Um começo auspicioso

Tsakalotos apresenta propostas escritas em papel de hotel

27 pensamentos sobre “Um começo auspicioso

  1. Miguel Alves

    Não me lixem.. os Gregos estão a dar uma tanga do caraças… Então na semana do referendo, de dizer que não queriam sair do euro, não tiveram tempo de preparar uma proposta? levam numa folha de papel de hotel escrito à mão? eles estão é a gozar com os outros.

  2. JP-A

    O Costa Concórdia mudou de tática e agora faz de Marques Mendes:

    «O líder do Partido Socialista, António Costa, disse hoje em Bruxelas que está prevista para domingo a realização de um Conselho Europeu sobre a questão da Grécia.»

  3. Luís

    Chama-se a isto «fazer a vida negra». É o que os gregos estão a fazer. É o que uma mulher faz quando quer o divórcio mas não tem coragem de o assumir: faz vida negra ao marido até que ele saia de casa voluntariamente. Depois a rica esposa conta aos quatros ventos que o marido é que teve a culpa do fim da relação.

  4. maria

    Faz 60 anos que a Alemanha teve perdão de dívida pública de 62%.
    Para além do perdão, a República Federal da Alemanha teve ainda descontos na taxa de juro que chegaram a cinco pontos percentuais.

  5. jc

    então, então, mas não foi o NAO que ganhou ? ou será que em grego não afinal de contas é sim ?

  6. JS

    Cheira ao fim de este “IV Reich”, vulgo “European project”.

    Hitler consegiu atraversar a Grécia sim, mas de forma violenta.
    A Sra Merkel não o vai conseguir. A Grécia é que se lhe atraversou no caminho. Paciência.
    Claro que certa Grécia vai passar, outra vez, um mau bocado …
    No entento não é caso para suicídio, D. Merkel.

    Os americanos desta até riem entre o tilintar dos “goblet” de Moet.

  7. JP-A

    “Faz 60 anos que a Alemanha teve perdão de dívida pública de 62%”

    Para o ano faz 30 anos que passou o cometa Halley.
    O cometa Halley passa novamente em 2061.

  8. tina

    É óbvio que nem os próprios gregos nem os outros querem que a Grécia permaneça no euro, mas ninguém tem coragem de tomar a iniciativa.

  9. antonio

    Na minha opinião os Gregos estão a fazer uma venda artificial das suas reservas em ouro e prata. A Goldman trata disso. Por isso as cotações desses metais estarem precionadas. É provavel ainda virem a ganhar diheiro com isso.Os valores devem estar perto dos 5 bilioes tem para aguentar uns meses e precionar as banketas dos derivados.

  10. maria

    Quais propostas? Não havia propostas; só lá para quarta. Mais uma vez têm de esperar (e desesperar) …

  11. maria

    JP-A e não será que daqui a 60 anos ainda esperarão pelo pagamento da dívida dos gregos e, já agora, também dos portugas?

  12. Luís

    «Faz 60 anos que a Alemanha teve perdão de dívida pública de 62%»

    De que serve voltarem a perdoar mais dívida grega? Daqui a meia dúzia de anos estariam falidos novamente por uma razão muito simples: não se querem reformar. Se querem socialismo precisam do dinheiro dos impostos, mas o poder política recusa aumentá-los e recusa melhorar a máquina fiscal. Se se ocidentalizarem a sério precisam de nova Constituição. A Igreja Ortodoxa, como reagirá? Que saiam do euro pois aquilo não é o Ocidente.

  13. Luís

    «É óbvio que nem os próprios gregos nem os outros querem que a Grécia permaneça no euro, mas ninguém tem coragem de tomar a iniciativa.»

    Exacto.

    E qualquer socialista minimamente moderado e responsável sabe que aquele sistema que os gregos têm é completamente inviável. Só demagogos perigosos como o Costa ou o tipo do Podemos é que apoiam aquele aborto.

  14. Luís

    Tanta conversa contra a Alemanha.. na realidade os alemães são o cimento do euro, sem Alemanha não há moeda única. Ponto. Os espanhóis, italianos, portugueses e em certa medida os franceses concorrem entre si pela captação do turista endinheirado do Norte, pela venda de produtos agrícolas ao Norte, têm tradição têxtil e na indústria do calçado, na indústria alimentar, nas cerâmicas e materiais de construção. Alguém com tino acredita numa união do Sul? Não duraria muito tempo. Assim como o Reino Unido é essencial ao equilíbrio de interesses e poderes na UE, a Alemanha é fundamental para o futuro do euro, Merkel e Schauble têm sido muito pacientes com a Grécia ao longo destes anos, os gregos não aplicaram a maioria das reformas a que se comprometeram, e mesmo depois desta palhaçada toda do Syriza estenderam várias vezes as mãos aos gregos.

