OCDE: É preciso continuar a reduzir funcionários públicos

Diário Digital

De acordo o relatório «OECD Economic Survey» hoje divulgado, a Organização considera que Portugal deve “continuar a melhorar a eficiência do setor público continuando a reduzir o número de funcionários públicos”.

Para a OCDE, esta será também uma forma de continuar a reduzir o peso da despesa com salários da administração pública.

Por outro lado, o relatório refere que apesar de o emprego público ter caído cerca de 8% desde 2012, ainda há “excesso de funcionários em áreas específicas, como as forças de segurança e a educação.

“Com mais de 450 polícias por 100 mil habitantes, a polícia portuguesa é a segunda maior força na Europa”, em termos relativos, lê-se no documento.

Já na educação, a OCDE considera que as turmas são “pequenas” e defende por isso que “a qualidade dos professores é mais importante no processo de aprendizagem do que o tamanho das turmas”.

5 pensamentos sobre “OCDE: É preciso continuar a reduzir funcionários públicos

  1. k.

    O relatório também diz que se deve reduzir a inequalidade e a pobreza:
    – Fortalecer as redes de segurança, nomeadamente o RSI
    – Aumentar a cobertura do subsidio de desemprego
    – Aumentar a educação para adultos

    Agora, o relatório diz isso e muito mais – podemos não gostar de tudo o que é dito, mas é feito de forma coerente.

    Mas estou certo que a coerencia do relatorio será irrelevante – os politicos irão pegar naquilo que lhes interessa, apenas..

  2. JP

    k,
    “O relatório também diz…”

    Pois é. Mas a parte do emprego corta custos e a segunda ninguém diz como pagar.
    E nós já sabemos como se paga: défice + nova despesa = endividamento.
    E também já percebemos que nem o PS quer mais endividamento, não é?

  3. jo

    Aumentar o desemprego e o subsídio de desemprego em simultâneo é uma maneira curiosa de cortar custos.
    Como o grande problema da economia é o desemprego a solução é despedir gente.
    Claro que ao ficarem disponíveis vão dinamizar a economia, como pregam por estas bandas. Pena é que não se veja nada.

  4. Filipe

    A Irlanda tomou meddas draconianas, agora cresce a 7,7% e paga 5% da divida por ano, estamos muito atrasados.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.