Se non è vero, è ben trovato (Sócrates e aquele jogo com o Eusébio)

O meu artigo de ontem sobre Sócrates e o histórico jogo de Eusébio gerou alguma polémica na blogosfera e nas redes sociais. Ocorrem-me o blog de Domingos Amaral e o facebook da Otília Gradim por um lado e Vitor Cunha e João Miranda no Blasfémias e os nossos Bruno Alves e Maria João por outro.

A questão aqui levantada é a veracidade das memórias de Sócrates. Devo eu deixar passar incólume o incidente por não poder confirmá-lo a 100%, ou arriscar a reputação dos media alternativos, confirmando os “perigos da internet”, nas palavras do Domingos?

O meu artigo está no link e não foi alterado. Está publico e foi visto mais de 10.000 vezes desde que foi publicado. Nele, assinalei a categoria “humor” e em nenhum momento afirmei estar 100% certo do seu conteúdo.  Não sou jornalista de investigação e o meu trabalho é outro. Apenas levantei uma hipótese que era não só engraçada – e eu escrevo primariamente porque gosto de o fazer – mas também verosímil. E 2.800 pessoas acharam interessante o suficiente para partilhar no Facebook. Coincidência?

Conhecendo a personagem… ao sábado… à tarde… em Julho… em dia de jogo de mundial com o Eusébio… no tempo do Fátima, Futebol e Fado…

Claro que seria sempre possível que o professor de 66 detestasse futebol e marcasse actividades precisamente para aquele sábado. Ou que a Mocidade Portuguesa tivesse marcado uma actividade e que Sócrates antes de chegar ao PS tivesse começado a sua vida ideológica não na JSD (da qual foi um dos fundadores – podem comprovar aqui) mas numa presença assídua e empenhada na Mocidade Portuguesa! Ou até que, como afirma a Inês Meneses, andasse no liceu aos 8. Tudo hipóteses que não neguei à primeira.

Mas João Figueira, ex-jornalista e colega de Sócrates na escola, afirmou ao CM (citado na Caras!) (confirmado via Facebook) que se lembra bem do jogo (afinal, quantos houve assim?) e que nesse dia estava de férias, como seria de esperar. Sócrates, contacto pelo CM, desligou no telemóvel e não respondeu às mensagens (CM, edição papel). Pois. “Se non è vero, è ben trovato”, mas afinal diz quem sabe que era mesmo “vero”.

E qual a relevância deste episódio? É uma questão de personalidade. É que este homem nem sobre memórias de infância é fiável! Filósofo? Presidenciável? Nem jardineiro!

Socrates - o animal feroz

26 pensamentos sobre “Se non è vero, è ben trovato (Sócrates e aquele jogo com o Eusébio)

  1. Vivendi

    “O que me chateia não é haver um gajo que se licenciou ao domingo e ia à escola a um sábado de Julho. Chateia-me é saber que que vocês, mais tarde ou mais cedo, vão voltar a votar neste filho da puta.”

    Rui Sinel de Cordes

    O RAP anda a precisar de aprender umas piadas novas… Anda muito DDDesatualizado.

  2. k.

    “E 2.800 pessoas acharam interessante o suficiente para partilhar no Facebook. Coincidência?”

    Portanto, uma mentira contada mil vezes passa a ser verdade.
    Porque a verdade é… não há razões para assumir que Socrates mentiu neste caso, certo?

  3. eduardo

    O Ricardo Campelo de Magalhães é um hermafrodita com ligações ao caso casa pia.

    Devo eu deixar passar incólume o incidente por não poder confirmá-lo a 100%??? Não sou jornalista de investigação e o meu trabalho é outro. Apenas levantei uma hipótese que era não só engraçada – e eu escrevo primariamente porque gosto de o fazer – mas também verosímil.

    PS: É preciso ter lata. Inventa-se uma peta ao bom estilo do Correio da Manhã e ainda se procura racionalizar a peta como …se não é verdade, podia ser.

  4. Manuel Costa Guimarães

    Caros Carlos Pacheco, k. e eduardo,

    Estão mesmo a defender o animal político? Acham mesmo que não mentiu, que isto é tudo uma cabala contra ele? Que mais é preciso para perceberem que isto não é uma guerra esq/dir, mas uma guerra contra um psicopata que nos arruinou?!

