Um país de imbecis?

Continuando com o assunto Cavaco.

Então António Costa, depois da sua audiência com o PR, mentiu aos cidadãos portugueses (aqueles que quer governar) ao dizer que tinha um acordo sólido com PCP e BE para um governo de 4 anos. O PR veio dizer depois que nada lhe havia sido apresentado – sem desmentido de nenhum dos três partidos – e, como se tem verificado, estava a falar verdade. Por alguma razão veio, depois da comunicação do PR, dizer-se que agora é que era, que Cavaco é que tinha conseguido unir as esquerdas e dar o impulso que faltava ao acordo PS-PCP-BE (que entretanto, passados mais uns dias, continua sem aparecer).

Perante isto, o que faz a parte néscia do país? Em vez de se escandalizar por aquele que quer ser primeiro ministro – Costa – andar já a mentir àqueles que quer governar, fica a arrancar os cabelos por Cavaco ter dito o que devia sobre PCP e BE. (E não, o voto não lava iniquidades; já muita coisa politicamente indecorosa foi sancionada pelo voto popular.) Deve ser caso de, tão moralmente degradante estar a ser a conduta de Costa, que já só esperamos mentiras e trapaceirices da criatura.

E quanto a Cavaco, a esquerda neste assunto (como nos outros) não aprende. Lembro-me (só um exemplo) de uma tarde na pousada de Santa Marinha, em Guimarães, no verão de 2005. Estava grávida da minha criança mais velha e muito indisposta com o calor. Soares tinha acabado de anunciar a sua candidatura a Belém (ressabiado com Cavaco). E Luís Osório (perante os seus colegas comentadores, todos acenando com aprovação), dizia na tv que Cavaco não iria conseguir roubar um voto ao centro-esquerda a Soares. Viu-se.

Cavaco conseguiu por o PS inteiramente nas mãos de PCP e BE – tanto para o acordo (que agora é ainda mais necessário ao PS para não perder a face) como para uma futura governação (onde a única coisa que o governo PS vai ter é a legitimidade formal, que politica e eleitoral não terá nenhuma; boa sorte para os tempos oh tão fáceis que se avizinham). E fez isto dizendo as verdades que deviam ser ditas das agremiações totalitárias e revolucionárias. De mestre. Só imbecis que gostam que os governantes mintam não percebem.

30 pensamentos sobre “Um país de imbecis?

  1. Factos:
    1. a esquerda não tinha nenhum acordo. Se o tivessem ele teria de ter sido apresentado. Se não, era como concorrer a eleições sem as assinaturas necessárias.
    2. costa ontem chamou bando ao be e agora quer juntar-se ao bando
    3. costa diz hoje uma coisa e amanhã outra.
    4. O ps (mais correcto, este ps) está a ser controlado por gente pouco recomendável (costa, ferro rodrigues, socrates, galamba, etc)
    4. presidente da assembleia da republica disse: “estou a cagar-me para a justiça”. Hoje preside ao órgão legislador mais importante da nação. Para não falar no caso casa pia
    5. pcp acha que um cidadao de passaporte portugues detido em angola por emitir opiniões não é problema nosso
    6. ps está endividado
    7. ps sem poder não terá dinheiro
    8.
    etc.etc.etc

  2. Georgina Santos Monteiro

    @ Gil
    V. Exa dá muito para rir. Vir com o testemunho de um jornal mediócre, miserável como “O Público”?

    O Cavaco não fez nenhum erro, o Cavaco é muito mais inteligente do que toda a esquerda, não só de Portugal, como de todo este mundo, e o PS faz o que quer.

    Ninguém obriga o PS a nada. Não existem “automatismos”. Os burros não sabem é que fazer. Onde está escrito, que o PS tem direito à governação deste país?

    O Costa não foi feito para governar. Ele é homem só de oposição. Só sabe abrir a boca para dizer coisas estúpidas. Trabalho bom, nunca será visto.

    Citar um jornal de burros para criticar um “gentleman”? Não, obrigado.

  3. A. R

    Já sabemos que o êxtase dos acordos da esquerda com a esquerda-radical têm a alegria de um passeio no necrotério. Em Espanha em 36 foi assim: uniram-se para combater a direita, mataram à direita o que lhes apeteceu e depois viraram-se uns contra os outros em matanças edificantes para unir a esquerda anarquistas, comunistas (várias versões) e socialistas.