  15. Luís

    É isto que está a suceder na nossa economia:

    http://observador.pt/2015/06/14/vender-vinho-mais-caro-e-melhor-do-que-vender-muito/

    Não vamos vender carros como os alemães mas podemos ser muito bons no que fazemos há séculos.

    A economia está a mudar e depressa, sem o escudo, para contrariar o que a Esquerda anda a ulular desde que percebeu que o resto da Europa não iria sustentar o seu despesismo. Portugal está a adaptar-se a uma moeda forte na agricultura, indústria e turismo.

    Voltar ao escudo? Como diz o povo, seria passarmos de cavalos para burros.

  16. Dervich

    “Que saiam do euro pois aquilo não é o Ocidente.”

    Onde é que “termina” o Ocidente?!…

    É estranho que os lituanos, os estonianos, os polacos, os húngaros, os letões, os romenos e os búlgaros possam pertencer ao Ocidente mas os gregos não – É todo um novo conceito, esse da geografia definida pelo preço do bilhete de entrada.
    ,
    Talvez seja a Grécia que queira este “Ocidente” fora de si, afinal era ela que já por cá andava, antes mesmo de o ter inventado.

  17. Fernando S

    “Faz 60 anos que a Alemanha teve perdão de dívida pública de 62%”

    Ha uma enorme diferença entre a Alemanha de 1953 e a Grécia de 2015.
    O perdão de divida à Alemanha foi DEPOIS de 8 anos de ocupação e tutela aliada durante os quais os alemães tiveram uma forte austeridade (não consumir mais do que produzem) e fizeram uma série de reformas para ajustar o pais às exigencias de uma economia de mercado aberta e competitiva.
    A maior parte da divida que foi então perdoada tinha a ver com as compensações de guerra impostas pelo Tratado de Versailles, depois da 1a Guerra Mundial, e de empréstimos contraidos pelo regime nazi, antes da 2a Guerra Mundial, e utilizados no esforço de guerra.
    Exceptuando os dons do governo americano (não confundir com perdão de divida), os empréstimos do Plano Marshall foram posteriormente totalmente pagos pela Alemanha.

  18. maria

    60 é um número curioso.
    “Emigração durante o período troika já supera a vaga dos anos 60.
    Portugal é hoje o país da UE com a taxa mais alta de emigração. Desde o resgate já foi batido o recorde de saídas, superando a vaga dos anos 60 onde inúmeras famílias tiveram de sair do país, com destino a França.
    A Inglaterra é, actualmente, o destino favorito dos emigrantes portugueses com um aumento homólogo de 47% em 2014. E a maioria dos emigrantes tem uma idade entre 20 e 39 anos, ou seja população jovem que não encontra emprego em Portugal.”

  19. Fernando S

    maria : “Emigração durante o período troika já supera a vaga dos anos 60″

    Depende do periodo de tempo que se considere.
    Mas admitamos …

    1 – O aumento excepcional da emigração actual é acima de tudo uma consequencia da perda de competitividade e da quase bancarrota que anos e anos de politicas despesistas e intervencionistas implicaram.

    2 – Os que emigram ficam normalmente melhor, muitos até bastante melhor, do que estavam antes e ajudam, directa ou indirectamente, aqueles que não emigram (remessas, empregos, abertura ao exterior, etc).

    3 – Os que hoje emigram teem em média qualificações e niveis de vida muito superiores aos das gerações que emigraram nos anos 60 e antes. Em comparação com o que foi no passado, hoje em dia emigrar é algo de bastante mais facil e banal. Emigrar não é uma fatalidade nem uma ruptura com a terra natal.

    4 – A “RTP Internacional” tem um programa muito interessante sobre os novos emigrantes portugueses : “Portugueses no mundo” . Visualização recomendada aos “velhos do Restelo” !

  20. k.

    “Fernando S em Julho 8, 2015 às 01:33 disse: ”

    Um gajo lê isso e pensa que emigrar é muita fixe.
    Não é.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.