Pallyrússia II

propaganda

A falta de vergonha não tem fim.

2 pensamentos sobre “Pallyrússia II

  1. A autora até é capaz de ter razão em tudo o que diz, mas a sua opção de chamar a um dos lados “terroristas” (numa guerra civil em que ambos os lados proclamaram “governos” ilegalmente e ambos os lados já deram a entender que não se importam de provocar baixas civis), e inclusivamente vincar que são “terroristas” e não “rebeldes” (qual é suposto ser exatamente a diferença?) levanta muitas dúvidas sobre a sua objetividade.

    Antes que alguém diga “claro que são terroristas – abateram um avião cheio de civis inocentes!”:

    a) alguém acredita que eles abateram um avião civil de propósito? De certeza que acharam que era um avião militar ucraniano (aliás, a própria autora dá a entender isso)

    b) pela conversa, dá-me a ideia que a autora os considera terroristas desde que começou a guerra (ou lá o que queiramos chamar ao que se passa na Ucrânia), não apenas desde o derrube do avião

  2. ruicarmo

    Apesar das dúvidas levantadas sobre a “objectividade” da autora, o Miguel não conseguiu refutar nenhum dos pontos do texto.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.