Faz hoje 3 anos

Sócrates preparava-se para anunciar ao país que precisava da Troika para pagar salários e pensões em Junho

8 pensamentos sobre “Faz hoje 3 anos

  1. JP

    Como diria Soares, “N’est pas possible d’aldraber le poble une poque mas pour les elections””

  2. Rogerio Alves

    É pena não ter sido mais cedo. Mas, por outro lado, também é pena que tenhamos sido socorridos: penso, muitas vezes, se não seria mesmo melhor termos batido no fundo – como método de aprendizagem. Mas ainda vamos a tempo disso: basta votar Seguro.

  3. JSP

    Via ” Impertinências” ficamos a saber que o vigaristazeco perdeu , em segunda instãncia, o processo movido aos jornalistas que investigaram e puseram em causa a lisura da compra do “célebre” apartamento na Castilho…
    Um autêntico pilha-galinhas , cujas protecções evitam ter de recolher ao seu “habitat” natural……

  4. tina

    ahahaha, bem escolhido Carlos. Como pode uma pessoa ser tão estúpida ao ponto de se preocupar com a aparência num momento tão grave.

  5. Vivendi

    Henrique Neto, histórico do PS, diz que Sócrates «é um vendedor de automóveis» que «está no topo da pirâmide dos que dão cabo disto».

    Em entrevista ao «Jornal de Negócios», Henrique Neto recorda que da primeira vez que viu Sócrates discursar pensou: «Este gajo não percebe nada disto». «Mas ele falava com aquela propriedade com que ainda hoje fala sobre aquilo que não sabe», adianta e recorda-se de pensar a seguir: «Este gajo é um aldrabão. É um vendedor de automóveis».

    «Sempre achei que o PS entregue a um tipo como Sócrates só podia dar asneira», adiantou. O histórico socialista diz que o primeiro-ministro «tem três qualidades, ou defeitos: autoridade, poder, ignorância. E fala mentira».

    Henrique Neto descreve a forma como decorreu a última comissão política do PS, no dia em Sócrates apresentou as medidas de austeridade. Conta que o secretário-geral do PS convocou a reunião de última hora, «para ninguém ir preparado», e organizou os trabalhos para que «o grupo dos seus fiéis fizesse intervenções umas a seguir às outras». «A ideia dele era que o partido apoiasse as medidas», afirma.

    «Aquilo é uma máfia que ganhou experiência na maçonaria», acusa. «Sócrates entrou por essa via, e os outros todos. Até o Procurador-geral da República», garante. «Usa técnicas de maçonaria para controlar a verdade».

    «Não tenho nada contra José Sócrates. Se ele se limitasse a ser um vendedor de automóveis. Mas ele é primeiro-ministro e está a dar cabo do meu país. Não é o único, mas é o mais importante de todos», considera Henrique Neto.

  6. Pingback: Lendas e narrativas – Aventar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.