Está tão quente que estamos presos no gelo

O ridículo não poupa temperaturas nem cientistas armados em turistas.

72 pensamentos sobre “Está tão quente que estamos presos no gelo

  1. joao

    que palhaços estes ambientalistas fanáticos …..lá se vão os fundos e subsídios para o próximo ano, coitados.

  2. A minha teoria das recentes temperaturas baixas é que as reuniões e cimeiras estão a começar de ter efeito…espero que parem de se reuinr para ver se a coisa começa a aquecer um bocadito mais. Just sayin’…

  3. JP

    Há milhares de anos, certas zonas do globo eram mais quentes do que hoje, talvez por causa da revolução industrial. Ou então, ainda não havia ambientalistas. Uma coisa é certa, não havia gente como hoje, a mamar do “verde”.

  4. Comunista

    Nada como a blogosfera para clarificar trabalhos de ciências da natureza. Qualquer idiota passa a crítico de ciência.

  5. Francisco Miguel Colaço

    Comunista,

    O Ártico e a Antártica parecem não concordar com os trabalhos de ciências da natureza.

  6. Comunista

    “Andrew’s columns appear in the Herald Sun, Daily Telegraph and Advertiser. He runs Australia’s most-read political blog and hosts Ten’s The Bolt Report each Sunday at 10am. See more of Andrew’s views and videos.”

    Quem quiser que se contente com estas credenciais para a crítica de trabalhos de ciências da natureza.

  7. JSP

    Para o “crente pós 1990” a ciência assenta em Lyssenkos & Ca.( mesmo que se apresentem com outros nomes..)
    Não é bem ciência – é mais uma fézada….

  8. rmg

    Comunista

    A sua frase “Qualquer idiota passa a crítico de ciência” assenta-lhe que nem uma luva a si .

    Como já tive oportunidade de lhe dizer o ano passado (que acabou há menos de uma hora) , para um gajo que nasceu , cresceu e trabalhou no meio de comunistas até aos 40 anos de idade (eu) o meu caro é um “comunista” que pouco me convence .

    Eu tenho 20 anos de experiência (em 40 anos de trabalho) nestas coisas do Ambiente
    E você quantos tem de repetir baboseiras publicadas pelos gajos que “mamam” à conta do aquecimento global agora rebaptizado de alterações climáticas porque começaram a ver que aquilo era treta que já não enganava assim tanta gente ?

    Desejo-lhe um ano novo cheio de saúde

  9. Comunista

    Ter “experiência nestas coisas do ambiente” como você se coloca não me parece qualificação suficiente para sequer entender o que os trabalhos científicos elaboram.

    Por mim, como não sei de ciência, não tenho razão para desconfiar dos cientistas quer de um lado quer do outro sendo que se há dúvidas legítimas sobre a participação do homem no aquecimento global estrategicamente a posição menos idiota é ter cuidado uma vez que as consequências de cada um dos lados estarem errados é pior se dor o lado que diz que está tudo bem e que podemos continuar sem constrangimentos.

    Ora, isto parece-me uma decisão estratégica básica dada a dúvida.

    Vocês como não têm dúvidas porque leram uma porcarias como esta que linkada são portanto os de potencial mais danoso porque, repetindo, se vocês estiverem errados as consequências são muito piores do que se estiverem certos.

    Um bom ano para você também.

    l – uma vez que me parece que o aquecimento global já não é matéria de dúvida. Neste momento parece haver uma maioria na comunidade científica que concorda que as nossas actividades estão a contribuir para o aquecimento global

  10. Joaquim Amado Lopes

    Comunista,
    “já não é matéria de dúvida” e “parece haver uma maioria na comunidade científica” não é uma contradição?

  11. Comunista

    A dúvida, que eu perceba, é se o aquecimento é causado pelo homem ou não. Não é sobre se está ou não a haver aquecimento global.

    Em todo o caso não tenho muito apego aqui às minhas posições porque o seu fundamento científico concreto me escapa.

