O Diabo está nos detalhes (post final sobre Sócrates e Eusébio)

Carlos Sá Carneiro sobre Jorge Patrão e a sua “defesa” de Sócrates:

E finalmente apareceu o Colega que faltava: Jorge Patrão, irmão de Luís Patrão, vem dizer que quando chegou à escola “Sócrates estava lá a comemorar”. E diz mais: “Nós morávamos no centro histórico da Covilhã e a escola ficava a muito poucas centenas de metros das nossas casas. Por isso, fosse em que dia fosse, houvesse aulas ou não, estivéssemos de férias ou não, fazíamos de um dos pátios da esc…ola o nosso lugar de encontro habitual”. Depoimento detalhado q.b. Mas Sócrates, no seu relato do “momento”, igualmente detalhado q.b., veio dizer que, quando saiu de casa, Portugal estava a perder 3-0 (ou seja, saiu entre o minuto 23 e o minuto 27). Foi ouvindo os gritos dos golos de Portugal no caminho para a escola e, quando lá chegou, Portugal já estava a ganhar (sendo que, o quarto golo de Portugal, foi marcado ao minuto 60). Ao que se soma 15 minutos de intervalo. Mesmo com 9 anos, demorar mais de 45 minutos para percorrer “muito poucas centenas de metros” é obra. A menos que se tenha perdido no caminho para a escola…. O diabo está sempre nos detalhes.
sol-capa-socrates

Muito bom. Melhor, nem que eu pagasse. Bem pode Paulo Pinto (Jugular) desvalorizar (em 6 longos parágrafos) ou Miguel Abrantes (Corporativo) atacar a pessoa do João Figueira, o que é facto é que esta foi a frase mais ouvida de um Sócrates em queda de audiências há já algum tempo.

Artigos anteriores:

21 pensamentos sobre “O Diabo está nos detalhes (post final sobre Sócrates e Eusébio)

  1. setentaeum

    Já se sabe que um aldrabão produz sempre outro aldrabão e assim sucessivamente.
    Grande equipa aquela.
    O time dos pantomineiros. Fico à espera do terceiro. Se lhes perguntarem como é que iam vestidos vão ver como se recordam perfeitamente.
    Um ia de Pinóquio e o outro de Lampião
    Eu sou testemunha

  2. tina

    É incrível como esse Patrão é burro, mal li “poucas centenas de metros” percebi que era tudo uma grande mentira, que Sócrates mentiu e que ele também mentiu para o encobrir.

  3. Rui Cepêda

    Quarenta e cinco minutos para percorrer umas poucas centenas de metros?. Apanha-se mais depressa um coxo do que um mentiroso…

  4. jorge

    ele ia devagar porque caminhava sempre devagar enquanto filosofava. Já aí imitava o mestre e se calhar foi daí que lhe veio o nome…
    outro esclarecimento importante para não haver mal-entendidos é que já nessa altura a escola para eles era um local de lazer… vocês, que são maldosos, pensaram na escola local de estudo e trabalho.
    finalmente fica tambem explicada a naturalidade que para ele representava fazer exames ao domingo… estava entediado, foi à escola tomar café e tal e coiso…

  5. Expatriado

    Por favor!!!! Entendam que o puto foi de marcha atras dando um passo em frente e dois atras.

    Ainda hoje e’ esse o comportamento dele…..

  6. Comunista

    Itenerário da carneirada:

    primeiro era porque era sábado;
    depois era porque era sábado à tarde;
    depois era porque era Julho;
    agora é porque são 45 minutos para 100 metros.

    e assim vai balindo o rebanho.

  7. mggomes

    Comunista,

    Era sábado *E* era de tarde *E* era Julho (finais do dito…) *E* porque demorou mais a chegar à escola do que a sair da universidade.
    Há, efectivamente, muitos factos por onde escolher.
    Eu sei, eu sei… factos não constam do vosso itinerário…

    Mas, deixe-me que lhe diga, essa sua defesa do camarada Sócrates chega quase a ser enternecedora…

  8. neo-liberal

    É isso mesmo COmunista, agora só falta mesmo saber que tramóia vai arranjar o petas para justificar os 100 metros, mas acredito que deve haver uma boa explicação tipo a mãe pediu-lhe para ir comprar cigarros e o café mais próximo era a 20 km na direção oposta à da escola!

  9. Anonymous

    Lamento muito, mas vocês não percebem nada disto. O jovem Pinto de Sousa ia de joelhos a pedir a nossa Senhora de Fátima que o (d)Eusebio marcasse os golos. Aliás foi precisamente porque ele fez o sacrifício que Portugal ganhou à Coreia 5-3.

  10. «Quarenta e cinco minutos para percorrer umas poucas centenas de metros?. Apanha-se mais depressa um coxo do que um mentiroso…»

    Bem visto. Agora o Sócrates irá referir que nesses dias andava coxo devido a uma lesão a jogar futebol na escola.

  11. Manuel Costa Guimarães

    Comunista,

    Está a defender o Sócrates por alguma razão? É só para ser do contra?
    O burro mentiu e foi, mais uma vez, apanhado. Qual é a dificuldade?

  12. Um comunista engole sapos do tamanho do Soares, pois os neo-totalitários não são movidos pela verdade, mas eplo ódio.

    Não há nada mais que um neo-totalitário deteste que um liberal. E nessa visão tolhida defende o indefensável, desde que seja também neo-totalitário, ou cleptocrata. Mesmo se ontem e amanhã nesses, que hoje defendem. escarram e vituperam.

    Irmãos defendem irmãos contra o resto do mundo. Mesmo se, quando sós, andem à estalada por causa da herança do pai tirano.

  13. João Bettencourt

    O Sócrates deve estar a rir-se à gargalhada por ter posto a direita a pensar se 45 minutos são ou não suficientes para percorrer poucas centenas de metros.

  14. João Bettencourt

    Eu acho que há muitas variáveis em jogo aqui, concorrendo todas para não excluir totalmente a hipótese de alguém demorar 45 minutos a percorrer a distância em questão. Podia ir caminhando, parando de vez em quando para fazer sei lá o quê…

    Proponho que se crie uma comissão de inquérito aqui n’O Insurgente, liderada pelo Manuel Costa Guimarães para averiguar se afinal o homem mentiu ou não.

    Alguém tem um mapa da Covilhã?

  15. Manuel Costa Guimarães

    Caro João Bettencourt,

    A instauração de uma comissão desse calibre pressupõe 3 pontos, a meu ver:

    1- Que interessa.
    2- Que há dúvidas quanto à existência de mentira/efabulação.
    3- Que seremos principescamente pagos.

    Esta história não teria qualquer interesse se não houvesse um vasto historial por parte da personagem em questão, além da vontade mórbida do ser humano de bater em mortos (vide audiências). De qualquer forma, acho que é salutar que se ponha em questão todo e qualquer líder ou ex-líder político português. Pode ser que as pessoas comecem a querer um bocado mais do que “responsabilização política”: responsabilização penal. Falo de Soares, Cavaco, etc. Investigar tudo e mais alguma coisa para pôr a casa em ordem.

    P.S.: No caso de existência do 3º ponto, farei o obséquio de formar várias comissões de inquérito.

  16. um tipo normal!

    Percebe-se melhor agora a licenciatura ao domingo…para quem fez a primária ao sábado, pelo menos mantém a coerência!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.