  4. Jorge

    A aliança do PS com a extrema esquerda derruba o Governo PSD/CDS no dia seguinte à tomada de posse. O PSD/CDS não aceitam continuar em governo de gestão. Cavaco chama o chefe do segundo partido mais votado para formar governo. Costa apresenta um governo com apoio, por um ano, da extrema esquerda. Não mais do que isso. Um governo para durar um ano. Cavaco dá posse ao governo de Costa e faz discurso arrasador. O PSD/CDS dizem, na AR, que o Governo apoiado pela extrema esquerda não tem legitimidade política e, em consequência, votam contra os projetos de lei apresentados pela coligação de extrema esquerda. O PSD/CDS apresenta propostas de lei moderadas de forma a ocupar o centro e a captar o eleitorado moderado que o PSD traiu. O PSD/CDS capitalizam a confusão, a queda nos resultados económicos, o aumento do desemprego e a litigância com os credores e parceiros e, simultaneamente, faz propostas moderadas e realistas que captem o centro e os moderados de esquerda.
    Passado um ano, o governo cai, há eleições e o PSD/CDS ganham com maioria absoluta.

  5. Gil

    “O PSD/CDS apresenta propostas de lei moderadas de forma a ocupar o centro e a captar o eleitorado moderado que o PSD traiu”.

    Ou seja, faz o que devia ter feito e não fez? Então, abençoada perda de maioria!

  6. oscar maximo

    Cavaco gentleman? Então um tal Lima foi apanhado com a boca na botija a fabricar intentonas e em vez de ser liminarmente demitido, é sómente mudado de posto. Nunca ouvi uma critica da chamada direita a tal facto, só desculpas. A conclusão é triste. O sentido da responsabilidade, seriedade, vergonha, quer á direita ou ainda pior, á esquerda, não abunda neste país. Pelo que a venezualização será o destino natural.

  7. Georgina Santos Monteiro

    @ Não, Gil. O único problema são os muitos Gil. A constituição é um problema. O partido comunista é um problema. Esta RTP corrupta é um sério problema. O povo, uma grande parte, que não quer trabalhar e aprender a criar riqueza, é um problema. Muitos portugueses, que pensam que o dinheiro nasce nas árvores, são um verdadeiro problema.

    O PSD/CDS nunca foi o problema.

    E a dita direita, não vai sofrer, mas os pobrezinhos, que votaram no burro do António Costa e se deixaram enganar, mais uma vez.

    Gil, vá falar de futebol. Seria melhor para si.

    De gestão profissional, de economia polítcia V. Exa nada sabe.

  8. Georgina Santos Monteiro

    @ Caro oscar maximo (Outubro 24, 2015 às 14:18), nunca ouviu uma única crítica sobro o Lima? Os seus ouvidos.

    Essa sua afirmação não prova o que pretende e V. Exa compara tomates com pêras.

  9. oscar maximo

    Claro que isto é um país não diria de imbecis, mas mal frequentado. No país que gostaria de viver, Costa, n* 2 de um governo que pôs o pais de joelhos, saia da politica durante 10 anos, Costa, apanhado a tentar influenciar o procurador com o processo do Paulo Pedroso, saía da politica para sempre.

  10. ruipereira

    ‘Só imbecis que gostam que os governantes mintam não percebem.’
    Bela frase! É auto-insulto? Ou auto-elogio?

  11. ruipereira

    asam: quanto ao seu ponto 5 dizer-lhe que está incompleto. Deveria ser assim:

    5. Rui Machete, ministro dos negócios estrangeiros do governo PSD/CDS e pcp acham que um cidadao de passaporte portugues detido em angola por emitir opiniões não é problema nosso.

  12. ruipereira

    Georgina Santos Monteiro certamente que a sua opinião sobre o jornal Público foi formada em sequência da divulgação por este jornal do ‘problema’ Tecnoforma.
    Quanto à sua pergunta sobre onde estará escrito que o PS tem direito a governar, não lhe sei responder mas calculo que esteja escrito no mesmo local onde estará escrito que o PSD tem direito a governar.Uma coisa que se chama constituição portuguesa. Deixo-lhe aqui um link para finalmente descobrir do que se trata: http://www.parlamento.pt/parlamento/documents/crp1976.pdf.

  13. ruipereira

    jorge concordo consigo que essa é a estratégia natural para o PSD recuperar o poder. Mas certamente que o PS estará atento e irá contrariá-la convenientemente.