    A minha posição não é a de dizer que uns cientistas estão certos e outros errados porque não sei – e não vai ser um artigo de um gajo qualquer se credenciais nenhumas em ciência que me vai ensinar alguma coisa. A minha posição é partir do princípio que há trabalho suficiente na área que atribui responsabilidades ao homem para que a decisão política tome atenção. Neste domínio parece-me evidente que a posição estratégica mais bem colocada é a que toma cuidado porque as consequências de tomar cuidado quando não seria preciso não são tão más do que não tomar cuidado quando é preciso.

  12. Comunista

    Em todo o caso, pessoalmente, não embarco no fanatismo verde. Mas também não embarco no deixa queimar que não há crise nenhuma. Parece-me, enfim, que a vossa posição está perto dos fanáticos verdes apenas em sentido contrário.

  13. rmg

    Comunista

    Ter “experiência nestas coisas do ambiente” é ter sido director de 2 empresas da área (e fundador de uma delas) , a 1ª das quais em 1984 – portanto há 30 anos – altura em que o meu caro nem sabia o que isso do “ambiente” era (como continua sem saber).
    Portanto a sua conversa para mim é ridícula mas não é por isso que não tem o direito de a ter .

    Só lamento , como já disse , é que discutindo eu estes assuntos com colegas (sou engenheiro há 44 anos) e muitos deles sendo efectivamente de esquerda com provas dadas , estejam eles sempre disponíveis para analisar ambos os lados da questão , enquanto “pseudo-comunistas” como Você (que admite não perceber um corno do assunto) está cheio de certezas .

    A industrialização (capitalista ou comunista …) leva óbviamente a que haja emissões de CO2 mas não sei se reparou que , dado o aumento brutal da população mundial , só assim tem sido permitido dar minímamente de comer a muita dessa gente , o que a mim me parece positivo .
    Mas quando leio determinados espíritos “bem pensantes” fico no entanto na dúvida é se outras pessoas que têm comida garantida – por uma razão ou por outra – não preferiam que essa gente toda morresse à fome …

    Quanto às maiorias das comunidades científicas (que eu conheço bem) são como todas as outras maiorias : neste momento o que está a dar é aquilo e vai tudo por ali (como aquela malta que é sempre do clube que vai à frente no campeonato) , quem não fôr é ostracizado e isso é chato , até costuma dar cabo de promitentes carreiras .

    De resto está muito enganado , as consequências de um dos lados estar errado não pendem necessáriamente para o lado que Você diz , também podem pender para o outro e a razão é simples : se estivermos a coartar o desenvolvimento baseados em falsos alarmismos não estamos decerto a contribuír para um mundo melhor para os realmente pobres e necessitados
    Mas isso de ter dificuldades reais já vi não ser o seu caso , com a fome dos outros pode o meu caro bem , a Maria Antonieta propunha-lhes croissants e V. propõe-lhes teorias de longo prazo .

    Mas por vezes suspeito que é isso mesmo que alguns querem : fome e desemprego no mundo , eles lá sabem porquê (e eu também …)

  14. rmg

    Em tempo

    Gostei de ler o seu comentário das 03.21 , que postou enquanto eu estava por aqui a escrever e a tratar de outros assuntos , demonstra um bom senso que não demonstrou nos anteriores , incluíndo a resposta que me dedicou (e que eu como sempre lhe agradeço).

    Também gostei da 1ª parte do das 03.24 , na 2ª o meu caro teria razão se não metesse todos os comentadores deste tema (que já foi abordado mais vezes) no mesmo saco .

    Uma boa noite para si

  15. Comunista

    Desculpe mas continuo sem estar convencido de suas credenciais para nos vir garantir que um dos lados destas pesquisas está errado e o outro certo. Até agora você não mostrou qualquer conhecimento concreto sobre a matéria. Aliás penso que você é um bluff nesta matéria porque se não fosse não tentava refutar milhares de horas de pesquisa com uma mão cheia de nada.

    De resto, já afirmei que não sou fanático do verdismo e portanto não acho que deva haver fome em nome da proteção do ambiente. O que eu penso é que se há a possibilidade de estarmos a contribuir para o aquecimento global então é importante que o poder político tome atenção.

    Quanto ao mais, devo informá-lo que não estou aqui para o convencer do meu comunismo. Você é perfeitamente livre de entreter-se como quiser nessa matéria.

