Progressistas vs Conservadores

“The whole modern world has divided itself into Conservatives and Progressives. The business of Progressives is to go on making mistakes. The business of Conservatives is to prevent mistakes from being corrected. Even when the revolutionist might himself repent of his revolution, the traditionalist is already defending it as part of his tradition. Thus we have two great types — the advanced person who rushes us into ruin, and the retrospective person who admires the ruins. He admires them especially by moonlight, not to say moonshine. Each new blunder of the progressive or prig becomes instantly a legend of immemorial antiquity for the snob. This is called the balance, or mutual check, in our Constitution.”

— G. K. Chesterton

4 pensamentos sobre “Progressistas vs Conservadores

  1. Texto interessante.
    Por isso se diz que a esquerda é “ inteligente” e a direita é “sábia”.., e quem for inteligente quando tem que optar por quem quer ser governado durante milénios optou pelo sábio!

    A esquerda tem um dificuldade em projectar aquilo que clinicamente se designa de expected outcomes (resultado esperado… veja-se na Grécia)- Expected outcome deriva precisamente de “ becomes instantly a legend of immemorial antiquity for the snob” porque a memória de erros (similares) impede que se repita os mesmos infindavelmente, mesmo que a cada situação nova pareça mesmo interessante do ponto de vista custo/beneficio momentaneamente para gente muito “inteligente” experimentar algo de novo.

    Nota: VMPFC que gera os expected outome é … chosen value”-signals, i.e. the expected value of the action that is subsequently chosen, thus reflecting the consequence of the decision process (a postdecision signal).

  2. Diz-se que a direita acredita piamente nas tretas que lhes ensinaram e a esquerda nas que ensina.

    De qualquer modo há que ver resultados, Ninguém me deu o nome ainda de um país comunista onde houvesse abastança e liberdade. Nem onde houvesse abastança OU liberdade. Nem onde os fluxos migratórios de países capitalistas fossem positivos. Nem onde a população não divisasse fugas das mais ousadas da História. Nem onde se esperasse que 10% dos artistas em missões ao estrangeiro não retornasse. Nem onde os turistas fossem impedidos de visitar o país sem um guia.

    Mil vezes uma imperfeita economia de mercado que um científico comunismo ou socialismo. O nosso mal não é a economia de mercado, mas a marcação da economia por socialices tontas.

  3. Andre

    @Francisco Miguel Colaço

    Caro Francisco

    Existem países, sim, ultra-socialistas, abastados com liberdade. Um exemplo é a Dinamarca.

    Procure informações sobre o sistema financeiro, felicidade da população, índice de classe média, etc.

    Não comento sobre o saldo migratório, porque lá vivi e me fui embora por boas razões.

    Cumprimentos,
    Andre

  4. lucklucky

    “Existem países, sim, ultra-socialistas, abastados com liberdade. Um exemplo é a Dinamarca.”

    A Dinamarca não tem Liberdade. Não se poder ter objecção de consciência. Isto é válido para qualquer Democracia Socialista ocidental.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.