but somehow

spider eaters 2

Tenho tido muito pouco tempo para escrever coisas (apesar de haver tanto assunto comentável agora, e tenho feito uns posts maravilhosos na minha cabeça, mas que falham depois no tempo disponível para serem concretizados no teclado), mas a propósito de Jeremy Corbyn – e das fantasias líricas que já provocou no PS português (ou não tivesse este sido assaltado por gente que nunca recuperou da fase marxista da adolescência) – deixo aqui um pedacinho de um dos livros que me têm ocupado o tempo. É o prefácio de um livro que conta a história da autora durante a Revolução Cultural chinesa. Descreve bem o socialismo, sobretudo na forma mais pura que Corbyn e os alucinados socialistas nacionais apreciam. Começa por querer mudar a natureza humana. But somehow – e este but somehow ocorre sempre – falha. E de caminho espalha miséria e infelicidade. E – como à autora deste prefácio – põe os jovens idealistas a assassinarem e torturarem supostos inimigos da revolução. É sempre um regime muito recomendável. E tem sempre muitos fregueses moralmente self-righteous a adorá-lo.

2 pensamentos sobre “but somehow

  1. Gil

    Ó Maria João Marques: Onde você se foi meter. Então não sabe que nem os actuais dirigentes chineses defendem a chamada “Revolução Cultural”?

  2. hajapachorra

    Pois não escreva. Poupe-se e poupe-nos. Qualquer junta-letras de esquerda chama um figo às ‘coisas’ que saem desse bestunto.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.