Nova oportunidade para os críticos de cartoons IV

Charlie Hebdo

Pelo menos 12 mortos num ataque terrorista ao jornal satírico francês Charlie Hebdo. As ameaças foram agora concretizadas.

A imagem faz parte do último tweet do jornal antes do ataque. É talvez a oportunidade para os afamados críticos dos cartoons se exprimirem em liberdade.

37 pensamentos sobre “Nova oportunidade para os críticos de cartoons IV

  1. Enquanto a intelligentsia bem pensante se enjoa com as manifestações anti imperialismo islâmico na Alemanha, eis que a liberdade de expressão não voltará a ser a mesma na Europa… A partir de agora o cidadão irá pensar duas (ou mais) vezes antes de opinar acerca do islão… Poderá continuar a desenhar o deus cristão como lhe apetecer, jesus com calças aos quadrados ou a “nossa senhora” em vestes de alta costura (ou outras), porém terá de se abster de “tocar” na “religião da paz”… No pasa nada…

  2. ruicarmo

    Essa é a narrativa que se segue. Num grupo fechado de jornalistas no Facebook, atribui-se a culpa à NATO.

  3. k.

    Tretas.
    Uns loucos matam em nome de uma religião, não diz nada acerca da vasta maioria de muçulmanos, nem devia servir para os vilificar.

    Nem significa o fim da liberdade de expressão – sempre houve loucos a atacar esta por qualquer motivo, e provavelmente sempre haverão.

  4. ruicarmo

    Quem assassina tendo como objectivo rebentar com a liberdade de expressão não tem que ocupar espaço numa sociedade livre. O resto são, de facto, tretas.

  5. k.

    “ruicarmo em Janeiro 7, 2015 às 13:20 disse: ”

    De acordo.
    Mas usar os actos de uns assassinos para sarcear a liberdade de uma maioria é também inaceitável.

  6. carlos

    lá vamos nós ver outra vez uma manada de idiotas uteis a gritar contra o racismo e a proclamar que o islão é uma religião de paz.

  7. carlos

    vejam estes 3m de um vídeo gravado há 1ano na Noruega e depois digam lá se são apenas uma minoria . Numa coisa temos que lhes tirar o chapéu : eles dizem abertamente ao que veem.

  8. k.,

    Independentemente da maioria dos muçulmanos, todos aqueles que fizeram atentados na Europa e foram ligados a agendas religiosas são muçulmanos.

    A Charlie Hebdo era bem pior para os cristãos e para o cristianismo (desfazendo de Cristo ser também profeta do Islão) e no entanto, meu caro amigo, ainda não vi nenhuma cruz nas camisolas dos terroristas.

  9. Quando um grupo de homens adopta um qualquer deus, os outros homens e mulheres (e crianças e até animais…) tem que se por a pau… No caso dos monoteísmos Cristão e Islâmico (sendo este último um subproduto essencialmente político e concebido para perpetuar o saque e o supremacismo árabe), temos uma questão de base que convém ter sempre presente: a essência “dogmática” de cada uma, i.e. o “livro” em que se baseia… Deste modo, e “by the book”, o cristão deve ser piedoso, solidário, pacífico, tolerante, “dar a outra face”… É sabido que ao longo dos séculos houve sempre “pequenos” desvios a esta “base”. Porém isso foi obra de interpretações, exageros, “inquisições”… Paradoxalmente, a outra “religião”, a que corta cabeças (com maior frequência…), contém no próprio livro a essência da sua natureza problemática, violenta, imperialista, cruel. O “by the book” muçulmano é essencialmente – ao longo de muitos séculos – gente vestida de preto de cimitarra em punho (ou AK-47). Não há aqui espaço para monges piedosos em traje de burel… O “moderado”, a que o ocidente apela e suplica, é uma fantasia, um delírio exótico, ou quanto muito um mau praticante que não leva o livro a sério… Um proveitoso exercício intelectual que hoje se pode fazer é comparar a doutrina desta gente com outras… Certamente que até o nacional socialismo ficará bem visto… Portanto esqueçamos a lengalenga dos fundamentalistas, dos radicais, etc, e encare-se o tema de frente. O problema é o próprio islão. Mais do que ouvir a conversa da treta de sempre das “esquerdas tolerantes” do ocidente, dê-se voz a quem entende o assunto, como por exemplo, ex-militantes… https://www.youtube.com/watch?v=YfBXLxO-FNs

  10. Baptista da Silva

    Coitadinhos dos islâmicos, vivem num mundo hostil de xenófobos e racistas. Proponho que a esquerda (que não seja cartoonista) adopte meia dúzia deles e os ponha a viver no quintal de casa.

  11. lucklucky

    “Mas usar os actos de uns assassinos para sarcear a liberdade de uma maioria é também inaceitável.”

    Pelos vistos para si usar assassinos para cercear a liberdade de uma maioria já é tolerável o Islâo o fazer.

  12. “todos aqueles que fizeram atentados na Europa e foram ligados a agendas religiosas são muçulmanos.” – experimente vender o Charlie Hebdo na Irlanda!

  13. Luís FA,

    Ponha os dez maiores estados assassinos no planeta. Nove são ateus, derivados do ateísmo.

