Leitura dominical

A arte de ser português, a crónica de Alberto Gonçalves no DN.

O partido LIVRE, diz a Wikipédia, “distingue-se de outros partidos portugueses pela forma de organização interna. Em particular, o método de selecção dos seus candidatos às eleições a que se apresenta, segue o formato de primárias abertas, que rompe com a tradição de escolha de candidatos por convite de direcções partidárias. Deste modo, todos os cidadãos eleitores podem ser candidatos, desde que se revejam nos princípios fundadores do LIVRE”.

O texto acima, de belo conteúdo e deficiente gramática, destaca o principal motivo de orgulho do partido fundado pelo ainda eurodeputado Rui Tavares. O próprio Dr. Tavares, aliás, também reafirmou em tempos e em múltiplas entrevistas a importância das “primárias” abertas, que poriam em pé de igualdade, por exemplo, o proprietário de um quiosque na Baixa da Banheira e qualquer elemento do núcleo original desta irreverente associação política. Só por si, as “primárias” abertas constituíam a prova do desapego do Dr. Tavares pelo cargo em Estrasburgo, já que tamanha aversão a elites e cliques tornaria praticamente impossível a elegibilidade do senhor.

Isto passou-se há meses. Há dias, com o atraso de quem nunca votou para o Parlamento Europeu e não será desta vez que tenciona dedicar cinco minutos ao assunto, descobri que afinal o cabeça de lista do LIVRE é – sentem-se bem – o Dr. Tavares. Trata-se de uma coincidência espantosa: num universo de milhões de potenciais candidatos, a escolha recai justamente no único português cuja nomeação é susceptível de levantar suspeitas sobre a seriedade e, já agora, a liberdade do LIVRE. A atenuante é a circunstância de, tudo somado e a acreditar nas sondagens, o Dr. Tavares continuar com as mesmas hipóteses de ser eleito que o proprietário do quiosque na Baixa da Banheira.

16 pensamentos sobre “Leitura dominical

  1. Nuno Cardoso da Silva

    Se precisássemos de um modelo de desonestidade intelectual, este servia. O universo eleitoral nas primárias do LIVRE é constituído pelos filiados a simpatizantes do LIVRE – o que é natural – embora outras pessoas que declarem estar em sintonia com os princípios orientadores do partido também possam fazer parte desse universo eleitoral. Nesta fase da vida do partido esse universo é composto por cerca de 1000 pessoas, pelo que não é de estranhar que, tendo Rui Tavares experiência como deputado do PE – única pessoa no LIVRE com essa experiência -, os eleitores o tenham preferido para cabeça de lista a qualquer outra pessoa. Mas fico satisfeito por saber que Alberto Gonçalves não irá votar no próximo domingo. Para escolhas imbecis – como seria certamente a sua – já temos gente suficiente por esse país fora…

  2. ruicarmo

    A escolha livre e única (não imbecil) suponho que seja no Dr. Rui Tavares. Deus nos livre.

  3. Rui Carmo,

    «A escolha livre e única (não imbecil) suponho que seja no Dr. Rui Tavares. Deus nos livre.»

    O Livre é um partido de esquerda. No Livre não há Deus, como não havia na URSS, inspiradora de todas as esquerdas.

    O Rui Tavares é a única divindade reconhecida.

  4. Nuno Cardoso da Silva

    Vocês dão-me vontade de rir. Por acaso conhecem o Rui Tavares ou alguma vez falaram com ele? Parece-lhes que ele tem o perfil de ditador ou sequer o carisma necessário para a tal aspirar? No respeitante a estas eleições europeias o Rui é simplesmente a pessoa que melhor aliava o conhecimento das questões em jogo e o reconhecimento público. Só se fôssemos estúpidos é que não o teríamos escolhido para cabeça de lista.

  5. ruicarmo

    Eu, o povo português, os europeus e o resto da humanidade do planeta Terra seríamos realmente (sem qualquer alusão à causa monarquica) muito parvos se não reconhecessemos a grandeza do Livre – unipessoal e não votassemos em massa no vencedor doutor Rui Tavares.

  6. Nuno Cardoso da Silva

    O Rui deve ser de aquelas pessoas que, quando de manhã se vê no espelho da casa de banho, dá um beijo nos lábios do seu reflexo, tal a adoração que tem por si mesmo… “Ah! Je ris de me voir si beau dans ce miroir!…” [Com as minhas desculpas ao Hergé…]

  7. ruicarmo

    O Nuno é, sem dúvida, melhor do que a Maya e o Oráculo de Bellini, juntos. Mas por hoje, se voltar a repetir, esse género de comentário será colocado ao nível da votação do Livre: o lixo.

