Prosperidade por decreto

Aguardo ansiosamente pela vitória do Syriza nas próximas eleições gregas. Vai ser bonito de se ver:

Greek far-left politician Alexis Tsipras has said a Syriza government would “cancel austerity through the Greek parliament, we will cancel the bailout.” He told Reuters that a Syriza victory, after a possible early election, “will break the bad spell and liberate markets. It will create a feeling of security.”

20 pensamentos sobre “Prosperidade por decreto

  1. JP

    No nosso parlamento passou há minutos o deputado João Galamba, que disse que a Portugal bastava a Europa mudar as regras orçamentais. E zás, está tudo resolvido – muda-se a contabilização. Também aguardo ansiosamente, mas ando de olho em Espanha.

  2. DeitemForaAChave

    Não foi isso que fez o salgado no bes, ges e afins? (por alguma razão são todos amigos, certo?)

  3. Dervich

    Em nenhum ponto do texto citado, nem no link, surge alguma vez referida a palavra “prosperidade”.

    Com quase metade do povo abaixo do limite de subsistência e a outra metade a viver de economia paralela, os gregos pouco têm a perder com experimentalismos.
    Apesar de (ainda mais) alguns dramas pessoais que possam vir a surgir, também eu aguardo ansiosamente para ver como, 2500 anos depois, os gregos vão reinventar a democracia que eles criaram numa qualquer outra forma de organização política e social.

    Depois da falência do BES em Portugal, mais um “case study” para a Europa…aprendam com quem sabe!

  4. Miguel Noronha

    «”Em nenhum ponto do texto citado, nem no link, surge alguma vez referida a palavra “prosperidade”.»
    Então presumo que “cancelar a austeridade” tenha um outro significado, misterioso.

  5. lucklucky

    “Com quase metade do povo abaixo do limite de subsistência”

    É preciso ser um populista grotesco, e não ter sentido algum do real.

  6. “passou há minutos o deputado João Galamba, que disse que a Portugal bastava a Europa mudar as regras orçamentais. E zás, está tudo resolvido – muda-se a contabilização. ”

    Efetivamente, isso resolveria o problema da dívida portuguesa (ainda que a prazo pudesse provocar outro) – se a UE deixasse de impor limites ao deficit, E o BCE continuasse a aceitar a dívida portuguesa como colateral, creio que poderíamos realmente continuar a ter dívidas à vontade (o outro problema que poderia surgir a preazo era uma hiperinflação europeia, quando quase todos os países europeus começassem a ter enormes deficits e o BCE a financiar tudo)

  7. Miguel Noronha

    Se encontrassemos um filantropo que nos financiasse ad eternum também tinhamos o problema resolvido.

  8. Dervich

    “É preciso ser um populista grotesco, e não ter sentido algum do real.”

    É preciso viver alheado da realidade para grotescamente não ter ideia de como subsistem as populações.

    “Então presumo que “cancelar a austeridade” tenha um outro significado, misterioso.”

    “Cancelar a austeridade” siginifica exactamente isso mesmo, e nada mais para além disso, assumindo todas as consequências que isso implica (durante dois ou três anos, mais falências, fome, miséria, etc, whatever). É apenas isto que muita gente não entende…(especulo que por pouca capacidade de conceber o que é a noção de sofrimento) .

  9. Miguel Noronha

    “Cancelar a austeridade” siginifica exactamente isso mesmo”
    Exacto. Signifca encontrar financiamento alternativo que sustente a reversão de cortes na despesa e/ou aumentos de impostos. Nem que seja por decreto.

  10. Dervich

    Não Miguel Noronha, você não percebe: Que se lixe o financiamento alternativo, que se lixe a reversão de cortes na despesa e/ou o aumento de impostos, “cancelar a austeridade” significa deixar cair tudo, custe isso o que custar.

  11. Filipe

    Dervich e Miguel, “cancelar a austeridade” é o passo certo para a falência, saida do euro e terramoto nos mercados. Isso é obectivo de qualquer esquerda radical. Criar o Caos.

  12. Miguel Noronha

    “Não Miguel Noronha, você não percebe”
    Não se preocupe mais. Daqui a uns meses, se o Syriza ganhar, vamos todos perceber.

  13. “Exacto. Signifca encontrar financiamento alternativo que sustente a reversão de cortes na despesa e/ou aumentos de impostos. Nem que seja por decreto.”

    O Syriza tem uma espécie de programa de financiamento alternativo – renegociar os pagamentos da dívida; como a Grécia tem um superavit primário, pode efetivamente usar a ameaça de um default unilateral como força negocial.

  14. Vasco

    “Cancelar a austeridade” siginifica exactamente isso mesmo, e nada mais para além disso, assumindo todas as consequências que isso implica (durante dois ou três anos, mais falências, fome, miséria, etc, whatever)”

    Pois é caro Dervich, o tspiras não passará fome concerteza.

  15. lucklucky

    “É preciso viver alheado da realidade para grotescamente não ter ideia de como subsistem as populações.”

    O seu populismo neo fascista, nem sequer considera o que diz.
    Se na Grécia um dos países do cimo da taelaa mundial com 20000 euros per capita tem mais de metade da população abaixo do nível de subsistência, então quase todo o resto do mundo está.
    E se formos aos anos 1970, 1980, 90 então morria-se de fome na Europa.

    É este o retrato do seu populismo grotesco.

  16. A. R

    “Com quase metade do povo abaixo do limite de subsistência”
    Isto é Cuba, Venezuela e dentro de 3 anos o Brasil

  17. MEDIDAS GREGAS DE COMBATE A PROBLEMAS COMUNS

    Os gregos estão a pesar demais, com essa coisa da obesidade. para manter a malta em pesos aceitáveis decreta-se que o quilograma passe a ser o peso duplo ao do quilograma padrão, de constantan, que está no Bureau International des Poids et Mesures. Desse modo resolve-se o problema da obesidade.

    Como estamos todos com falta de tempo, decreta-se que a velocidade de rotação da Terra será diminuída de 50%, sendo o segundo padrão redimensionado para o dobro das actuais 9192631770 transições hiperfinas do átomo de césio 133 no zero absoluto.

    Decreta-se, também, para debelar a fome e esimular a economia, que cada maçã seja de pelo menos quilo e meio (do presente quilograma) e que o número de maçãs por árvore seja duplicado.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.