  16. Comunista

    Ter-lhe-ia respondido de forma mais agradável se tivesse lido os seus comentários posteriores ao comentário 3:54, antes de ter escrito este.

    Boa noite para você também.

  17. Tiro ao Alvo

    rmg, saiba que apreciei os seus comentários, com os quais concordo inteiramente. Também penso que anda muita gente a governar-se à custa dessa coisa do aquecimento global, tal como aconteceu no passado relativamente à fome e outras desgraças, profetizadas pelos sábios do Clube de Roma.
    Louvo-lhe a paciência pela forma como estar a responder ao “comunista”, esse antes interessado em pregar outras “desgraças”, na esperança de que ele, o comunista, venha a ganhar com isso, como se sabe que aconteceu e acontece nas terras onde essa gente conseguiu dominar o povo e onde os líderes, os queridos líderes, vivem principescamente, indiferentes à miséria que espalham. Resumindo, a meu ver, o rmg está a gastar demasiada cera com um defunto muito ruim, e isso parece-me erro. Mas, como estamos em maré de festas, compreendo a sua posição. Aproveito para lhe desejar um bom 2014.

  18. lucklucky

    Até a escola publica ensinou o que é o método científico.

    Mas para o comunista basta pressão social e muita repetição segundo a máxima de Goebbels para se acreditar em cientistas com dados – incompletos, insuficientes , um atómo temporal e contraditórios- para já ter certezas.

    Há 100 anos atrás seria a Eugenia. Mais outra moda progressista com amplo apoio jornalista.

  19. Francisco Miguel Colaço

    O aquecimento global está a ser negado pelos dados existentes de gelo das calotas polares (o melhor indicador da temperatura média do planeta).

    Quando a realidade nega a hipótese, é a hipótese que está errada. Não a realidade.

  20. Comunista

    Francisco disse: “O aquecimento global está a ser negado pelos dados existentes de gelo das calotas polares”;

    Luckyluck disse: “Goebbels” (…) “Eugenia”

    Como eu tinha dito antes:

    “Nada como a blogosfera para clarificar trabalhos de ciências da natureza. Qualquer idiota passa a crítico de ciência.”

  21. Comunista

    De um outro artigo no site da NASA:

    “In a landmark study published Thursday in the journal Science, 47 researchers from 26 laboratories report the combined rate of melting for the ice sheets covering Greenland and Antarctica has increased during the last 20 years. Together, these ice sheets are losing more than three times as much ice each year (equivalent to sea level rise of 0.04 inches or 0.95 millimeters) as they were in the 1990s (equivalent to 0.01 inches or 0.27 millimeters). About two-thirds of the loss is coming from Greenland, with the rest from Antarctica.”

    http://www.nasa.gov/mission_pages/Grace/news/grace20121129.html#.UsRM-vRDt8A

    Não faltará também aí quem venha garantir-nos que o gelo nos polos está a aumentar. Dados de fontes credíveis para isso? Não é preciso. É um feeling que têm e isso chega bem.

  22. rmg

    Comunista

    Registo que se tivesse lido tudo até ao fim talvez me tivesse tratado de outro modo .
    É o mal de disparar para onde se está virado , um dos seus “defeitos” (pus aspas) , até gosto de acompanhar a construção dos seus raciocínios apesar de habitualmente se basearem em premissas erradas .

    Quanto a V. não estar convencido das minhas credenciais acho normal , na net somos todos um número , não somos pessoas com um passado , eu não o convenço como técnico (nunca fui cientista) assim como V. não me convence como comunista (não vou repetir o que já lhe disse sobre a minha experiência nessa matéria , que é – e continua – grande …).

    E como já lhe disse há tempos (mas V. não se lembrará) tenho mulher , filhos quarentões , netos adolescentes e um número considerável de amigos e conhecidos com quem gosto de “perder” (no bom sentido) o meu tempo .
    Isto para lhe dizer que não conte comigo para vir para aqui defender teorias que não teriam outra utilidade senão dar-lhe a si argumentos para estar ocupado . Ocupe-se sózinho .

    Não é assim por acaso que ,ao contrário de si , não me apanha por aqui o dia inteiro a chatear o juízo aos outros , ora vá lá ver a hora a que lhe respondi ontem e aproveite para ler o que eu escrevi , já agora , pois não está lá que eu ache um lado melhor que o outro .

