Temos vencedor!

José Manuel Tengarrinha foi um dos primeiros apoiantes do Livre a chegar ao local de concentração, no bar Frágil, no Bairro Alto (…) disse estar contente com os resultados do partido e que “eleger um deputado não era o objetivo”. (fonte)

O fundador do Livre, Rui Tavares, regozijou-se hoje por o novo partido ter sido o melhor estreante de sempre em Portugal nas sete eleições europeias, apesar de não ter conseguido eleger qualquer deputado ao Parlamento Europeu. (fonte)

8 pensamentos sobre “Temos vencedor!

  1. Luís Lavoura

    A esperança, fundada, de Rui Tavares é conseguir ser eleito deputado pelo círculo de Lisboa nas próximas eleições legislativas. É que para isso basta ter 2% dos votos em Lisboa, que é muito mais fácil do que obter 4% dos votos em Portugal.

  2. Nuno Cardoso da Silva

    O tempo e espaço que o Insurgente dedica ao Rui Tavares e ao LIVRE são uma forte indicação da importância que o LIVRE pode vir a ter na política portuguesa. Se assim não fosse o Insurgente dedicaria ao LIVRE o mesmo tempo e espaço que dedica ao PCTP/MRPP ou ao MAS, ou seja zero. Regozijo-me com a clarividência desta direita no que diz respeito a identificar aqueles que considera os seus adversários mais perigosos. Tudo faremos para justificar este vosso receio…

  3. Miguel Noronha

    Já agora. Contas simples permitem apurar que só conseguiamos exportar o Rui Tavares caso elegemos pelo menos 37 deputados para o PE. Ficou mesmo muito longe.

  4. Comunista

    Regozijo-me com a derrota de Rui Tavares que, a meu ver, representa do pior que há na política: a ideia de que se pode constituir representatividade política apenas a partir da presença na comunicação social. É um sinal mínimo de saúde política que este Tavares não tenha sido eleito. Ele que ganhe consistência nas ruas, entre o povo, suas organizações , lugares de trabalho e de convívio e depois que apareça.

  5. Nuno Cardoso da Silva

    Caro Comunista,
    Não é o Rui Tavares que interessa, é o LIVRE. E esse recolheu 71.000 votos na sua primeira aparição eleitoral. Em 2015 o LIVRE irá muito provavelmente entrar na AR e depois veremos se ele não será mais eficaz do que qualquer outro partido de esquerda.

  6. Comunista,

    “Regozijo-me com a derrota de Rui Tavares que, a meu ver, representa do pior que há na política: a ideia de que se pode constituir representatividade política apenas a partir da presença na comunicação social.”

    Concordo. Mas não ficaria demasiado satisfeito, dado que entretanto foi eleito o Marinho Pinto e não me parece que tenha sido pela emergência do MPT como grande força política.

  7. Comunista

    Prefiro o Marinho Pinto ao Rui Tavares. Desde que tendo sido eleito pelo BE não se demitiu do PE quando saiu do BE que para mim o R. Tavares não tem valor político.

    Em resumo, pessoalmente, gostei da eleição de Marinho Pinto.

  8. Nuno Cardoso da Silva

    Tretas! O Rui Tavares foi eleito como independente nas listas do BE. Quando o BE lhe quis condicionar a sua independência ele simplesmente oficializou o seu carácter de independente no PE.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.