  5. arni

    Manuel Costa Guimarãe,e quantras vezes é que Passos e Poertas já mentiram?
    Eu sei que Sócrates não é exemplo nenhum de integridade e verdade,mas não vejo alguns da direita a fazerem as mesmas criticas aos que eu citei anteriormente

  6. eduardo

    Eu não estou a defender o animal político, apesar de não ter problema nenhum em o defender.
    Estou é a atacar o processo de desinformação em curso e quem se encarrega de o promover.

    Vejamos, que mentira foi até hoje dita por Sócrates?
    Eu tenho a certeza que muitas foram ditas sobre ele, desde um suposto namoro com o Diogo Infante, até que o PEC IV não tinha sido comunicado ao hoje em dia 1o ministro passando por um blogguer que se acha no direito de mandar postas de pescada porque “Não sou jornalista de investigação e o meu trabalho é outro”. O problema é que essas mentiras foram um instrumento decisivo na eleição do corrente governo – ou acha que muitos destas mentiras sobre Sócrates terem sido difundidas por jornalistas que passaram a assessores do corrente governo uma pura coincidência?

  7. jorge

    est.áa tudo esclarecido. era uma terra pequena e a escola estava sempre aberta e era aí que os miudos se encontravam segundo conta um colega…

    http://www.noticiasaominuto.com/pais/155949/afinal-onde-estava-socrates-a-23-de-julho-de-1966#.Us51H_RdUrV

    portanto já vem de longe a obsessão pela escola… embora não exactamente como um local de ensino.
    e fica explicada a naturalidade com que fez exames ao domingo dado o habito de visitar a escola a qualquer hora…

  8. Manuel Costa Guimarães

    arni,

    Pelo menos neste blog, os correntes líderes, têm sido criticados fortemente. É só seguir o histórico.

    eduardo,

    “Vejamos, que mentira foi até hoje dita por Sócrates?”
    Só pode estar a brincar, não? Tirando as tiradas diárias de que estava tudo bem com economia, aos números escondidos e encapotados durante o seu governo, quer que lhe faça um repertório?

    – Sócrates assinava projectos de casas na Guarda das quais não era o autor mas sim Manuel Caldeira, funcionário da câmara municipal da Guarda e um colega de “curso” da Universidade Independente (dos 22 projectos localizados por amostragem, 16 foram aprovados em menos de um mês; desses houve nove aprovados em menos de dez dias e, destes, três em menos de três dias).

    – No dia 08 de Setembro de 1996, a um DOMINGO, enquanto grande parte dos portugueses ia à missa ou ver as ondas a arrastar os carros, José Sócrates “licenciou-se” em “engenharia civil”. Já nem vale a pena falar na “campanha negra” que foi a equivalência de 26 disciplinas, no exame por FAX ou no amigo-professor-António-Morais que lhe fez os “exames”. Mais tarde, no âmbito da mesma “campanha negra”, a 31 de Outubro de 2007, José Sócrates encerra a Universidade que lhe deu o curso, face ao conjunto de vergonhas que se foi sabendo, e antes que se viesse a saber mais alguma coisa.

    – Caso Freeport. Não sendo o ministro José Sócrates diferente do primeiro-ministro José Sócrates no rigor pela transparência, avaliações e correlativas estatísticas e no empenho em inovações, urge a pergunta: mandou investigar a denúncia que teve?

    – Sócrates afirma que os encargos líquidos das PPP que ele deixou, era de 23 mil milhões de euros, mas citando o estudo de uma consultora que ajudou a criar estas parcerias, e contribuiu para o descalabro, conclui que, os encargos líquidos das PPP todas, incluindo as 8 de Sócrates, são de 32 mil milhões de euros. Encargos brutos, 45 mil milhões.

    Quer que continue? Tenho uma pasta cheia de delícias socráticas.

  9. Jose

    Como se ofendem as comadres quando se fala desta esquerda. O Relvas teve que se demitir por problemas na forma como obteve o curso, este fechou a universidade quando se descobriu a forma como disse haver terminado o curso.
    Ai de quem descubra as misérias ou pior, fale delas, da gente de esquerda.

    Palhaços, deviam era ser julgados.

  10. eduardo

    – Sócrates assinava projectos de casas na Guarda das quais não era o autor mas sim Manuel Caldeira….