    Quanto à explanação de ideias sobre o assunto já a fiz aqui há uns bons meses atrás .
    Mas apareceram-me uns “colegas” comentadores que optaram por dizer que eu estava ao serviço de interesses obscuros (os deles eram interesses claros , lá isso é verdade) e que me foram insultando paulatinamente e eu decidi na altura continuar a tratar da minha vida e deixar a malta que vive da “masturbação intelectual” a brincar sózinha (et pour cause !) .

  23. Comunista

    rmg, eu não o chamei para nada. Você é que achou por bem responder a um comentário que fiz.

    Toda a vez que você entra numa discussão aqui comigo você termina sempre a dizer que tem coisas melhores para fazer do que estar aqui a perder tempo comigo.

    Não percebo porque é que você volta só para continuar a dizer o mesmo.

  24. tina

    Eles ainda tentaram salvar-se do ridículo, cantando para as câmaras de televisão, mas o que é certo é que apenas o vexame lhes espera em casa.

  25. Joao Bettencourt

    “mas o que é certo é que apenas o vexame lhes espera em casa.”

    Alguns familiares e amigos aliviados de certeza. Quanto ao vexame já não estou
    muito seguro.

  26. rmg

    Tiro ao Alvo
    Agradeço a sua mensagem e o seu sábio conselho , que segui .
    Como pode ver acima “despedi-me de vez” do comentador “Comunista” e dos seus prazeres solitários, ele lá terá que arranjar outras fontes de “inspiração” o que não me parece difícil pois qualquer coisa que se escreva aqui lhe é útil e excitante .

    Que há zonas do mundo em que os problemas ambientais são graves ninguém duvida , são zonas habitualmente extremamente populosas e economicamente carentes que se têm vindo a “industrializar” por vezes da pior forma mas onde era preciso dar de comer às pessoas .
    Mas aí muito poucos cientistas se atrevem a abrir a boca …

    O que tem vindo a acontecer é que os problemas não são atacados onde realmente existem mas são sistematicamente invocadas situações muito menos graves mas mediaticamente mais desejáveis e muitas vezes apenas espectaculares .
    Ainda há dias e a propósito de um fenómeno da natureza banalíssimo , logo se falou em tornado e alguns jornais se encheram de vídeos amadores e de artigos sobre o facto de haver cada vez mais situações daquelas quando não passava de um simples “dust devil”.
    Ora desde miúdo que eu me lembro dessas coisas , o que não havia antes era milhares de pessoas com telemóveis logo espetados no ar a filmá-los e a postá-los nos youtube ou a vendê-los aos jornais .

    Vamo-nos lendo aqui ou noutros sítios que ambos frequentamos
    Um bom ano novo também para si

    PS – Tenho insistido aqui na atenção que merece a actividade solar em tudo o que se está a passar mas admito que , estando o sol muito longe e não dê jeito lá ír , quem precise de ir vivendo tenha que se debruçar sobre o que está mais à mão .

  27. rmg

    Comunista

    Só mais uma .
    Aprenda a ler tudo o que os outros escrevem .
    Eu só lhe digo sempre que tenho coisas mais importantes para fazer porque V. debita sempre 2 ou 3 banalidades mas depois “exige” que na volta eu lhe dê respostas científicas – nunca falha e é precisamente neste ponto que eu lhe digo que vá dar uma volta .

    PS – E a si , alguém o chamou alguma vez ?
    E eu queixei-me alguma vez que V. aparecesse ?

  28. Comunista

    Um excerto de um artigo de pseudo-cientistas, parasitas e nazis, da Universidade da treta de Stanford:

    “During the initial discovery period of global climate change, the magnitude of the influence of the Sun on Earth’s climate was not well understood. Since the early 1990s, however, extensive research was put into determining what role, if any, the Sun has in global warming or climate change.

    A recent review paper, put together by both solar and climate scientists, details these studies: Solar Influences on Climate. Their bottom line: though the Sun may play some small role, “it is nevertheless much smaller than the estimated radiative forcing due to anthropogenic changes.” That is, human activities are the primary factor in global climate change.