  14. ruipereira

    georgina Santos Monteiro em Outubro 24, 2015 às 14:18 disse:
    ‘@ Não, Gil. O único problema são os muitos Gil. A constituição é um problema. O partido comunista é um problema. Esta RTP corrupta é um sério problema. O povo, uma grande parte, que não quer trabalhar e aprender a criar riqueza, é um problema. Muitos portugueses, que pensam que o dinheiro nasce nas árvores, são um verdadeiro problema.

    O PSD/CDS nunca foi o problema.

    E a dita direita, não vai sofrer, mas os pobrezinhos, que votaram no burro do António Costa e se deixaram enganar, mais uma vez.

    Gil, vá falar de futebol. Seria melhor para si.

    De gestão profissional, de economia polítcia V. Exa nada sabe.’

    Este seu comentário é um bom reflexo daquilo que vai na sua cabeça e qual a sua ideia de sociedade.
    Podem até haver muitos Gil e isso ser mau. Felizmente você deve ser a única georgina Santos Monteiro, porque se houvesse mais, seria catastrófico.

  15. poeta

    Minha Ilustre Senhora , é muito jovem (e presumidamente linda) para ter conhecido politicos que nunca mentem (aqueles que não têm por diversos motivos necessidade de mentir para sobreviver) . Cavaco é mestre em golpadas (nunca soube fazer outra coisa – e este povo analfabeto (imbecis ou felizes ignorantes – como dizia o Cerejeira… onde qualquer D. Branca os engana ? ) . ) Esta é mais uma golpada , talvez até a penultima da sua vida politica !!!
    Para começar Cavaco mente . E para terminar o PSD não foi o partido mais votado . E Cavaco nunca foi forte no portugues (não sabe lder , não sabe escrever , logo não sabe falar .) , nem em Economia , como dizia o saudoso Reitor Alfredo de Sousa .Digam lá , doutorou-se com a tese “crescimento economico e a Divida Publica ” !!!.. Depois de o termos aturado perto de 4 decadas , temos a maior divida publica (20 mil euros para cada portuga pagar) e o maior indice de pobreza de sempre !!!
    Cavaco , o Pai do Monstro que nos digere .
    Não é pera-doce
    esta carraça
    que nos trouce
    tanta desgraça
    (Bandarra)
    Para mau prenúncio , Bandarra nasceu em 22 de Outubro ,dia em que Cavaco falou ao Pais .
    Quanto nos vai custar esta Golpada . A do irrevogável Paulo Portas custou-nos 3,2 mil milhões de euros !!!
    P.S.
    O PS teve mais votos do que o PSD pois a receita eleitoral do PS é maior do que a do PSD
    (nos. 1 , 2 e 3 do artigo 5º da Lei nº19/2003 de 20 de Junho com as posteriores alterações)

  16. Georgina Santos Monteiro

    @ Ao poeta do mercúrio (Outubro 24, 2015 às 17:33),

    em que é que V. Exa se douturou? Não me diga que foi em Coimbra.

  17. Georgina Santos Monteiro

    @ ruipereira em Outubro 24, 2015 às 14:54 disse: […]
    @ ruipereira em Outubro 24, 2015 às 15:01 disse: […]
    @ ruipereira em Outubro 24, 2015 às 15:02 disse: […]

    V. Exa só diz o que sabe, disparates. Saiu faz pouco tempo, da gaiola e indoctrinação esquerdista fascista? Eu pergunto.

    O jornal “O Público” nada vale. Um juízo objectivo.

    Existem demais Gil e isso é péssimo, para este país. E V. Exa também é um Gil. O que é que me deseja ensinar?

  18. tina

    Boa, Georgina, diga-lhes as verdades todas! Eles são daqueles que continuam a falar de alto apesar de terem levado o país à bancarrota. Até o povo aprende mais depressa, deixou de votar nem nunca votará no PS, a última vez que o PS ganhou eleições foi em 2009 e só durou 2 anos,
    .
    Já nem sequer interessa o que os jornais e a RTP dizem, o PS só irá para o poleiro à força, tal como está a tentar fazer agora. A máfia socialista pode tentar tomar conta de tudo, mas da vontade do povo não conseguirá.

