A manipulação estatística dos dados de emprego

Confesso que, a princípio, me deixei convencer por este artigo do Ricardo Paes Mamede no Ladrões de Bicicletas. É de facto extraordinário que, apesar de terem sido criados 120 mil empregos entre o primeiro e o terceiro trimestre, que os ganhos se tenham concentrado nos empregos com um horário inferior a 10 horas, com os empregos de horários superiores a resgistarem uma perda de 310 mil. Sem mais dados, tal parece desvalorizar completamente o aumento de emprego anunciado pelo governo nesse período. Poderia mesmo dar razão ao PS quando fala de aldrabice estatística e manipulação do governo para apresentar números do emprego positivos.

Porém, olhando para os dados históricos com mais atenção denota-se uma importante tendência recorrent. No terceiro trimestre de cada ano, o número de empregados com horários inferiores a 10 horas sobe sempre. Atente-se nos gráficos abaixo:

Número de empregos com horário inferior a 10 horas (milhares)

3T

Número de empregos com horário entre 11 e 35 horas (milhares)

3T2

Como podemos ver, desde 2011, que o número de pessoas com horário de trabalho inferior a 10 horas aumenta sempre bastante no terceiro trimestre. Poderá ser o efeito do Verão (redução do trabalho para trabalhadores a tempo parcial) ou das colheitas de Setembro, mas a verdade é que é uma ocorrência normal no trimestre que vai de Julho a Setembro a passagem de pessoas com horários entre 10 e 35 horas para horários inferior a 10 horas. Na verdade

Onde fica então a criação de emprego anunciada por Pedro Passos Coelho? Em primeiro lugar o truque retórico: comparar o primeiro com o terceiro trimestre do ano dará sempre uma impressão errada, porque o terceiro trimestre tende a ser sempre o melhor para o emprego (ou melhor, para o número de empregos). No entanto, a comparação homóloga volta a ser importante aqui. Olhando para os dois anos anteriores conclui-se que:

Em 2011, foram destruidos 12 mil empregos entre o primeiro e o terceiro trimestre, e 130 mil entre primeiro e quarto trimestre
Em 2012, foram destruidos 6 mil empregos entre o primeiro e o terceiro trimestre, , e 130 mil entre primeiro e quarto trimestre
Em 2013, foram criados 120 mil empregos entre o primeiro e o terceiro trimestre. Portanto, pela primeira vez foram criados empregos entre o primeiro e o terceiro trimestre desde 2011.

Em conclusão:
Faz pouco sentido falar em manipulação estatística, já que o número de empregos com horário semanal inferior a 10 horas aumenta sempre no terceiro trimestre
– Numa perspectiva puramente diferencial, existiu uma criação de pouco mais de 120 mil empregos, em relação a 2011 e 2012
É provável que a criação de emprego entre o primeiro e o quarto trimestre seja bastante mais baixa que os 120 mil que ocorreram entre o primeiro e terceiro trimestre, mas ainda assimé provável que seja positiva pela primeira vez nos últimos 3 anos

Nota adicional: Como o Ricardo Paes Mamede referiu, o número de empregos com horários superiores a 40 horas, ou seja empregos no privado sem grande efeito sazonal, também aumentaram bastante. Outro bom sinal no mercado de trabalho.

14 pensamentos sobre “A manipulação estatística dos dados de emprego

  1. “foram criados 120 mil empregos entre o primeiro e o terceiro trimestre”.

    A comparação entre trimestres diferentes não é razoável quando, como é o caso, a série é muito sazonal. Na ausência, de séries desazonalizadas, o método correto é usar as variações homólogas.

    Se quiser saber com exactidão se o emprego aumentou tem também de incluir todos os que trabalham mais de 35 horas, que são a maioria.

  2. Manipulação é o que está a dar!… Viva a manipulação!
    Falta considerar os empregos criados no estrangeiro para tugas errantes…

  3. Jorge Araujo

    Justin Fox at the Harvard Business Review has collated some interesting extracts from a conversation he had with Alan Greenspan late last year.

    What’s striking, as Fox himself notes, is that Greenspan (generally pigeon-holed as a free-market loving Ayn Randian type) is getting pretty Keynesian nowadays. Indeed, having understood that the 2008 crisis revealed a “flaw” in his world view, rather than getting bitter about it, Greenspan appears to have spent the last few years trying to understand where he went wrong

  4. Jorge Araujo

    And here’s Greenspan suggesting that banks are different beasts to ordinary corporations and thus implying that conventional accounting standards don’t necessarily fit, since they can disguise problems:

    What I’m trying to get at is that the vast proportion of decisions that are being made by non-financial institutions are based upon objective reality and its probability structure. Finance, however, is almost wholly behavioral animal spirits. It’s a different type of paradigm.

  5. Jorge Araujo

    The most successful stock market players, the best investors, are those who recognize that the asymmetric bias in fear vs. euphoria is a tradable concept and it can’t fail for precisely this reason.

  6. Henrique Gama Pinto

    seria possível acrecentar a legenda a cada gráfico? Unidades, se é variação ou valor absoluto, etc… Agradeço

  7. Urbano

    Quantos empregos se criaram, ao obrigar o proprietario de uma casa com painel fotovoltaico, a colectar-se? Isso é que foi criar emprego e empresários…da treta!

  8. Pingback: Ainda acerca da manipulação estatística dos dados de emprego | O Insurgente

  9. Pingback: Ainda a manipulação estatística | O Insurgente

  10. Pingback: (des)Emprego em Portugal: os números desmentem a demagogia das percentagens. | Um Jardim no Deserto

  11. Pingback: Sobre as estatísticas do emprego | O Insurgente

  12. Pingback: Professor Nuno Serra, está chumbado | O Insurgente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.