Passos Coelho critica Passos Coelho

Imagem retirada da página do Facebook do PSD
Imagem retirada da página do Facebook do PSD

Realmente, um Governo que faz de conta era o pior que podia acontecer ao país.

7 pensamentos sobre “Passos Coelho critica Passos Coelho

  1. F

    Quando se chega a este estádio da mais perfeita alienação de si próprio e da realidade – como o mostra esta declaração de Passos Coelho – já se ultrapassou a ideologia, a incompetência, a mentira e a arrogância. Entrou-se num estado de verdadeira doenca, a roçar a demência.

    Passos Coelho em estado alucinado, convicto de um projecto e liderança que ficarão para a história. Um líder que, contra ventos e marés, erguerá Portugal e os portugueses. Tal como um pai, admoesta os filhos, incita-os a emigrarem, a sairem da sua zona de conforto, chama-lhes de piegas, afirma que vivem acima das suas possibilidades e que têm de se tornar entrepreneurs. A dureza da vida purifica corpo e alma. E tudo o que faz e diz é para o bem dos seus e dos outros.

    Passos Coelho assume o papel de grande líder e grande pai e entrou em modo de ficção.

    Quando assim é, e a História o tem provado, os tempos tornam-se perigosos.

  2. Manuel Vilhena

    F

    Uma pergunta simples: onde é que PPC incitou os portugueses a imigrarem?
    Ainda ninguém me conseguiu provar tal coisa, mas tenho esperança que vc desta vez o faça, vá lá ao Google e traga lá essa frase onde PPC aconselha a todos os portugueses a imigrarem!…

  3. manuel branco

    Porgueses a imigrarem? De volta os tres milhões lá fora? A mim o pobre coitado não precisa de me convidar a imigrar: Já cá estou.

  4. Manuel Vilhena

    F
    Relativamente à “imigração” tem toda a razão, aliás não é a primeira vez que cometo essa asneira 🙂
    Já no que concerne às palavras de PPC que faz alusão, evidentemente não tem razão nenhuma, apesar de terem sido precisamente essas palavras que deram azo a essa interpretação aberrante pelos “merdia” e afins. Quem sabe ler e está de boa fé, jamais podia tirar essa conclusão. O que PPC disse, e bem, é uma questão de lógica, se os professores são demasiados e não quiserem ” fazer formação e estar disponível para outras áreas” então se não há mercado no seu país têm que ir procurar onde há, nada mais sensato. Confundir isto com mandar os professores emigrarem (desta vez não me enganei) é pura má fé.
    Quer um exemplo. Imagine que você é professor de português, e imagine que o mercado (público e privado) só pode absorver metade dos professores de português, imagine ainda que vc não quer mudar de área e não quer de forma nenhuma prescindir de ser professor de português, ora então só pode exercer a sua profissão fora do país, parece-me uma conclusão elementar. Bem sei que o que PPCdeveria ter dito, é aquela resposta politicamente correta, tipo, ” iremos dar o nosso melhor para que todos os professores arrangem colocação em Portugal”, mas não é desse tipo de respostas e de políticos, acrescento eu, que estamos todos fartos?! Não se chamaria a isso de hipocrisia?! Enfim, em Portugal a política ainda se faz à base de golpes baixos e este é um deles, temos o que merecemos…

  5. Alberto Caldas

    Aos críticos da emigração deixo um aparte, preocupem-se com vós mesmos que a muitos será vantajoso. Fraco é o ser que não tem nem quer ter.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.