  19. Carlos Guerreiro

    @ Rui Pereira 15h01 e sempre divertido ver os comunas como mais conservadores do que os que eles acham conservadores. Homem acorde, estamos em 2015! Por muito que goste,.guerr essa bela merda da constituicao de 1976 ja foi revista (nao e que actual seja melhor…). A que esta em vigor e de 2005… Mas ainda quer caminhar para o socialismo, mas ja ninguem lhe canta os amanhas. Android sem acentos…

  20. ruipereira

    Carlos Guerreiro. Tem razão. Enganei-me no link. Devia tê-lo revisto. Quanto ao resto enganou-se. Não sou ‘comuna’. Mas se fosse certamente não teria amanhãs para cantar. Porque o PSD e o CDS encarregaram-de os tornar impossíveis de cantar nas próximas décadas.

  21. ruipereira

    Georgina Santos Monteiro
    É com agrado que a vejo reconhecer a minha honestidade quando afirma que eu só digo o que sei. Ficar-me-ia muito mal querer dizer coisas que não sei. Até porque não saberia como fazê-lo, uma vez que não constituindo parte do meu saber ou, indo mais longe, serem essas coisas parte da minha ignorância, não me custando definir esta como imensurável e abstrata, impossível ter sucesso na sua explanação.
    Mas acrescenta a palavra disparates a seguir a uma vírgula. Com isto pretende deixar claro que disparates serão, afinal, as únicas coisas que saberei dizer. Acho imprudente afirmá-lo. Porque, não me conhecendo, está naturalmente impossibilitada de conferir se terei capacidade de dizer coisas interessantes. Dois exemplos. Imagine:
    1. V. Exa. está numa galeria observando um quadro belíssimo. Eu, que também estou em visita à exposição de pintura, detenho-me perante a obra de arte e após breve contemplação digo ‘Adoro este quadro. Sempre que o vejo, algo em mim se move. Uma incontrolável emotividade que me atira as lágrimas para os braços do amor’. V. Exa. pensa olhando-me ‘Que interessantes estas palavras, ainda que pirosas, proferiu este homem de extrato social bem inferior ao meu. Na sua rudimentar forma de se exprimir conseguiu definir algumas tolas emoções.’
    2. Estamos num jogo de futebol. Uma das equipas marca um golo. V. Exa. salta de alegria e grita golo. Eu, duas cadeiras à sua frente, salto também a gritar. E bem alto clamo ‘Ca ganda golo’. V. Exa. pensa ‘Que fulano perspicaz. Com invejável capacidade de síntese descreveu esta mágica jogada em que brilhantes executantes trocam a bola entre si, progredindo até ao objetivo final com sucesso. Golo da equipa que ambos apoiamos e pela qual ambos sofremos.’
    Prematuro, portanto, afirmar que só sei dizer disparates.

    V. Exa. pergunta também o que desejo eu ensinar-lhe. Bom, aparentemente, nada terei a ensinar a tão doutorada individualidade. A não ser um pouco de boa educação… Mas, na verdade, se V. Exa. passasse a ser bem educada, não teria o que escrever…

    Mas há uma coisa que Vossa Excelência disse que não posso deixar sem resposta mais intensa. Põe V. Exa. a questão sobre de onde teria eu saído. E fá-lo de forma afirmativa. Fazendo uma pergunta em que insinua, ao mesmo tempo, a resposta. Saí eu da ‘indoctrinação esquerdista fascista’?
    Isto, confesso, mexeu comigo. Levou-me às minhas origens como ser pensante. Surgiu a inquietação, depois a ansiedade e, por fim, a necessidade de pôr fim à ansiedade como forma de conseguir aquietar a inquietação.
    Fui à casa dos meus pais e fiz a pergunta que se impunha. Eis o diálogo:
    – Mãe, saí eu do teu ventre ou do ventre da indoctrinação?
    – Filho, que se passa? Porquê essa pergunta?
    – Mãe, a senhora Georgina escreveu na internet que eu saí da indoctrinação esquerdista fascista. Durante todos estes anos julgava ter saído do teu ventre, culminando um processo que se havia iniciado com o depósito da semente do pai. Mas, agora, a senhora Georgina diz que saí da indoctrinação.
    – Mas tu saíste do meu ventre, culminando um processo que se havia iniciado com o depósito da semente do teu pai. Essa Georgina é parva.
    – Não, mãe, a senhora Georgina não é parva. É até bastante sagaz. Veja que descobriu que eu só digo disparates. E ainda deu a entender que queria que a ensinasse a dizê-los. Senti a amargura da senhora Georgina que deve conviver há anos com a sua incapacidade de dizer disparates. Pediu-me ajuda, mãe. Como recusar se senti a sua dor? A senhora Georgina não é parva. Só não sabe escrever indoctrination em português. Mãe, jura-me que saí de ti e que não saí da indoctrinação.
    – Filho, juro pela saúde dos meus filhos. Tu não saíste da indoctrinação.
    Deixei a casa dos meus pais. O meu pai não apareceu no diálogo porque estava na sanita a ler exemplares antigos da Gaiola Aberta.
    No caminho de volta à casa já ia mais tranquilo e certo das minhas origens. Não havia saído da indoctrinação esquerdista fascista. A minha mãe jurou pela minha saúde e pela dos meus dois irmãos. V. Exa. estava errada. Eu saí da minha mãe, culminando um processo que se havia iniciado com o depósito da semente de meu pai.
    Nisto, atacou-me uma tosse. Primeiro uma convulsão, depois outra. A seguir muitas. Sentia-me desfalecer. Como é possível?! A minha própria mãe jurar falsamente pela minha saúde sobre as minhas origens…. Senti-me morrer…
    E aí, inesperadamente, fez-se luz.
    V. Exa., afinal, tinha razão… É o fim…
    Vem aí o comunismo!

