Um escândalo

JN131115

Um assunto que será certamente alvo da atenção da frente de esquerda que colocará um ponto final nesta pouca vergonha.

21 pensamentos sobre “Um escândalo

  1. Revoltado

    Outra vez os bancos? Isso é passado; já estamos fartos de saber que os marotos dos acionistas dos bancos só querem lucros. Ao contrário de outras actividades, claro. Giro era outro tipo de manchetes. Por exemplo: “padarias lucram xxxx” ; “empresas de construção lucram zzzz” ; “cabeleireiros embolsam yyy”? Ou melhor ainda: “deputados de esquerda radical que, quando finalmente têm uma oportunidade de fazerem algo de útil indo para o governo, preferem ficar de fora, custam xxx por dia”? Isso é que eram manchetes boas. Vamos lá srs. jornalistas.

  2. Miguel Alves

    os bancos estão com uma saude invejavel.. basta ver o valor das acções.. desde 2008 é sempre a ganhar dinheiro…. malvado dos accionistas.

  3. Cristo. isto do antónio costa em 2009 tem que ser visto.
    Instabilidade, Instabilidade, Instabilidade! – Este video deve ser uma das traves mestras do embaraço do AC nos próximos meses.

  4. Comuna de Direita

    O grande problema da esquerda é a sua aversão ao trabalho, dedicação e sucesso da iniciativa privada, seja ela qual for. Quando esta triunfa é sempre apelidada de usurpação dos direitos dos trabalhadores em benefício de um patronato sedento de lucro… enfim é uma cartilha já gasta que vai acabar por sufocar o seu colectivismo falido.

  5. Georgina Santos Monteiro

    @ Caro Lufra (às 10:13).

    Claro. A inveja é o mal principal destes ditadores. Agora vamos ver, a quem é que ela mata primeiro. A eles vai matar. Eles vão tentar também matar a nós, antes. Toda a esquerda gosta de matar. Com já ficou comprovado, de uma maneira científica.

    O comunismo NÃO é ciência. Você sabe-o, e isto só como aviso, para os burros das esquerda, esses assassinos. Eles matam tudo. Galinhas, ratos, formigas. É tudo a eito.

    Eles não vão gostar do fim do mundo. De modo nenhum.

  6. Dário

    Acham muito que lucrem e oxalá assim continuem, que é para ver se as respetivas ações deixam de valer alguns cêntimos ou menos que isso (BANIF), se pagam ao Estado os fundos públicos que lhe pediram emprestado e se finalmente conseguem apresentar TIER 1 e 2 em conformidade com os acordos de Basileia.

  7. Baptista da Silva

    @Dário, o valor das ações do BANIF e do BCP são muito baixos, sem duvida, mas isso deveu-se a aumentos de Capital em barda e claro à especulação e desvalorização dos títulos em causa.

    Para terem um valor nominal mais consentâneo, basta fazer um “Reverse Split”, que não tem custos e quem tem ações não perde nada em termos patrimoniais.

  8. Fernando S

    jo : “Deve ser por isso que o governo de Passos andou a nacionalizar bancos.”

    O governo de Passos Coelho não nacionalizou Bancos – emprestou dinheiro aos Bancos e ao Fundo de Resolução do BES.
    Ao contrario do governo de Socrates, que nacionalizou o BPN. Cuja (re)privatização foi, por sinal, concretizada pelo governo de Passos Coelho.
    Sabe-se que a certa altura Passos Coelho chegou a admitir a possibilidade de privatizar o unico banco publico, a Caixa Geral de Depositos.
    Deixou cair esta possibilidade certamente por ter percebido que seria um tema muito fracturante e conflitual com o PS, que é frontalmente contra, e até com uma parte da propria direita, e preferiu concentrar energias e esforços noutras “guerras”.
    Mas é obvio que, hoje em dia mais do que nunca, é um anacronismo e não faz sentido o Estado continuar a ser dono (a 100%) de um Banco, empresa comercial produtora de serviços num sector concorrencial.

  9. ric

    A CGD é o mealheiro do regime.
    Os depositantes põem lá dinheiro – o Estado e os amigos do regime servem-se….
    O problema é saber quem é que vai fazer de ricardo salgado e de oliveira e costa quando a coisa estoirar.

