Sondagem Diária RTP (20/Set/2015)

Fica aqui a actualização de hoje da sondagem RTP realizada pela Universidade Católica – CESOP. A coligação Portugal à Frente volta a perder um ponto percentual em relação ao Partido Socialista registando uma distância de cinco por cento.

Sondagem__RTP_20Set2015

8 pensamentos sobre “Sondagem Diária RTP (20/Set/2015)

  1. MP

    A sondagem tem uma margem de erro de 4%… Logo tanto a coligaçao pode ter 36% como 44%(muito perto senão maioria absoluta). Apartir de segunda feira a intercampus da TVI socialista vai começar a atuar e o parodiante de Lisboa vai estar à frente! A Errosondagem a mesma coisa… Portanto temos de esperar que a sabedoria do povão dê a maioria à Coligação, ou se esta ganhar sem maioria mas se tiver mais votos e deputados a carreira política do Costa Concórdia acaba na mesma e vem outra vez o Seguro para fazer um Governo a 3, porque acordos de incidência parlamentar não dão estabilidade nenhuma! Aposto que a Coligação(e já votei aqui no Insurgente), vai ganhar com 46% dos votos, renovando a maioria com votos tanto do PS moderado(não gosta de Syricostas), do centro(mais um passos na mão e dois costas a voar) e Passistas “envergonhados” e desiludidos. Nesse dia sim, vai ser o “Ai Jesus”. E Tina, acho que a maioria absoluta se atinge apartir dos 45%(salvo o erro…)

  2. MP

    João Cortez, a maioria absoluta atinge-se ao deputado 116, o António Guterres como mostrou, teve 44,06% e 115 deputados. Portanto aos 45% deve ser onde se atinge a maioria absoluta, alias basta ver o ato eleitoral de 2005 quando o pândico 44 ganhou com maioria absoluta com 45% e 121 deputados:”http://eleicoes.cne.pt/raster/index.cfm?dia=20&mes=02&ano=2005&eleicao=ar”

  3. JP-A

    “O António Guterres conseguiu metade dos deputados em 1999 com 44%”

    Metade…mais um queijo limiano 🙂
    A fazer lembrar aquele senhor do CDS que ainda ontem estava novamente ao lado de Costa. A gente até limpa a lentes a ver se não estará a ver mal.

  4. Miguel Noronha

    “João Cortez, a maioria absoluta atinge-se ao deputado 116, o António Guterres como mostrou, teve 44,06% e 115 deputados. Portanto aos 45% deve ser onde se atinge a maioria absoluta,”
    Não é exactamente assim. Dado que os deputados são eleitos em círculos regionais isso vai depender da distribuição dos votos a nível nacional. Um partido com os votos mais concentrados à partida tem maior facilidade em eleger deputados.

  5. Gil

    Bom, como foi preciso um ex primeiro-ministro ser preso para se tomar consciência dos abusos da prisão preventiva, talvez estas eleições sirvam para mostrar a parvoíce da aplicação que por aqui se faz do método de Hondt.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.