  22. Rui Marques

    Parabéns Mária João… que grande artigo.
    Infelizmente quando se falam as verdades, os HIPÓCRITAS ficam escandalizados.

  23. Georgina Santos Monteiro

    @ ruipereira (Outubro 25, 2015 às 02:41),
    indouto, qual o problema que um burro completo como V. Exa deseja resolver?

    Baixe a grimpa, por favor!

    O comunismo neste país nunca (!) terá o poder absoluto. Eles enganam a quem deseja ser enganado. E tipos como V. Exa, de “altíssima” qualidade, vão ser retirados do “poder”, sucessivamente. A força intrigante dos corruptos da RTP vai chegar ao fim. Só com esses soldados adulterados e viciados e sem (!!) perguntas inteligentes, é que os falsos Sócrates e Ferros e Mários Soares, e Jerónimos se poderam manter onde ainda estão. Sem vergonha na cara.

    No fundo, V. Exa é um mentiroso e um incompetente, claro e lógico. Indouto! A realidade é seu inimigo. V. Exa não está em forma.

  24. ruipereira

    Douta e dotada Georgina.
    Assalta-me uma dúvida que, não sendo transcendente, me deixa curioso. Se em si, é maior a capacidade de dizer coisas tolas ou maior a incapacidade de dizer coisas acertadas. Não me quero apressar na conclusão para não cometer nenhuma injustiça.
    Mas de uma verdade já me apercebi. V. Exa. gosta de fazer perguntas onde deixa implícita a resposta. Inicia o seu comentário perguntando que problema desejo eu resolver sendo burro completo, insinuando que, como burro completo, nenhuma capacidade teria de resolver problema algum. Bom. Aí V. Exa. engana-se. Um burro completo, no meu entendimento, é um burro na posse de todas as suas características. Deste modo, teria intacta a habilidade de escoicear. Mas mesmo aqui surgiria a interrogação. Seria eu tão completo na minha burrice que nem de escoicear fosse capaz? Não me parece. Afinal, um burro completo é um burro cumpridor do seu destino e o destino de um burro completo é escoicear. A esta altura perguntará V. Exa. que problema o meu escoicear resolveria? É, para mim, bastante claro que resolveria o seu problema mental. Um coice no local certo e V. Exa. começaria, de imediato, a expôr de forma mais inteligente todos os argumentos que acha por bem partilhar neste blog. É porque o faria eu? Por egoísmo. Agora que subi (ou desci) à categoria dos burros completos, e condenado a por lá ficar por tempo indeterminado, evitaria assim a companhia de V. Exa.. É evidente que pouco falta para que V. Exa. seja considerada burra completa. Eu não o farei porque considero que não devo ser juiz em causa própria. Se fosse eu a decidir, V. Exa. nunca deixaria de ser uma burra incompleta.

    Em seguida diz para eu baixar a grimpa. Noto que o faz de forma simpática ao pedi-lo por favor. Até me sentiria tentado a fazê-lo tamanha a sua delicadeza. Mas tenho um obstáculo. Sendo a grimpa uma das características mais salientes de um burro completo, assim como a teimosia, seria negar a minha existência baixar, a seu pedido, a grimpa mesmo que só um pouco. Não poderei assim responder ao seu anseio, lamento. Para tal se verificar teria de reflectir profundamente sobre o que sou, de onde vim e para onde vou.