    Solar irradiance changes have been measured reliably by satellites for only 30 years. These precise observations show changes of a few tenths of a percent that depend on the level of activity in the 11-year solar cycle. Changes over longer periods must be inferred from other sources. Estimates of earlier variations are important for calibrating the climate models. While a component of recent global climate change may have been caused by the increased solar activity of the last solar cycle, that component was very small compared to the effects of additional greenhouse gases. According to a NASA Goddard Institute for Space Studies (GISS) press release, “…the solar increases do not have the ability to cause large global temperature increases…greenhouse gases are indeed playing the dominant role…” The effects of global climate change are apparent (see section below) despite the fact that the Sun is once again less bright during the present solar minimum. Since the last solar minimum of 1996, the Sun’s brightness has decreased by 0.02% at visible wavelengths, and 6% at extreme UV wavelengths, representing a 12-year low in solar irradiance, according to this NASA news article (April 1, 2009). Also, be sure to read this more recent article: 2009: Second Warmest Year on Record; End of Warmest Decade.”

    http://solar-center.stanford.edu/sun-on-earth/glob-warm.html

  29. Comunista

    Acho giro o thumbs down que alguém me deu à citação que trouxe do Solar Center de Stanford. É gente para a qual a credibilidade académica atrapalha e que portanto a artigos da NASA e de Stanford prefere artigos de um gajo qualquer como o que é linkado neste post de Rui Carmo.

    Carry on, then.

  30. lucklucky

    Um comunista a citar sites símbolos do malvado grande capital , onde isto irá parar! :)))

    O comunista seria vigarizado pelo primeiro que lhe apresentasse uma credencial e é incapaz de utilizar o que aprendeu na escola publica para sequer perceber que não temos dados históricos suficientes, que não se mede temperatura com fiabilidade ainda hoje, não se tem história de cobertura de nuvens e ventos. Quanto mais ligar temperatura a co2.

    A Eugenia também tinha muitos cientistas atrás, mas meias verdades e muita incerteza e “unknowns unknows” não fazem ciência.

  31. Comunista

    Ora bem, de um lado a Nasa e Stanford de outro o Lucklucky.

    A quem devo atender preferencialmente se quiser recolher alguma informação científica?

    É óbvio. Devo atender ao Lucklucky.

    Porque ele me garante que eu estou a ser vigarizado por ambas as instituições.

    Que dados tem ele para nos garantir que ambas as instituições estão no negócio de vigarizar a comunidade através de amplas fraudes científicas?

    Nenhuns.

    Basta ao Lucklucky o poder da sua intuição intelectual que vai directo ao coração destas matérias com que os cientistas se ocupam, suportada ainda com o aceno da ameaça de eugenia e nazismo (que, é claro, não é um exemplo da lei de Godwin nem nada).

    Tudo isto me parece mais do que suficiente para desacreditar completamente ambas a Nasa e Stanford e, portanto, aderir à ciência de Lucklucky.

  32. Francisco Miguel Colaço

    Há climatologistas que tiram doutoramentos sobre a Antártida e duvide do aquecimento global:

  33. Rogerio Alves

    Não sou conhecedor do assunto (nem mesmo cientista especialista, mas mero engenheiro de outras áreas), a minha posição só pode ser a de esperar que o assunto seja devida, honesta e seriamente aprofundado por quem tiver competência para tal, e que – seja qual o lado – as partes interessadas (e interesseiras) não tentem abusar do seu poder de (des)informação. Neste tema, não tenho a certeza que isso tenha acontecido.

  34. A. R

    A verdade é que a temperatura média da Terra está a descer, os mares não estão a subir, as tempestades não crescem em quantidade e poder destruidor, o que devia secar não seca, o que devia aquecer não aquece, as calotes estão com uma extensão e quantidade de gelo maiores que o normal. Lá se foi mais uma estratégia marxista para destruir o capitalismo. São uns falhados os comunas. Falham em todo o lado.

  35. Rogerio Alves

    Quanto à ligação de aumento de temperatura ao aumento de CO2, não sabia existir dúvida: que eu saiba não há qualquer dúvida sobre o efeito-estufa. Onde pode haver dúvida é se esse aumento derivado da poluição é minimamente significativo ou, até, praticamente negligível a nível da temperatura planetária.

