Fé e Razão

Há uma falha na crítica de Rui Ramos a Stephen Hawking aqui abaixo citada pelo André Azevedo Alves. (E nem sequer me refiro ao último parágrafo do artigo, perfeitamente pornográfico, onde está plasmada uma falácia gritante de «guilt by association».) Essa falha está no uso implícito de um entendimento incorrecto de razão e na confusão de religião e filosofia.

Alguém acreditar que a razão é a ferramenta cognitiva disponível ao homem e que com ela poderá entender a realidade é uma posição filosófica (metafísica e epistemológica), não uma posição religiosa. Como cada religião é também um sistema filosófico (podendo ser mais on menos completo, conforme cada caso), terá também posições metafísicas e epistemológicas. As coisas estão ligadas mas são diferentes.

A crítica de atribuir um carácter religioso à ciência é uma posição entre o nihilista e o céptico; como se o conhecimento revelado e o conhecimento descoberto fossem igualmente ilusórios.

4 pensamentos sobre “Fé e Razão

  1. Bruno Carrilho

    Obrigado, Miguel. Confesso que fiquei um pouco chocado pelo artigo do Rui Ramos e pela aparente concordância do André Azevedo Alves. Estava pronto para desistir de frequentar este blog, excessivamente “puritano” para o meu gosto (já me basta o esforço de ignorar os disparates da MJM) mas o seu comentário deixa-me um pouco mais descansado.

  2. MG

    ” A história da ciência, mesmo a da ciencia moderna desde o Renascimento e em particular desde Francis Bancon, pode considerar-se ilustrativa deste facto . O movimento iniciado por Bacon foi um movimento religioso ou semi-religioso e Bacon foi o profeta da religião secularizada da ciência. Substituiu o termo “Deus” pelo substantivo “Natureza”, mas deixou quase tudo o resto na mesma. A teologia, a ciência de Deus foi substituída pela ciência da natureza. O poder de Deus foi substituído pelas forças da Natureza. E posteriormente, os desígnios e os juízos de Deus substituídos pela seleção natural. O determinismo teológico foi substituído pelo determinismo científico. Em resumo a omnipotência e omnisciência divinas, substituídas pela omnipotência da Natureza e pela omnisciência da ciência natural…
    …Segundo Bacon, a Natureza, como Deus encontrava-se em todas as coisas …. E constituía objectivo ou tarefa da nova ciência natural determinar a natureza de todas as coisas … Contudo, a inspiração e a influência da sua novoa teologia da natureza foram pelo menos tão grandes e duradouras como as do seu comtemporâreo Galileu, que pode ser descrito como o verdadeiro fundador da ciência moderna experimental. Mais especialmente, a opinião ingénua de Bacon a respeito da essencia da ciência naturale a distinção ou demarcação que traçou entre a nova ciência e natural por um lado e a velha teologia e filosofia, por outro, tornou-se o dogma principal da nova religião da ciência. E um dogma ao qual tanto cientistas como filósofos se apegaram tenazmente até aos nossos dias. E apenas nos ultimos anos alguns cientistas acederam ouvir aqueles que criticam este dogma. ”

    Retirado de
    Karl Popper ” o mito do contexto”

  3. Josand

    O Mundo devia ser governado por Cientistas, impolutos, lógicos e sempre dispostos a ouvir a Razão… Podia dar-se o caso de a razão e a lógica ditarem o fim da espécie e alguém se lembrar de fazer o paralelismo entre Humanos(o seu colectivo) e um vírus.
    Podia acontecer também que um cientista mais actualizado, depois duma meta-análise e duas revisões sistemáticas, perceber que se eliminássemos determinadas características da população a coisa funcionasse melhor… mas hey, sem uma religião a ditar-nos ou a guiar-nos quanto à moralidade, deveríamos dar ouvidos à Razão científica e seguir a coisa à risca.

    Claro que isto é um cenário de delírio e em tempo algum a ciência se enganou, em momento algum a religião ajudou alguém(é só ver a associação entre espiritualidade e melhorias na recuperação do cancro) e Stephen Hawking é um portento em filosofia e teologia.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.