A justificação da “lei da cópia privada” em poucas palavras

Vítor Cunha (Blasfémias)

O disco português mais vendido de sempre é a compilação “O caminho da Felicidade” dos Delfins (1995), com 240.000 cópias vendidas. A Samsung vendeu, no ano passado, 706.000 smartphones em Portugal. A Apple vendeu 253.000. É perfeitamente compreensível que os Delfins tenham percebido que o iPhone 6 pode ser o definitivo best of da banda de Cascais

LEITURA COMPLEMENTAR: “A cópia privada e a Lei de Moore” de J.Manuel Cordeiro (Aventar)

One thought on “A justificação da “lei da cópia privada” em poucas palavras

  1. Nuno

    Socialismo em Portugal é também achar que o pobre coitado na China que monta o iPhone merece receber menos pelo seu trabalho que o artista portugues cujas músicas podem, talvez, ser copiadas para o iPhone.

    Ou então é acreditar que se o dito chinês recebesse os €15 por smartphone da taxa se vendiam o mesmo número de aparelhos.Socialismo em Portugal é também achar que o pobre coitado na China que monta o iPhone merece receber menos pelo seu trabalho que o artista portugues cujas músicas podem, talvez, ser copiadas para o iPhone.

    Ou então é acreditar que se o dito chinês recebesse os €15 por smartphone da taxa se vendiam o mesmo número de aparelhos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s