    Não é mentir. Assinar projectos/trabalhos/relatórios de outrem é prática corrente em muitas profissões (ou acha que as auditorias/projectos de arquitetura/contabilidades/relatórios financeiros são assinados por quem os efectivamente faz? – normalmente são trabalhos de juniores que são superviosionados e posteriormente assinados por alguém com mais responsabilidade). Ao assinar os projetos Sócrates assume a responsabilidade profissional pelos mesmos – não vejo nenhum problema nenhum nisso

    – No dia 08 de Setembro de 1996, a um DOMINGO… “licenciou-se” em “engenharia civil”.

    Não se licenciou a um Domingo. Isso sim é mentir.
    Fez um exame (ou que seja) num Domingo. Não abona muito sobre a licenciatura em causa mas está longe de ser relevante.

    – Caso Freeport. Não sendo o ministro José Sócrates diferente do primeiro-ministro José Sócrates no rigor pela transparência, avaliações e correlativas estatísticas e no empenho em inovações, urge a pergunta: mandou investigar a denúncia que teve?
    Muito foi insinuado na imprensa (especialmente em datas próximas a eleições) mas até hoje ainda não vi nenhuma ilegalidade ou uma conduta menos própria do Socrates no caso Freeport.

    – Sócrates afirma que os encargos líquidos das PPP que ele deixou, era de 23 mil milhões de euros, …. conclui que, os encargos líquidos das PPP todas, incluindo as 8 de Sócrates, são de 32 mil milhões de euros. Encargos brutos, 45 mil milhões.
    Números há muitos. Os números que Socrates referia estão publicados em documentos oficiais.

  11. Luís Lavoura

    Eu acho normalíssimo que um homem não seja fiável nas suas memórias de infância.
    É bem sabido que a memória é melhor para acontecimentos recentes do que para acontecimentos muito longínquos.

  12. Surprese

    Devemos os nossos agradecimentos ao Miguel Relvas, por num golpe de génio ter permitido ao Sócrates estar de volta à TV.

    Não só as audiências estão em queda, como se apanha o peixe pela boca. Queimou-se (quase) definitivamente.

    Este querido líder já era, e o PS tem sido prejudicado com este espaço televisivo, assim como o PSD foi (e é) prejudicado por Ferreira Leite, Pacheco Pereira, Capucho, e outros derrotados da história.

  13. tina

    “Devemos os nossos agradecimentos ao Miguel Relvas, por num golpe de génio ter permitido ao Sócrates estar de volta à TV.”

    Concordo. E também pela cobertura que o Bochechas tem tido. Sócrates acabou por perder o encanto todo para quem ainda gostava dele e o Bochechas acabou por revelar o seu fundo profundamente mesquinho.

    Se não fosse pela proteção dos media, estes dois estariam ainda envoltos numa auréola enganadora e seriam muito mais bem vistos hoje em dia.

  14. p D s

    se calhar esta coisa do Socrates ir a camiho da escola….

    pode ter sido apenas uma…………………………….”incorrecção factual”,

    ou se calhar o mais certo é o Socras………………”nunca ter tido contacto com SWAPS”,

    ou se calhar foi mesmo uma aula num sabado…”Irrevogavel”!

    Mas lá está um “Fantasma” é muito mais interessante que um “politico no activo” !

  15. arni

    Pelo menos neste blog, os correntes líderes, têm sido criticados fortemente. É só seguir o histórico”
    Não me restringia a este blog,mas sim ao universo todo da direita politica.Embora reconheça alguma independência a este blog nesse espectro,a verdade é que no geral a direita politica adopta umas postura de protecção e sigilo em relação aos actuais governantes,muito semelhante á que os dirigente socialistas promovem em relação a Sócrates.
    Num lado e noutro,há sectarismo a mais

  16. Manuel Costa Guimarães

    arni,

    Sem dúvida! A maior parte dos players vivem a política como vivem os clubes de futebol!

  17. Toni o Manager

    Sócrates é um mentiroso compulsivo. E um mentiroso assim, mente só porque sim. Neste caso porque queria cavalgar a história da morte de Eusébio e decidiu romantizar um pouco mais a história.
    Se tivesse dito que ia ter com os amigos ao pátio de escola para jogar a bola, era muito diferente ?

    Um mentiroso é sempre um mentiroso, e um fdp igualmente !

  18. tonimanager

    “O que me chateia não é haver um gajo que se licenciou ao domingo e ia à escola a um sábado de Julho. Chateia-me é saber que que vocês, mais tarde ou mais cedo, vão voltar a votar neste filho da puta.”

    Rui Sinel de Cordes

  19. Pingback: O Diabo está nos detalhes (post final sobre Sócrates e Eusébio) | O Insurgente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.