  8. Nuno Cardoso da Silva

    Eu sempre gostei muito da Bianca Castafiore pelo que a analogia não tinha nada de insultuoso. Era apenas a constatação de uma atitude de adoração própria e desprezo por tudo o que é alheio… Coisa que se vê com alguma frequência na direita… E que demonstra alguma incapacidade para perceber o que se lhe diz. Os comentários ao Rui Tavares são descabidos e insultuosos, impróprios de quem se preza de beber chá com alguma frequência. E demonstrativos de uma total incapacidade para argumentar de forma inteligente.

  9. JMS

    Incrível como pessoas como o Nuno Cardoso da Silva que, creio ser alguém bem intencionado e com alguma cultura, ainda se deixam impressionar por espertalhões como o Rui Tavares, que se chateou com o BE, e tratou de de “fundar” um novo “partido” para tentar manter o nível de vida que tem (€ 10.000/mês, de base, não esquecer).

    Além de dividir a sacrossanta extrema esquerda, é alguém que apenas está a pensar no seu futuro. E nada mais. Nem o próprio Daniel Oliveira (rumo ao PS! Sempre!) faria melhor. 🙂

    Por favor!… Dividam-se o mais possível!!!!

    Grandes totós!!!

    🙂 🙂 🙂

  10. Nuno Cardoso da Silva

    É preciso ser-se um bocadinho simplório para pensar que o LIVRE se fez para reeleger o Rui Tavares. Aquelas cerca de mil pessoas que se agregam no LIVRE fizeram um enorme esforço para que o LIVRE pudesse existir apenas para benefício do Rui! É passar a essas mil pessoas um certificado de menoridade intelectual que a maior parte certamente não merece. Até porque o Rui Tavares é tudo menos uma figura carismática, um demagogo dotado do dom da palavra que arrasta as pessoas atrás de si. O LIVRE, para quem lá está, é o instrumento para dar voz a uma esquerda tão farta das trapalhices do PS como da fixação com as causas fracturantes do BE, uma esquerda que se sente violada cada vez que tem de dar o seu voto a uma dessas duas formações. Quanto à “traição” do Rui ao BE lembro que o Rui nunca foi do BE. Foi candidato independente numa lista do BE, num lugar que toda a gente julgava que não era elegível.

  11. JSP

    Assim que um empreendedor de sucesso ,como oTavares , decide abandonar a organizaçãozinha que lhe deu emprego, mas que não lhe garantia progressão na carreira, e funda uma empresa do mesmo ramo, cai-lhe tudo em cima.
    “Semos” uma raça de invejosos, não há dúvida…excepção alegadamente feita aos tal 1000…

  12. «uma esquerda que se sente violada cada vez que tem de dar o seu voto a uma dessas duas formações.»

    E que, para não ser violada, resolveu tomar por esposo o Tavares e fazer parte do seu serralho. 😀

  13. Nuno Cardoso da Silva

    JSP,
    O BE colocou o independente RuiTavares no terceiro lugar da sua lista convencidíssimo de que esse terceiro lugar não era elegível. De outra maneira teria sido oferecido a um qualquer boy – ou girl – do BE. Foi só depois de ter sido abertamente hostilizado pelo Louçã que o Rui decidiu optar por ser independente no PE. Se houve traição foi do BE. Mas isso são águas passadas. A questão agora é a de saber se o LIVRE elege um deputado ao PE ou não. Quanto à vossa hostilização sistemática do Rui Tavares só pode ser entendida por má-fé e ignorância. E receio de que a eleição do Rui venha a tornar o LIVRE um concorrente à esquerda muito mais perigoso para a direita do que o BE. É que enquanto este se dispõe a ficar para sempre no seu gueto inconsequente, o LIVRE pode vir a tornar-se na oportunidade de obter uma maioria de governo à esquerda. O BE hostiliza por sistema o PS e nunca aceitará uma coligação de que o PS faça parte. O LIVRE admite uma tal coligação desde que o PS se assuma como um partido de esquerda e não um partido de direita disfarçado. Esta é a verdadeira razão do vosso ódio ao Rui.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.