Por tanto olharem para as estrelas, passam a vida a cair no chão

Ao longo dos próximos meses, comentadores e colunistas portugueses que até há uma ou duas semanas nunca tinham ouvido falar de Chuka Umunna, ao ponto de ainda terem de verificar a ortografia do seu nome no Google antes de o escrever, vão incensá-lo como o futuro de uma “esquerda” “de futuro, “capaz de ganhar eleições”. Mostrarão assim como “ganhar eleições” é para eles (como para os seus congéneres da “direita”, diga-se passagem) a única virtude política, e como facilmente se deixam seduzir (novamente como os aderentes ao outro lado) por toda e qualquer nova “estrela” só por esta lhes ter sido apresentada como tal por um qualquer jornal “estrangeiro”.

10 pensamentos sobre “Por tanto olharem para as estrelas, passam a vida a cair no chão

  1. Anonymous

    pelo lado mais positivo, o Chuka Umunna é de uma etnia parecida com o Gandhi de Lisboa, por isso vai ganhar de certeza, tal como ganhou o afro-americano nos EUA apenas porque era giro ter um presidente preto, e só pelo facto de ele ser preto ias coisas iam logo ser muito melhores… o resultado está à vista!

  2. k.

    “Anonymous em Maio 13, 2015 às 08:44 disse: ”

    O AC é de ascendencia Indiana.
    O Chuka é de ascendencia Nigeriana.

    Racista.

  3. Miguel Noronha

    Pelos vistos os candidatos podem fazer valer a sua origem étnica para ganhar votos mas referir isso é racismo.

  4. k.

    “Miguel Noronha em Maio 13, 2015 às 10:03 disse: ”

    Não, mas é racismo afirmar que alguém só ganhou eleições não pelo seu mérito, mas pela cor da pele.

    Não que mérito seja importante neste blog, claro.

  5. tina

    Como sempre, a Inglaterra mostra o caminho ao resto do mundo. Agora que o socialismo acabou, o Labour torna-se New Labour, que não passará de um partido social-democrata. Já não há duas vias de governar, apenas uma, apenas a possível, aquela que conduz a uma economia mais forte e mais emprego dá às pessoas: a via liberal. Só os países mais atrasados ainda terão Partidos Socialistas, Comunistas, Esquerda Histérica, etc.

  6. k.,

    Nºao precisa. A fraude eleitoral nos Estados Unidos foi à vista. Obama não ganhou as eleições de 2012 e provavelmente nem as de 2008. No mínimo suprimiram 8 milhões de votos, mas pessoas como o Joel Skousen apontam a dimensão da fraude em 12 milhões.

    É é fácil prová-lo: acha que as eleições de 2012 tiveram menos menor afluência às urnas que as de 2008? (Isto para além dos milhares de relatos de fraude nos Swing States, por falta de bilhete de identidade com fotografia, ago que, veja-se lá-porquê, os PD dos Estados Unidos continuam a abominar e a obstaculizar, por todos os meios legais e ilegais — ou SLPC e Black Panthers)

  7. Pingback: Foi-se a mais recente esperança da esquerda | O Insurgente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.