Uma autêntica Lady

B7yR_74CcAA2pt0

Ana Gomes é aquilo que os britânicos apelidariam de uma Lady.

17 pensamentos sobre “Uma autêntica Lady

  1. João de Brito

    Não simpatizo particularmente com a Senhora.
    Mas às vezes dá jeito bater mais no ceguinho.
    Para desviar as atenções.
    Por exemplo das notícias do dia:
    – Em breve, 1% da população mundial deterá 99% do património global!
    – Há mais uns milhões desempregados, que se aproximam rapidamente dos 200 milhões.
    Ou seja, desemprego e concentração da riqueza andam de mãos dadas.
    Será que o liberalismo desbragado tem algo a ver com isto?!…

  2. Miguel Noronha

    Não pretendemos tirar assunto ao seu blog. Como pode ver têm aí amplo material para posts. Bom trabalho.

  3. João de Brito

    Mas há mais!
    Todos nós sabemos da razão por que a Senhora (a Lady) tem apanhado pancada nos últimos tempos.
    A propósito, agora que as paixões começam a resfriar, tenho umas questões a colocar.
    Talvez haja por aí psicólogos, filósofos, linguistas que me possam ajudar.
    1. Liberdade de expressão.
    1.1 Conceito
    1.1.1 Será que um murro não pode ser considerado uma expressão (de revolta, p.e.)?!
    1.2 Efeito
    1.2.1 Será que um murro no corpo dói mais que um murro na alma?!

  4. k.

    “João de Brito em Janeiro 20, 2015 às 11:08 disse: ”

    a) Sobre a acumulação de riqueza, há um livro sobre isso que aparentemente é bastante bom.
    A questão a meu ver é:
    a1) É isso “mau” em termos económicos? As opiniões dividem-se, entre ser o fruto natural da economia de mercado, ou estar a criar um savings glut entre outras coisas,
    a2) É isso aceitável em termos politicos? É que com tanto dinheiro, é bastante crivel que alguns agentes queiram, e possam comprar poder politico sem controlo. Isso parece-me bastante assustador.

    b) Sobre o desemprego, a questão é bastante mais profunda, a meu ver – tem a ver com obsolescência tecnológica de grandes sectores da população. Na minha empresa… automatizamos tudo o que podemos. Os skills de recursos humanos que procuramos são cada vez mais técnicos, possuidos por apenas um reduzido numero de pessoas – as restantes até podem querer trabalhar de graça, que não há trabalho para elas – nada consigam fazer.
    Creio que é algo que não se vai reduzir, e ninguem discute as implicações socias e economicas disto.

  5. Ramires

    Óbvio caso clínico : a mais que evidente indecisão fisiológica exibida pela paquidérmica criatura condiciona-lhe sériamente o neurónio…

  6. “Ou seja, desemprego e concentração da riqueza andam de mãos dadas.”

    O Benfica foi campeão no ano passado e este ano lidera com boa vantagem sobre a concorrência. Entretanto o desemprego em Portugal tem vindo a descer. Ou seja, a performance desportiva do Benfica e a redução do desemprego andam de mãos dadas.

    Quanto à concentração de riqueza, o facto é que alguns dos países mais assimétricos do mundo são também países em que o Estado intervém bastante na economia. Deve ser isto o liberalismo desbragado.

  7. José Torres

    Uma lady na mesa, uma louca na cama, na maior safadeza,
    Você diz que me ama
    E na minha cabeça desvairei-o de loucura, quando você começa
    Ninguém mais te segura

    Taras e Manias, Marco Paulo

  8. tina

    “Ou seja, desemprego e concentração da riqueza andam de mãos dadas.
    Será que o liberalismo desbragado tem algo a ver com isto?!…”

    Explico mais uma vez: O nível de riqueza tem vindo a aumentar tanto para ricos como para pobres, por isso é natural que os ricos fiquem riquíssimos, mas o que é mais importante acima de tudo é que os pobres estejam menos pobres.

  9. tina

    “Ana Gomes é aquilo que os britânicos apelidariam de uma Lady.”

    não, seria antes uma “fishwife”, que ao contrário do que parece não é a mulher de um peixe, mas sim uma vendedora de peixes, ou seja, uma peixeira!…. A bloody ugly fiswife, ain´t she?

  10. lucklucky

    Como sempre há quem prefira ter 20% de 1 milhão que 5% de 10 Triliões.

    Isso tem um nome, bom tem vários…

  11. Filipe

    Cara Tina:

    “Explico mais uma vez: O nível de riqueza tem vindo a aumentar tanto para ricos como para pobres, por isso é natural que os ricos fiquem riquíssimos, mas o que é mais importante acima de tudo é que os pobres estejam menos pobres.”

    Nos dis a seguir ao 25/4 um embaixador Sueo encontrou-se com um comunista e perguntou o que ele achava que devia ser feito.

    Resposta do comunista:

    “Vamos acabar com os ricos”

    Resposta do Sueco:

    “Engraçado, nós na Suécia queremos acabar com os pobres.”

    Entendeu?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.