  36. A. R

    ” que eu saiba não há qualquer dúvida sobre o efeito-estufa”: é claro que há o efeito estufa. O Sol e a Terra sem atmosfera atingiriam um equilíbrio térmico com muitos graus abaixo da temperatura média da Terra com atmosfera. A vida existe devido ao efeito estufa.

  37. A. R

    Quanto a ti lucklucky és um ignorante. Devias ler o avante, a ciência do prof. Lysenko e da malograda Mme Ceausescu agraciada pela Academia de Ciências de Nova-Iorque pela impressionante dieta a que submeteu os romenos.

  38. João Bettencourt

    “Lá se foi mais uma estratégia marxista para destruir o capitalismo.”

    Isto sim é que é preocupante. Transformar uma questão científica num conspiração política. Não admira que os “cépticos” tenham de recorrer a estes artigos de jornal e aos op-ed do WSJ. Quem é que leva a sério gente que acha que há uma conspiração científico-marxista para acabar com as liberdades individuais sob a escusa do aquecimento global?

  39. k.

    “Ninety-seven percent of climate scientists agree that climate-warming trends over the past century are very likely due to human activities,1and most of the leading scientific organizations worldwide have issued public statements endorsing this position. The following is a partial list of these organizations, along with links to their published statements and a selection of related resources.”

    http://climate.nasa.gov/scientific-consensus

    É claro que estes cientistas são todos uns perigosos socialistas pagos pelo estado para debitar aquilo que o estado quer (por qualquer razão).

    Aqui os insurgentes, verdadeiros representantes do tea party portugues é que são uns cientistas conhecedores a sério

  40. Francisco Miguel Colaço

    «Quem é que leva a sério gente que acha que há uma conspiração científico-marxista para acabar com as liberdades individuais sob a escusa do aquecimento global?»

    Essa é realmente inacreditável. Agora, que há um esforço de criar um mercado inexistente de acções de carbono, apoiado por estados por causa das taxas e impostos associados, ah isso há. O Al Gore faz grande parte da sua fortuna vendendo «direitos de poluir com CO2» que há poucas décadas não existiam.

    Grande parte dos direitos do Estado Português de o português entrar na atividade económica implicam a priori o pagamento de uma taxa. Existem taxas para colocar um toldo à porta de uma loja, taxas para ter uma tabuleta, taxas para pedir um parecer para construir umas estufas, taxas para pedir uma licença (que pode ser negada) para fazer um simples galinheiro.

  41. k.

    “Essa é realmente inacreditável. Agora, que há um esforço de criar um mercado inexistente de acções de carbono, apoiado por estados por causa das taxas e impostos associados, ah isso há.”

    Há, e ainda bem. Não gosto que andem por ai a poluir o ar que EU respiro. Ofende a minha liberdade individual para respirar ar puro.

    “O Al Gore faz grande parte da sua fortuna vendendo «direitos de poluir com CO2» que há poucas décadas não existiam.”

    Fonte? Algo credivel, como palavras do próprio, income statements, ou algo assim que não seja tirado de um blog que tirou de um blog que tirou de um blog

  42. lucklucky

    “Isto sim é que é preocupante. Transformar uma questão científica num conspiração política. Não admira que os “cépticos” tenham de recorrer a estes artigos de jornal e aos op-ed do WSJ. Quem é que leva a sério gente que acha que há uma conspiração científico-marxista para acabar com as liberdades individuais sob a escusa do aquecimento global?”

    Você é muito mais favorável às conspirações do que eu. Só alguém que é vulnerável a teorias da conspiração pode pensar que nos dias de hoje com a tecnologia que temos podemos conhecer e controlar o clima da terra.

