“Houve um pouco de ‘bluff’ da nossa parte”

Dois dias após as eleições gregas e o Syriza já começa a recuar. Sinceramente tinha esperança que levassem a cabo a sua desastrosa ambiciosa promessa de denúncia unilateral do pagamento da dívida.

O deputado do Syriza Yanis Varoufakis, apontado como provável novo ministro das Finanças, afastou hoje a saída da Grécia do euro e assegurou que o partido não procurará “a confrontação”.

Em declarações ao programa radiofónico Today, da BBC, Varoufakis disse que o novo Governo grego liderado pelo Syriza negociará construtivamente uma restruturação da dívida do país com Bruxelas.

“Houve um pouco de ‘bluff’ da nossa parte”, declarou o parlamentar de dupla nacionalidade grega e australiana, acrescentando que “o que realmente importa agora é sentarmo-nos a falar” sobre a melhor maneira de reorganizar o pagamento da dívida grega.

Não deixa de ser significativa que o “bluff” seja exposto em tão curto espaço de tempo.

9 pensamentos sobre ““Houve um pouco de ‘bluff’ da nossa parte”

  1. Pingback: já não se fazem che guevaras como antigamente | BLASFÉMIAS

  2. Estes vermilhoides europeus fazem-me lembrar as sequelas de Hollywood. Primeiro saíu o Hollande , depois veio o Hollande II. Este poderá vir a ser o Hollande III e no próximo ano vão produzir o Hollande IV e Hollande V. Para nosso azar um deles, se existir, poderá ser filmado em Portugal.

  3. ricardo

    Domingo
    Nascem euros nas urnas de voto
    Segunda feira
    A “extrema direita xenófoba e homofóbica” adere ao projecto
    Terça feira
    Não pagamos! não pagamos! não paga…
    não pa…
    não…
    Quarta feira
    não há para aí um descontozinho? …uma atençãozinha?
    Quinta feira
    Porra!

  4. antónio

    Retirado do blog do actual ministro das finanças grego.

    “I recommend that (even those who have Greek amongst their languages) you do not read their manifesto. It is not worth the paper it is written on. While replete with good intentions, it is hort on detail, full of promises that cannot, and will not be fulfilled (the greatest one is that austerity will be cancelled), a hotchpotch of policies that are neither here nor there. Just ignore it.”

    http://yanisvaroufakis.eu/2012/06/03/why-europe-should-fear-fina-gail-like-reasonableness-much-much-more-than-it-fears-syriza/

  5. Pingback: “Houve um pouco de ‘bluff’ da nossa parte” (2) | O Insurgente

  6. JP

    Pelas pernas dos alemães que não estavam a tremer, desconfiei logo que havia marosca. O negócio vai ser bom para as farmácias de Lisboa.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.