No Fio da Navalha

O meu artigo hoje no i.

Na mesma?

Nos últimos anos, a maioria das pessoas, não interessa agora referir porquê, começaram a poupar, o que não é mais que acumular capital. Da mesma maneira que a recessão foi inevitável devido ao endividamento e demais erros cometidos, o crescimento económico não tem de ser obrigatoriamente positivo. Assim, e antes de se tirarem conclusões precipitadas, é preciso perceber a razão de ser deste crescimento económico.

O que está a suceder em Portugal é que, cansadas de contenção e com algum dinheiro acumulado, as pessoas voltaram a consumir. Para compreender o fenómeno temos de o associar ao maior controlo das contas públicas que foi conseguido. Apesar não sustentável, este permite que nos emprestem dinheiro com taxas de juros mais baixas, dando uma perspectiva de futuro positiva.

No entanto, como o estado não foi reformado, este continua estruturalmente deficitário. Isto quer dizer que, nem tão cedo se poderão subir os salários da função pública nem descer os impostos. Atenção: não poder não significa que não se faça. Apenas que, a acontecer, será, não por ser orçamentalmente possível, mas por razões meramente políticas.

Da mesma forma com os juros a que nos emprestam dinheiro, que subirão logo que a economia der sinais de fragilidade, porque a folga é muito pequena. Como não mudámos o essencial, o crescimento será baseado no consumo e no endividamento. Outra vez e com os resultados que já conhecemos. Se pouco ou nada fizermos, daqui a uns cinco anos voltamos a falar.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.