  10. maria

    Andar a salvar bancos também tem sido notícia. Agora não será a vez de os bancos salvarem o país? Ora bolas …

  11. Fernando S

    Os Bancos contribuem para “salvar” (financiar) o pais se a politica do governo for responsavel, se não for “contra a grande finança”, se não os sobrecarregar com mais impostos e se não os intervencionar ou nacionalizar.
    O sistema bancario precisa de confiança e não de discursos e medidas que podem levar ao respectivo colapso !

  12. jo

    Além de confiança fazia jeito ao sistema bancário não ter gestores desonestos que levam os bancos à falência. Isso costuma aumentar a confiança. Vejamos:
    BPP e Oliveira e Costa, grande amigo de Cavaco Silva
    BCP e Jardim Gonçalves proibido de atividade bancária e multado
    BPP e João Rendeiro, grande escritor e promotor de falências bancárias
    BSS e Ricardo Salgado, valha-nos o espírito santo,
    O Montepio está a começar uma novela que, desconfio bem, vai ter um final bem conhecido
    O estado não nacionalizou o Banif, comprou simplesmente a maioria das ações por bom dinheiro e neste momento ninguém lhas quer nem dadas.
    O mesmo quanto ao BES. Pertence ao fundo de resolução da banca. Mas como a banca não tem dinheiro quem pôs o dinheiro foi a União Europeia com o aval do Estado. Quando chegar a hora de pagar e os bancos continuarem a não ter dinheiro, o zé contribuinte lá se chegará à frente (Portugal).

  13. Fernando S

    Pois, mas pessoas “desonestas” (e incompetentes, irresponsaveis, etc) existem em todas as categorias … sem excluir os politicos, os governantes, os funcionarios publicos, os sindicalistas, etc, etc.
    Continua a ser de longe preferivel que os Bancos continuem a ser geridos por accionistas e gestores privados em vez de passarem para as mãos dos “servidores” do Estado !!

    Já agora, para ser ainda mais completo, porque é que não referiu as relações priveligiadas entre Ricardo Salgado e José Socrates ?…

    O Estado não comprou acções do Banif como um investidor qualquer o faz. O Estado emprestou dinheiro ao Banif aceitando que este crédito fosse considerado como “quase-capital” (actualmente cerca de 2/3 do total) até o Banco estar em condições de o reembolsar.

    Quanto ao BES, as “soluções” das esquerdas iam da nacionalização pura e simples até … não fazer nada mas garantir solenemente a devolução de todo o dinheiro dos depositantes e clientes do Banco com papel comercial …
    Quem é que acha que nestas “soluções” se teria de “chegar à frente” “na hora de pagar” ?!…

  14. Os bancos não deviam existir. Nem públicos, nem privados, não deviam existir, tão simples quanto isso. É errado, é perverso, é corrupção.
    Um banco cria literalmente dinheiro do nada através das taxas de juro. Quer dizer…se eu emprestar 100€ a uma pessoa, exigir 250€ de volta, sou preso e condenado por ser agiota. Vejam lá, está no código penal português.
    Mas…se tiver uma licença, um estabelecimento, um fatinho da Armani, gel no cabelo, usar expressões como “spread”, “TAEG” e puta que pariu, sou um banco e como tal o que faço é legal. “ahhh mas os bancos não matam pessoas como os agiotas”, pois não…mas se houver falta de pagamento retiram o bem ao cliente, deixam-no viver, mas é como se tivesse morto.
    Depois assisto a outra coisa maravilhosa que é constantemente ouvir-se o discurso da iniciativa privada ser a melhor coisa de sempre, menos estado, tirem as mãos do meu lucro etc. etc. mas! se o banco falir, então o ESTADO tem que me safar, e está tudo bem, porque o banco não pode falir como uma panificadora ou o restaurante da Dona Alzira. Que giro…detestam o estado, mas depois querem sempre ir mamar na teta do estado.

    Acha-se normal a troika emprestar 80 mil milhões de euros ao estado português em 2011 e ter de pagar 50x esse valor(não sei se é 50x, mas é muito mais do dobro , isso sei). Uma grande desse dinheiro esse que foi colocado…nos bancos.
    Os bancos não produzem nada para o país. Os bancos só produzem uma coisa: Riqueza para o banqueiro, que não precisa de esforçar, recebe imenso dinheiro com as taxinhas e juros de empréstimos, se estiver na merda…o estado aparece e salva o negócio. Negócio perfeito!
    Existência de bancos é um entrave à democracia. E não, não é inveja, porque felizmente não tenho inveja de ser criminoso. Arranjem argumentos melhores que esse, que isso comigo não pega.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.