva, para aprovar as medidas propostas pelo novo governo ?

    O PSD e o CDS nunca foram nem são “a favor” da sobretaxa do IRS em abstrato.
    Foram a favor de uma sobretaxa temporaria, com vocação para ser devolvida logo que existissem condições para tal, no quadro de uma politica global do respectivo governo.
    Não faria qualquer sentido serem agora “a favor” de uma medida avulsa no quadro de uma politica global que não é a sua, à qual se opõem, e levada a cabo por um governo apoiado por uma maioria que os impediu de governar apesar de terem ganho as eleições.
    Quando muito, o PSD e o CDS poderão eventualmente viabilizar no parlamento alguma ou algumas medidas contrarias ao programa do governo actual e que este não consegue fazer aprovar com o apoio dos seus aliados à esquerda.
    Mas, se assim fosse, a “maioria de esquerda” deixaria de existir e o Presidente da Républica em funções teria o dever de tirar as devidas ilacções, demitir o governo de Antonio Costa e abrir o caminho para outras soluções institucionais (um governo PàF viabilizado pelo PS, um governo do Presidente apoiado pelo PàF e pelo PS, novas eleições, etc).

  17. tina

    “Será giríssimo. Constatar-se-á que todos os partidos, exceto talvez o PS, são uns mentirosos, que defendem uma vez uma coisa e outra o seu contrário.”

    O chico-esperto do Costa contava que as medidas sujas fossem aprovadas pela direita e as medidas generosas pela esquerda. Todos os chicos-espertos de esquerda, incluindo o Luís Lavoura, contavam com isso. Mas PSD avisou que isso não ia acontecer, repetiu milhares de vezes para o PS não contar com o seu apoio político. O PSD vai simplesmente responder à guerra iniciada por Costa quando derrubou o governo.
    .
    Não se preocupe tanto, isso só vai ensinar a esquerda a ser responsável. Ao fim de uma ou duas medidas e de o dinheiro estar a acabar, a esquerda vai pensar duas vezes antes de aprovar medidas anti-austeridade.

  18. Fernando S

    Luis Lavoura : “Mentir descaradamente foi o que Pedro Passos Coelho fez em 2011 para chegar a primeiro-ministro.”

    Em 2011 Pedro Passos Coelho disse que o seu governo iria aplicar o programa de resgate acordado com a Troika para tirar o pais da emergencia financeira e ajustar a economia.
    Foi o que fez.
    De resto, com sucesso, ja que o programa foi concluido dentro do prazo e sem mais dinheiro, as contas publicas foram controladas, o financiamento à economia foi normalizado, a economia voltou a crescer de forma equilibrada e sustentada.

  19. tina

    Poderemos até chegar a uma situação em que os únicos partidos a votarem contra a austeridade serão o PSD e CDS. ahahaha!

  20. Gonçalo

    Costa entrega mil milhões para as familias
    E o que devem fazer as famílias?
    Guardar muito bem esses mil milhões pois os mesmos, na verdade, não existem (por vivermos em défice, que passará a ser crescente) pelo que terão de ser emprestados, por alguém que, naturalmente, logo, logo, os vai querer de volta (com juros). E aí, também, logo, logo, voltará a austeridade pelo que valerá esse dinheiro bem guardado.
    Mas, bem guardado, terá de ser longe dos bancos. Já disse a DECO (o juro é quase negativo) e mais se deverá reforçar que – já o fez Sócrates – é aí que os socialistas vão quando mais ninguém lhes empresta para as despesas.
    Assim, o que vier … logo para o colchão.

  21. A. R

    A minha luta é só uma e vamos assumi-la todos: Não gastar um tostão do que recebermos a mais. Vamos lixar o Centeno. Vamos deixá-lo de rastos. Vamos afundar o PS e a extrema esquerda totalitária que o suporta e devia ter sido extinta com o 25 de Novembro por traição à Pátria.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.