À consideração do TC: “Princípio da Igualdade”

Serve a presente para informar a minha entidade patronal que não aceito convocatórias para a reunião anual de avaliação e/ou outras diligências profissionais relevantes ou irrelevantes, ainda que ocorram em horário laboral, mesmo que respeitem a legislação em vigor, que não me sejam notificadas com pelo menos duas semanas de antecedência, já que tenho de me preparar adequadamente, do ponto de vista técnico e psicológico. Três dias úteis com um fim-de-semana pelo meio não são suficientes.

Reforço que apenas me sentirei notificado se a dita cumprir os requisitos formais de publicação em Diário da República. O correio electrónico ou o telemóvel não são meios adequados para que eu me sinta convocado. Acresce que o prazo de notificação deve respeitar o “princípio da apreciação prévia” e permitir, em conjunto com os meus colegas, com o JPP e com as estruturas sindicais, a avaliação da diligência, e se devo estar presente, ou fazer greve. Mais clarifico que o uso do direito à greve não deve ser visto como excepcional, mas utilizado como expediente corrente na relação com a minha entidade patronal, para impedir abusos, como isso de me sujeitar a avaliação, avisando-me só cinco dias antes.

Agradeço finalmente que não me peçam para me deslocar para o estrangeiro na véspera, ou que não convoquem reuniões com clientes essenciais com duas horas de antecedência, só porque tem de ser. E não me venham com essa que os mercados são competitivos, e que se não formos céleres arriscamos a falência. Os Direitos Sociais e a Dignidade do Trabalhador são inalienáveis, devendo ser preservada a sua integridade, algo que passa por “dar tempo ao tempo”. Porque é sabido, “o tempo tem tanto tempo quanto tempo, tempo tem”. Não venham cá com pressas.

Nota de imprensa (1): A FENPROF veio hoje clarificar que o bigode hipster e o blusão de couro do Mário Nogueira não se inspiram em nenhum filme da RTL dos anos 80, pré-queda do Muro de Berlim, nem apontam para registos estéticos a la Jeff Koons, starring Llona Staller. Quaisquer semelhanças são meras coincidências.

Nota de imprensa (2): A Heidi avisa que se a virem a fugir de um gajo com bigode e blusão de couro, é porque, just in case, pretende manter-se apenas no imaginário infantil, e não aderir a um registo polémico estilo Miley Cyrus.

 

10 pensamentos sobre “À consideração do TC: “Princípio da Igualdade”

  1. tina

    Excelente post, mostra como os funcionários do estado vivem protegidos numa redoma e estão totalmente desafasados da realidade. Foi esta cultura pró-Estado que acabou com Portugal.

  2. Revoltado

    Não passemos ao exagero de supor que o que se passa pontualmente em empresas deva ser generalizado a toda a função pública. Aposto que se amanhã um director duma linha de montagem numa grande empresa decidisse convocar todos os seus trabalhadores para uma avaliação inesperada também teria protestos violentos à porta.

    Tem graça que, quando encontrei este blog achei que tinha descoberto um oásis longe do fanatismo e “amor à bandeira” que grassam na extrema-esquerda. Achei mesmo que tinha encontrado um grupo de pessoas inteligentes, dispostas a dialogar e debater honestamente pontos de vista e não apenas a deitar abaixo o que vem do outro lado da barricada. Pelos vistos tenho que continuar a procurar.

  3. EMS

    “Agradeço finalmente que não me peçam para me deslocar para o estrangeiro na véspera, ou que não convoquem reuniões com clientes essenciais com duas horas de antecedência, só porque tem de ser. ”

    Quando me pedem coisas em cima da hora fico a duvidar muito das capacidades de organização dos meus superiores.

  4. Gil

    De facto, constato haver, hoje, uma “histeria insurgente” pró- Crato, muito estranha ao habitual estilo reflexivo deste blogue. Foi como se, de repente, a agit-prop tivesse tomado conta dos raciocínios e as tiradas inflamadas substituído a reflexão. Por acaso alguém acredita que, à generalidade dos cidadãos, interessa saber se a prova foi convocada com 3 ou 30 dias de antecedência? O que nos interessa é saber se a competência de um professor que pode ser o dos nossos filhos, se mede pelas respostas numa prova. Tudo o resto é politiquice barata.

  5. Pedro S

    “O que nos interessa é saber se a competência de um professor que pode ser o dos nossos filhos, se mede pelas respostas numa prova. ”

    Se as provas não servem para avaliar competências, porque se fazem provas para avaliar os alunos? E se não se avaliarem competências por provas, como se fará? Deverão ser os amigos a fazê-lo? Os alunos? Os pais? Os membros de um sindicato ou de um partido?

  6. Gil

    Já agora, Pedro S:
    Não sei em que escolas andou, mas faça-lhes a justiça de reconhecer que não o avaliaram, apenas, pelos testes.

  7. Jose

    Vamos lá a falar como gente que conhece os factos! Nas empresas existe um calendário para o estabelecimento de objectivos individuais , de equipe etc e existe também um calendário para a avaliação do desempenho dos mesmos indivíduos ou equipes. Estou a ver que muitos dos comentadores falam do que não sabem e propagam a “cultura ” das jotas que frequentam .É pena ! Quanto ao Crato é mais um tolo como os outros (as) que por lá passaram com uma pequena diferença : enquanto não chegou lá cantava agora mais não faz do que piar e mal …

  8. Meus caros, com este texto não estou a defender o Nuno Crato, nem sequer a fazer uma apologia da gestão imediatista nas empresas (quem me conhece, sabe bem que sou avesso a improvisação, e que gosto de antecipar prazos). A minha ironia vai mesmo para a reacção histérica tomada em relação a uma convocação mal feita, por parte do Ministério da Educação, e para o uso abusivo do direito à greve. Acho criticável que se convoquem professores para exames com cinco dias de antecedência. Mas também não se compreende a reacção histérica de alguns professores e das suas estruturas sindicais.

    Quando me pedem coisas de última hora irrito-me, posso até protestar, mas não me passa pela cabeça não cumprir com as minhas obrigações.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.