    Concordo consigo que os comunistas nunca terão o poder absoluto e acrescento que nem sequer o relativo. E acrescento ainda que felizmente nunca o terão. A não ser o poder absoluto de a fazer escrever comentários patéticos em blogs. E tal deixa-me contente, porque caso nem esse poder tivessem os comunistas eu não me divertiria tanto como tenho divertido ao lê-la nestes últimos dias.

    Diz V. Exa. que tipos como eu serão retirados do poder sucessivamente. Em que ficamos? Quem nos for retirar do poder não consegue retirar à primeira e vai tentar sucessivamente? Mas aí não nos retira sucessivamente porque não chegou a retirar. Ou tem que nos retirar do poder sucessivamente porque nós, sucessivamente, voltamos a assumi-lo? E quem somos nós? E quem são eles? E quem são elas, aqueles e os outros? E porque chove? Não seria melhor o brilho do sol? Oiço vozes sem sentido. Que se passa? Ah… é a Georgina. Adiante.

    Afinal, a força intrigante dos corruptos da RTP não é assim tão intrigante, pois V. Exa. logo a seguir afirma que ela reside nos soldados adulterados e viciados sem perguntas inteligentes.
    E nesta sua declaração comprovei que V. Exa. é, no fim de contas, vítima das perguntas pouco inteligentes feitas pelos soldados adulterados e viciados dessa força intrigante que é a corrupta RTP. Sem perguntas inteligentes não há respostas inteligentes e sem respostas inteligentes os comentários de V. Exa. neste blog só podem ser aquilo que são: inócuos, sensaborões (porém de grande comicidade), pouco inteligentes e de infantil rebeldia.

    V. Exa. acusa-me de ser mentiroso é incompetente, claro e lógico. Aí jogou pela certa e fez bingo. Sim, cara Georgina, confesso. Já disse umas mentirinhas. E há, efetivamente, algumas áreas em que é visível a minha incompetência. O seu problema é que mentirosos e incompetentes somos todos um pouco, pelo que esta sua consideração pode ser aplicada a todas as pessoas. E tenho de lhe dizer que fiquei triste. Porque o insulto é algo de muito valioso para mim e recebo-o sempre com carinho. Mas tem de ser especial. Comparar a acusação de eu ser mentiroso é incompetente com a de ser burro completo… Apreciei muito mais a do burro completo.

    Sendo a realidade minha inimiga, resta-me saber se é a da sociedade em que vivemos se é aquela que V. Exa. construiu na sua mente para melhor viver consigo própria no seu quotidiano. Uma espécie de realidade alternativa na qual todos os habitantes vivem e morrem segundo os ideais de Georgina. Se a sua realidade for a minha inimiga vou ali dar um tranquilo passeio. Se for aquela em que realmente vivemos tranquilo na mesma. A realidade em que vivemos tem muitas Georginas com que lidar antes de se dedicar ao meu caso.

    Reparei que no princípio do seu comentário me chamou indouto e, a terminar, tornou a fazê-lo. Ficou com receio que eu não tivesse lido à primeira ou o seu vocabulário de insultos é, como o resto em si, limitado?

    Para terminar diz V. Exa. que eu estou fora de forma. É uma verdade indesmentivel. Tenho uns quilos a mais… Mas esse facto tem uma vantagem. Torna mais forte o coice de um burro completo…

  25. Georgina Santos Monteiro

    @ Cara maria, o que é que ele me deseja dizer?

    @ ruipereira (Outubro 25, 2015 às 12:39), não escreva romances, qual a sua mensagem?

    Eu não me estou a referir a V. Exa como ser humano, que eu não conheço, mas sim ao que V. Exa diz e escreve. Qual é o problema que pensa em resolver? O Cavaco nunca foi o problema. Ponto final. Não existe escola que o desminta.

  26. ruipereira

    ‘não escreva romances, qual a sua mensagem?

    Eu não me estou a referir a V. Exa como ser humano, que eu não conheço, mas sim ao que V. Exa diz e escreve. Qual é o problema que pensa em resolver? O Cavaco nunca foi o problema. Ponto final. Não existe escola que o desminta.’

    diz V.Exa.. D. Georgina

    É com satisfação que vejo que a minha mensagem foi recebida, apreendida e interiorizada por si, mesmo que de tal facto ainda não se tenha apercebido.

    Missão cumprida!
    Tenha uma boa vida e seja feliz D. Georgina.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.