True colors

FSC
É como o azeite…

11 pensamentos sobre “True colors

  1. Baptista da Silva

    Que me desculpem, mas sou do Porto, um fodasss nem era ofensa, mas o que e isto? Eu fechei contas sociais, fiquei com o face só porque tenho lá amigos e amigas antigos e volta e meia, encontramo-nos.

    Considero fechar tudo e volto ao MIRC.

  2. chipamanine

    não dêem ideias ao Costa que ele aplica já a taxa do anonimato a exemplo da taxa de proteção civil em Lisboa

  3. José7

    E que tal acabarmos antes com o anonimato dos filiados nos partidos poliíticos? Com o anonimato dos filiados nos sindicatos? Com o anonimato dos membros da Opus Day? Com o anonimato dos membros da maçonaria?… e seguir por aí fora…

  4. JP-A

    “Com o anonimato dos membros da Opus Day? Com o anonimato dos membros da maçonaria?”

    Exato, a começar pelos pseudo-deputados. E que tal acabar com aquela página da PGR que foi criada para delatar anonimamente crimes de corrupção? E que tal acabar com o anonimato das pessoas da máquina que no passado andaram a reformar do estado pelo valor completo do último salário e ainda por cima se reformaram na casa dos 50 e logo a seguir se foram empregar no mesmo local a recibos verdes? Ah pois! O melhor é ficarmos todos muito quietinhos no quentinho da merda não é? Pois é!

  5. Baptista da Silva

    JP-A em Novembro 25, 2015 às 22:31 disse:

    Pois disse, mas eu vou mais longe, e que tal acabar com PSP e GNR e fundir aquilo? 2 cadeias de comando para quê?

    E adequar as reformas ao valor descontado?

    E porque a idade de reforma é igual para o privado e nos FP é diferente?

    Cansei.

  6. Kubo

    Caros comentadores do ‘Insurgente’:

    Querem saber porque é que Seixas da Costa ‘twitou’ este desejo de ‘transparência’? . . .

    A razão é o comentário que eu coloquei (‘link’ abaixo)… Considerou-o uma ‘insídia’ – quando o enunciado no comentário é comprovadamente um facto. Depois dizem que querem a transparência – mas são eles que definem o que pode ser dito e quem pode dizer (talvez por uma Entidade Reguladora…) – se a Entidade Reguladora definir que é uma ‘ínsidia’, esta Entidade impõe a sanção …

    Uma pergunta: acham que foi por acaso que burocracia do Tribunal de Justiça da União Europeia, impôs à Google a implementação sobre o “direito ao esquecimento”?
    Se não sabem o que este ‘direito ao esquecimento’ é, façam o seguinte:

    1- No Google digitem “Francisco Seixas da Costa”;
    2- No final aparece este aviso da Google: “Alguns resultados podem ter sido removidos ao abrigo da legislação de proteção de dados na Europa”.

    Lembram-se do ‘Big Brother’ do George Orwell?…:

    > “O Grande Irmão está observando você”.

    Link: http://blasfemias.net/2015/11/22/estar-no-lado-inconveniente-da-historia/#comment-1943766

  7. antónio

    Existe na sociedade civil Portuguesa uma classe de gente que considero ter conseguido fazer do meu querido Portugal uma nação falhada e falida. Conseguiram fazer da minha geração uma geração mais ou menos frustrada. Essa pessoa também está naquela lista de gente.

  8. Chamo a ideia de que é acad um de nós que compete fazer a triagem do que deve ou não ter valor ou importancia; não só nas redes sociais, como em todos os media. Deixem de clamar pelo paizinho fisclizador ao estilo do botas. Assumam as suas responsabilidades e façam a triagem cada um por si.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.