As contas do PS: impactos, riscos e perplexidades

“As contas de Centeno – compilação” de Pedro Romano (Desvio Colossal)

o grupo de economistas do PS divulgou uma versão mais alargada do seu cenário macroeconómico, com mais medidas e informações mais detalhadas. A má notícia é que os detalhes do modelo continuam por conhecer, e há pormenores do exercício que não são completamente claros. A boa notícia é que os números divulgados já permitem perceber um pouco melhor o que vai na cabeça (ou no excel) dos economistas e pelo menos fazer algumas contas de costas envelope.

É isso que esta série de posts tenta fazer. Para tornar a série compreensível – e não assustar os leitores com menos tempo -, a análise é separada em quatro partes.

A primeira elenca algumas questões de base relacionadas com a quantificação das medidas (os inputs do exercício, chamemos-lhe assim). São sobretudo números que não batem certo, dúvidas em relação às opções tomadas e perplexidades diversas que foram surgindo à medida que comecei a compilar e contrastar valores. A segunda e a terceira tentam perceber em que medida é que os impactos na actividade económica e no emprego são realistas. E a quarta faz um pequeno exercício de riscos orçamentais

Continue a ler aqui

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.