    A ligação Co2-Aquecimento Global foi a transformação de uma hipótese entre muitas numa certeza pelo complexo politico-jornalista e assim corromperam a ciência a um nível que demorará décadas a recuperar – nunca esteve de muita saúde diga-se e por prudência ainda bem, não precisamos de deuses.
    O jornalismo tornou uma hipótese científica numa certeza por constante repetição, uma construção social.
    É isso que foi o Aquecimento Global e a estratégica mudança de discurso da propaganda para Alterações Climáticas, afirmação que não é falsificável…

    Quanto à “conspiração” do Marxismo* para destruir a civilização ocidental=capitalismo já existe desde sempre.
    Não é obviamente conspiração alguma, é a sua ideologia, o seu propósito, não está escondido, logo não é conspiração.
    A estratégia da Extrema Esquerda foi sempre usar como arma tudo o que desse jeito para esse propósito. Não interessa de onde vem.

    k. em Janeiro 2, 2014 às 09:07 disse:

    Escusa de citar mentiras da Nasa.
    Aliás você e assim como a Nasa demonstram a corrupção cientifica mesmo supondo que a mentira seria verdade. Consenso não é Ciência.

    “suportada ainda com o aceno da ameaça de eugenia e nazismo (que, é claro, não é um exemplo da lei de Godwin nem nada).”

    Eu não dou muito valor à lei de Goodwin. Quando é para usar uma referência Hitler que seja legítima usa-se. Não foi até esse o caso. Foi só um bónus e não se faça desentendido
    a Eugenia foi usada na Progressista Suécia, na Progressista California. Não só pelos Nacional Soci@listas.
    O intuito foi relembrar mais uma hipótese científica adoptada pela Esquerda e com o seu poder mediático transformada em certeza num programa de controlo da sociedade.

    “Tudo isto me parece mais do que suficiente para desacreditar completamente ambas a Nasa e Stanford e, portanto, aderir à ciência de Lucklucky.”

    Sim a minha ciência é bem mais correcta do que esses cientistas da Nasa e de Stanford.
    E devido ao enorme dano criado pelo jornalismo diga-se que muitos deles têm de seguir a cartilha para poderem trabalhar.
    Não é difícil desmascarar esta ciência
    Como já lhe disse onde está a história das nuvens e a história dos ventos?
    Onde está uma história da temperatura fiável e que engloba toda a terra.
    Quantas estações existem ou existiram no mar ao longo da história, “só” 70% do globo?
    Quantas têm ou tiveram erros de instrumentos e a localização?
    Ou quando em Lisboa se pode ter diferenças de mais de um grau entre diversas partes da cidade, arroga-se da certeza que uma suposta subida de 0,x graus mundial deve-se ao Co2?

    Isto não é ciência é uma construção social politico-jornalista que transformou uma mera hipótese numa certeza.
    .

  43. k.

    “lucklucky em Janeiro 2, 2014 às 10:53 disse: ”

    opah
    obrigado! graças a si já dei uma saudável gargalhada!
    O seu texto é cómico, sou capaz de o enviar a uns amigos

    Já agora, qual a sua “certeza cientifica” sobre essa outra grande charada, a chegada do homem à lua? Quero rir-me mais.

  44. k.

    “Francisco Miguel Colaço em Janeiro 2, 2014 às 13:48 disse: ”

    Muchas gracias pelos links.

    Quanto a pseudo-filmes de propaganda, já basta o michael moore.

  45. lucklucky

    “Já agora, qual a sua “certeza cientifica” sobre essa outra grande charada, a chegada do homem à lua? Quero rir-me mais.”

    Ria-se, e envie, a história está cheia de pessoas com razão que foram gozadas pela maioria.
    Não me surpreende aliás, é só isso que consegue porque é incapaz de rebater os meus argumentos sobre nuvens, ventos, temperatura.
    Mas como psicológicamente não consegue aceitar um não resultado, a incerteza, no fundo que não somos assim tão poderosos…
    Não admira vai contra a industria politica da culpa humana, que para existir tem de fazer querer que somos poderosos.

  46. lucklucky

    Onde raio consegue precisão de 0.x ºC com dados históricos?

    E como não sabe, como nem sequer percebe que mesmo hoje um ponto de data no Pacífico pode ter um raio de 500 quilómetros. Nem como as estações mudaram ao longo dos anos, como não sabe quantas estações deixaram de estar representadas e quantas são novas não entende nada dos problemas que é medir diferenças de 0,x ºC quanto mais implicar um motivo a essas diferenças.
    Se o mar é 70% do Planeta, comece a adicionar terras inóspitas ou em convulsão no Séc.XX como a Sibéria, a China , os desertos e África e chega à conclusão que mais de 75% da terra nunca teve sequer 70 anos de observações fiáveis continuadas por um mero termómetro nos mesmos locais em número suficiente.
    A Ciência do Clima é nova e azar dela precisa de História que não existe com a definição pretendida.
    Quer saber as erras glaciais sim consegue, mas não consegue determinar a temperatura com 0,xºC, nem sequer consegue definir o período das eras glaciais sem colocá-las com margens de erro de milhares de anos.

