Os candidatos “naturais”

No programa As Palavras e os Actos da RTP, em que Alberto João Jardim está a fazer gato sapato dos outros participantes, José Manuel Fernandes questiona por que razão candidatos “naturais” e que ele diz achar que seriam bons Presidentes da República, como Durão Barroso, António Vitorino (que dois!) ou António Guterres, não avançam para a Presidência da República, e avança com uma explicação: as dificuldades que o país atravessa fariam com que o desempenho do cargo fosse uma tarefa inglória. José Manuel Fernandes tem provavelmente razão quanto ao que motiva estas excelsas figuras, mas comete o erro de pensar que poderiam ser bons Presidentes: quem não quiser responsabilidades políticas por causa das dificuldades que teria de enfrentar uma vez eleito é alguém que, só por isso, não poderia nunca ser um bom Presidente, um bom Primeiro-Ministro, ou um bom o-que-quer-que-seja-que-não-um-oportunista.

3 pensamentos sobre “Os candidatos “naturais”

  1. Euro2cent

    > o desempenho do cargo fosse uma tarefa inglória.

    Se houvesse alguma maneira de o fulano designado para o cargo não se poder esquivar … sei lá, assim tipo ser um cargo hereditário e ele já ter aquilo na calha e ficar toda a gente a olhar com ar desaprovador se ele borregasse …

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.