Hollande promete apoiar…

… criadores de emprego?

O desemprego atingiu um novo recorde em França com um crescimento de 60 mil desempregados em Setembro, o que eleva para 3,29 milhões os inscritos à procura de emprego, segundo números divulgados hoje pelo Ministério do Trabalho.

Este aumento deve-se em parte a um erro estatístico que levou a uma descida artificial do número de desempregados em Agosto.

Com 3,29 milhões de pessoas sem trabalho, o desemprego atinge mais de 10,9% da população activa, o que constitui um recorde absoluto em França.

O presidente francês, François Hollande, comprometeu-se a inverter os números do desemprego até ao final do ano, num clima de preocupação crescente quanto à economia e à criação de emprego.

Carta_Mao_CanetaEste compromisso só pode ser visto como um apoio aos criadores de emprego, numa clara inversão da política que até agora tinha sido consistente no ataque aos mesmos.
Sabem o que falta? Um conselheiro que meta bom senso naquela cabeça. Um que poderia escrever uma nota como:

Querido Hollande,(1)

Os nossos amigos – e grandes contribuintes – sindicalistas foram muito claros no 5 de Dezembro: ou estás com os sindicatos contra o patronato, ou estás contra os sindicatos. Se fores em frente com políticas de aumento da classe oprimida, talvez misturadas com umas Sarkozices como redução do crescimento dos impostos ou do ritmo de crescimento da regulamentação (3), não terei hipótese de os conter e poderás contar com manifs históricas ainda antes do 1º de Maio.

O teu amigo de sempre!

(1) – parecia menos mal no original…
(2) – a esquerda sempre dá significados às datas, sem as nomear
(3) – discute-se a retirada de uma restrição, por cada 100 adicionais passadas a lei

Anúncios

8 pensamentos sobre “Hollande promete apoiar…

  1. É melhor chamar logo o Sócrates de volta a Paris para dar uma ajudinha no desenvincilhar da coisa.

    Que aproveite e leve logo também Seguro e Soares.

    É um grande favor que fazia a Portugal.

  2. Rinka,
    Qual é a relação de Hollande com Portugal?
    Hollande não é culpado por Portugal, mas isso em NADA o isenta das muitas asneiras com que ele castiga a França – e que lhe garantem uma das piores popularidades de sempre naquele país.

  3. Exatamente! O desemprego em Portugal crescia por causa de 10 anos de loucura socialista. A única relação com Portugal é uma: SOCIALISMO. Aqui em Portugal bastou um cheirinho de liberdade económica e mesmo com as restrições do aparelho estatal socialista fomos o país que mais emprego criou em 2013. Todo o socialismo vai dar ao mesmo lugar: DESEMPREGO E MISÉRIA GENERALIZADA.

  4. k.

    Já agora, por curiosidade: Há algum estado “não-socialista” no mundo
    inteiro?

    E isto:
    “fomos o país que mais emprego criou em 2013. ”

    Em que conjunto de paises? o.O

  5. Pingback: Hollande, o novo “Ultra-Neo-Liberal” | Ricardo Campelo de Magalhães

  6. Pingback: Mais uma facada de realidade no Socialismo Europeu | O Insurgente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.