voltar atrás no tempo

“O próximo ano será muitíssimo interessante do ponto de vista externo, e muitíssimo entediante do ponto de vista interno. Na frente externa, a crise entre a Rússia e o Ocidente conhecerá novos desenvolvimentos, à medida que a Rússia for esgotando as suas reservas cambiais. Ao mesmo tempo, também na Europa, a zona euro confrontar-se-á (mais cedo ou mais tarde) com uma nova crise na Grécia, atestando a debilidade fundacional da moeda única. Quanto a Portugal, depois de alguns anos em que o País teve a sua agenda própria – ainda que forçada pelos credores externos –, nada de muito excitante deverá acontecer entre nós em 2015, e certamente não antes das legislativas de Outubro.”, no meu artigo de hoje no Diário Económico.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.