Em resumo

Caso ainda existissem dúvidas. O caso BES/GES/PT recorda-nos que os negócios em que a racionalidade económica é substituida por outra lógica, seja ela política ou “amiguista”, tem resultados desastrosos. Sejam eles no sector público ou privado.

11 pensamentos sobre “Em resumo

  1. Miguel Noronha

    Existe sempre a posibilidade de num caso particular um raro alinhamento cósmico ter afectado o poder de discernimento do decisor político.

  2. jo

    A “racionalidade” económica não existe. O que é vantajoso para uns pode não ser vantajoso para todos. O que é vantajoso hoje pode não ser amanhã.
    Por essa razão é que o capitalismo fracamente regulado está permanentemente em crise. As sucessivas crises financeiras que assistimos não foram provocadas pelo Estado.
    Já começámos a culpar as vítimas.

  3. castanheira antigo

    “As sucessivas crises financeiras que assistimos não foram provocadas pelo Estado.”

    Esta é a grande mentira socialista .
    O que a história comprova é que todas as crises financeiras e economicas são provocadas pela manipulação do estado . Como se comprova nesta crise dos sub-prime de 2008 provocada pela manipulação das taxas de juros em baixa e enorme incentivo por parte do estado á compra de habitação sem um mínimo de condições . Ter-se-ia evitado essa crise se a FED e o estado americano não tivessem manipulado as taxas e incentivado o imobiliario.

  4. lucklucky

    Jo já tentou ao menos escrever dois parágrafos que façam sentido um com o outro?

    “A “racionalidade” económica não existe. O que é vantajoso para uns pode não ser vantajoso para todos. O que é vantajoso hoje pode não ser amanhã.”

    Porque é que você aplica um raciocínio binário a algo que é escalar?
    A racionalidade económica existe dentro de alguns parâmetros, depois há graus de incerteza que podem destruir a racionalidade. Uma nova tecnologia que torne obsoleta, um acidente etc…

    “Por essa razão é que o capitalismo fracamente regulado está permanentemente em crise. As sucessivas crises financeiras que assistimos não foram provocadas pelo Estado.”

    Mais uma pérola mentirosa do jo. O mundo financeiro é ferozmente regulado.
    Até parece que a grande alavancagem não foram os Estados que o quiseram, promoveram para aumentarem a receita dos impostos juntamente com os Bancos .
    Veja-se como você passa a vida chorar por dinheiro que só entrou nos cofres do estado devido à bolha engenhada pelos Bancos Centrais.
    Você julga que os índices de inflação passaram a ter o imobiliário à parte nos últimos anos porquê?

  5. Miguel Noronha

    «A “racionalidade” económica não existe”»
    Pelo que escreve afinal existe. Ninguém disse que factores exógenos não podem alterar a rentabildidade de um projecto ou aplicação. Nem que a avaliação que é feita do mesmo esteja correcta. Ao contrário dos planificadores socialistas, os seres humanos são falíveis.

  6. lucklucky

    “Ter-se-ia evitado essa crise se a FED e o estado americano não tivessem manipulado as taxas e incentivado o imobiliario.”

    Não teria evitado esta crise porque muitos países na Europa fizeram o mesmo: É bom exemplo Espanha.
    A crise não foi só americana, o investimento em algo que não deu retorno suficiente para pagar esse investimento aconteceu um pouco por toda a parte.
    Portugal é até um caso à parte porque já desde o fim do Séc. passado vem em trajectória de autodestruição.

  7. JP

    Grão a grão, Portugal vai-se desfazendo peça a peça, de podre, entre uns silêncios estranhos de tanta gente que falava e aparecia. Quando for a Autoeuropa, ou a Galp e mais duas ou três que param a economia, ou que servem de poleiro a neo-especialistas parasitários e desempregados do sistema, como a nossa RTP, vai ser engraçado. Provavelmente, ainda mais venezuelanos e angolanos do que já somos, cheios de raízes comprometidas que brotam à superfície e se vão disfarçando com massa de enchimento, lá chegará um dia em que só mais corrupção e mais Estado resolve o problema de tanta gente. Brinquemos, portanto, que já não nos restam muitos anos. E já muito durámos nós, mas já não enganamos ninguém, senão a nós mesmos e a uma parte da juventude que esperamos que pague as nossas reformas e pecados, porque a outra parte já não sai do país porque precisa, mas porque já percebeu. Temos pela frente um penoso encontro com a realidade e as pontas dos icebergs vão-nos entretendo no dia-a-dia.

  8. jo

    A ideia de que capitalistas com o poder do dinheiro e com um estado mínimo e não regulador se manteriam sempre puros e honestos faz parelha com a ideia de que os dirigentes de economias comunistas trabalhariam sempre para o superior bem do povo. São ideias piedosas que parecem boas no papel.
    Os dirigentes do BES/GES/PT seguiram a racionalidade económica – fizeram o que nessa altura lhes pareceu mais lucrativo, e provavelmente foi pessoalmente para eles. O facto de não pensarem a longo prazo vem das leis do mercado – a longo prazo estamos todos mortos.

  9. Jo,

    Infelizmente, o Estado é o pior de todos os gestores. Mais estado, mau estado, péssimo fica o estado de todos nós.

    Qual destas tinha o pior serviço: Portugal Telecom antes de privatizada e em mnopólio ou PT já privatizada e em concorrência? Qual tinha o segundo serviço mais caro do Mundo? Qual dava cronicamente prejuízos?

    Mil vezes uma crise no capitalismo que a estabilidade do socialismo. A primeira dá-me liberdade para não participar dela. Não há liberdade no socialismo, seja este vermelho, cor de rosa, cor de laranja ou azul. Há grilheta, há miséria, e não se escapa à miséria senão aplicando a velha técnica da prximidade das mucosas deuterostómicas chefe-do-partido/iniciado-nas-andanças.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.