    Se é verdade que o cristianismo foi tratado a polés pela Igreja Católica durante séculos, pelo menos desde o Sec. XIX e da Rerum Novarum as coisas são completamente diferentes. O comunismo e o nazismo mataram mais que quaisquer cristãos. O aborto mata mais num ano em Portugal que toda a Inquisição em três séculos e meio de existência.

    O que deveria dizer, pelo menos no Sec. XX, é completamente o contrário. Quando os ateados começam a brincar ao eu-sei-mais-que-tu, as valas comuns enchem-se.

  14. Guna,

    Cristão não compra o Hebdo e manda lixar os editores. Comunista idiota chateia-se que eu ensine os meus filhos nos valores que adopto e quer que eu deixe de os poder expressar.

    Da lista dos dez maiores massacres do Mundo, nove são de ateus militantes. Um é de Gengis Khan.

  15. Baptista da Silva,

    «Proponho que a esquerda (que não seja cartoonista) adopte meia dúzia deles e os ponha a viver no quintal de casa.»

    Os hóspedes fariam adoptar a Charia na casa inteira. Para isso fariam atentados à bomba na casota do cão até que se vergassem.

  16. EMS

    As guerras entre protestantes e catolicos nos seculos XVI e XVII mataram em termos de porporção mais que o Hitler e o Estaline juntos.

  17. Francisco,

    Só estava a tentar lembrar que não é só o Islão que produz extremistas (mesmo na Europa) ou crentes cheios de ódio, e isto para não falar nas “tribos” que se encontram do outro lado do Atlântico, onde, por exemplo, quem trabalha em clínicas que realizem abortos têm que usar coletes à prova de bala… são os valores que não deixam adoptar.

    Não percebo a referência aos dez maiores massacres por “ateus militantes”, esses tais massacres foram o resultado dos massacrados não renunciarem à sua fé? No campo histórico, o teismo deve ter poucos rivais em números de mortos (mortos especificamente por não praticarem determinada religião), não sei se o catolicismo se destaca mas está longe de ser inocente, além de assentar nesse hino à tolerância que é o velho testamento.

  18. ruicarmo

    Curiosamente não encontro comentários do Guna a menorizar, desculpando, os actos de quem aterroriza essas pessoas que trabalham nas clínicas de aborto, dando como exemplo os terroristas islâmicos que ceifam vidas um pouco por todo o mundo.

  19. EMS,

    Nove são de ateus militantes. UM de Genchis Khan. A excepção.

    Guna,

    «quem trabalha em clínicas que realizem abortos têm (sic.) que usar coletes à prova de bala… são os valores que não deixam adoptar.»

    Os bebés que nessas clínicas são condenados à morte sem julgamento nem crime também podem usar colete à prova de bala?

    De outra forma, se eu matar um comunista com um forceps gigante com extrema dor, posso pedir que a besta quadrada não se defenda?

  20. ruicarmo,

    eu não menorizei ou desculpei qualquer acto de terrorismo, só não acho que o terrorismo é exclusivo de muçulmanos.

    Francisco,

    No seu sistema de valores são bebés, para outros são fetos – repare que eu não estou a concordar ou discordar dos seus valores. A lógica que usou para justificar quem ataca (por vezes à bomba) tais clínicas é exactamente a mesma que quem ataca jornais satíricos usa para justificar a suas acções.

    Quem é que mata/matou em nome do ateísmo??? É absurdo!

  21. carlos

    Em relação à invasão do Tibete pela etnia Han, o ocidente fala em genocídio do povo tibetano.
    Quando se trata da invasão islâmica da europa, cala-te racista xenófobo, é apenas imigração e solidariedade.

  22. EMS

    Diz Guna: “por exemplo, quem trabalha em clínicas que realizem abortos têm que usar coletes à prova de bala”

    Responde Colaço: “Os bebés que nessas clínicas são condenados à morte sem julgamento nem crime também podem usar colete à prova de bala?”

    E pronto meu caro Colaço, já arranjou uma justificação para se matar gente. Já viu como as coisas são tão faceis?

  23. Não diluam a questão com comparações sem sentido…
    O Islão é um caso único e especial… Em certa medida é uma combinação de maldade com insanidade e regressão civilizacional… E o mal está na “mistura fatal” entre conteúdo doutrinário e génese étnica… O ocidente vive das suas memórias, traumas e alegorias ancestrais mas ainda não percebeu que o “missionário” do Islão é um guerreiro sanguinário. Tout court… As religiões não são todas iguais e todas devem estar sujeitas a julgamento moral…
    O Islão não tem qualquer paralelo com outras religiões ou credos ideológicos ateus e a civilização não descansará enquanto ele existir… O resto é conversa politicamente correta e a partir de agora intimidação, auto censura, e medo…
    Por muita conversa que o patéticos políticos europeus debitem nesta hora dramática, a liberdade acabou… Mete dó ver a “coragem” em bicos de pés de tipos como Cameron ou Hollandse…

  24. Francisco Colaço,
    Tenho um enorme respeito pelo cristianismo. É nele que me reconheço e não tenho a mínima dúvida de que ele é parte fundamental do nosso DNA branco e ocidental. Enquanto pessoa que progrediu para o ateísmo, continuo 100% cristão e católico sem qualquer sentimento de culpa ou trauma histórico por resolver!…
    Como falar em “branco e ocidental” continua a ser proibido, permita-me deixar uma pequena prenda…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.