Revista de Imprensa Insurgente (2)

IMG_0225

Fonte: Sol

Comentário: Anti-sistema!? Eanes foi presidente 10 anos e é um dos “fundadores” do regime. Sampaio da Nóvoa foi reitor de uma das principais universidades. Carvalho da Silva liderou a CGTP, um dos principais pilares da organização corporativa do regime durante anos. Marinho Pinto foi bastonário da Ordem dos Advogados, outro pilar corporativo. Estão a gozar, só podem.

8 pensamentos sobre “Revista de Imprensa Insurgente (2)

  1. Fulano foi… sicrano foi… beltrano foi…
    O que interessa é a posição anunciada.
    Até porque não vejo qualquer contradição relativamente ao passado de qualquer um deles.
    O que hoje pode ser feito seria impossível ou contraproducente no passado.
    Por mim, tudo o que contribua para alterar este regime selvaticamente liberal tem o meu apoio incondicional.

  2. Alexandre Carvalho da Silveira

    Notáveis da treta. A maior parte deles defenderam e continuam a defender soluções totalitárias e anti-democráticas para Portugal.
    Em 1976 dei a “cara e o coirão” pelo Eanes numa verdadeira batalha, com tiros e tudo, contra os comunistas nas ruas de Évora; em 1980, traindo os que lutaram por ele, foi reeleito com os votos dos comunistas! Depois fundou o PRD e foi o que se viu: um ex presidente da República saíu do Palácio de Belém para liderar um partido politico que visava destruir o sistema por dentro.

  3. Kubo

    > “este regime selvaticamente liberal”

    Típica ‘Contradição nos Termos’ [contradictio in adjecto]: se é liberal não é selvático.

    Deve-se querer referir à libertinagem da licenciosidade – em que redunda sempre o socialismo: a mancomunação do compadrio da ‘Nomenklatura’ ou ‘Vanguarda do Povo’. Só os nomes variam para o povo ficar vário…: “Reguladores”, “Banqueiro de Sucesso”, “Tecnocratas de Visão”, “Representantes do Povo”, “Eurocratas”, e demais denominativas catedratices…

    Os socialistas não são, de todo, liberais: reputam-se sábios, descobriram sempre a pólvora fumegante na mente impante.

  4. Pingback: Novos políticos, velhas práticas | O Insurgente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.