  47. rmg

    O “k.” postou um link muitíssimo útil (não estou de modo nenhum a brincar , antes pelo contrário aconselho uma visita cuidadosa).

    Mas como ou nem sequer o leu ou nem sequer o sabe ler não se deu conta de que , face às considerações que tem vindo a fazer aqui , era dos últimos links que devia ter postado .

    Já estou com saudades dos links e dos copy/paste do “Comunista” …

    PS – Tem toda a razão “lucklucky” , põem as estações de medição na Rua Augusta (é caricatura, não comecem já a bater) e depois fazem extrapolações .
    De resto valores inferiores a 0.5ºC são consideradas dentro da margem de erro de qualquer medição , com maioria de razão quando em locais sujeitos a “flutuações” ao longo do dia .

  48. Joaquim Amado Lopes

    “A dúvida, que eu perceba, é se o aquecimento é causado pelo homem ou não. Não é sobre se está ou não a haver aquecimento global.”
    Não, Comunista, a dúvida é sobre a parcela do “aquecimento global” que se deve à actividade humana, sobre o grau de influência dessa parcela nas alterações climáticas e, como o lucklucky explicou muito bem, em que medida e onde se verifica o tão falado “aquecimento global”.

  49. Carlos

    “Há, e ainda bem. Não gosto que andem por ai a poluir o ar que EU respiro. Ofende a minha liberdade individual para respirar ar puro.” – k.

    Esta frase demonstra a total ignorância sobre o assunto. Nem merece contra-resposta.

  50. rmg

    João Bettencourt

    De notar que os comentários ao artigo incluídos no link que indicou também têm o seu interesse e/ou curiosidade .

    Quando se trata de artigos dedicados a estas matérias específicas é muito frequente encontrarmos nos comentários informação adicional muito útil .

  51. A. R

    “Isto sim é que é preocupante. Transformar uma questão científica num conspiração política.” Essa não .. essa foi como foi vista a descoberta do DNA na União Soviética.

  52. Comunista

    “A dúvida, que eu perceba, é se o aquecimento é causado pelo homem ou não. Não é sobre se está ou não a haver aquecimento global.
    Não, Comunista, a dúvida é sobre a parcela do “aquecimento global” que se deve à actividade humana, sobre o grau de influência dessa parcela nas alterações climáticas e, como o lucklucky explicou muito bem, em que medida e onde se verifica o tão falado “aquecimento global”.”

    Em primeiro lugar, aquecimento global não é apenas uma possível causa de alterações climáticas – ele já é um alteração climática.

    De resto para os efeitos do debate aqui você diz o mesmo que eu, mas de forma mais confusa. O Lucklucky nesta matéria não explica nada muito bem, ele está praticamente a alucinar.

  53. k.

    “Contradiga o que eu digo sobre ventos, nuvens e temperatura. Não é capaz.”

    http://www.metoffice.gov.uk/research/monitoring/climate/surface-temperature

    Dados sobre temperatura dos ultimos 150 anos.
    Para séries mais longas, utilizam concentração de carbono na atmosfera – ou vai dizer-me que CO2 não é causa efeito de estufa? Vá a venus, se não acredita.

    PS:
    O seu link é falso. A BBC reportou desde o inicio que tinha jornalistas no navio

    http://www.bbc.co.uk/news/world-asia-25553200

    At the scene
    Andrew Luck-Baker

    BBC reporter on the Akademik Shokalskiy

    ——————————————————————————-
    Morale among the scientists and research volunteers of the Australasian Antarctic Expedition 2013 is good. A new year is fast approaching and celebrations are being prepared.

    Meanwhile, expedition scientists have been deploying their instruments from the rear of the Shokalskiy – the science continues.

  54. Francisco Miguel Colaço

    lucklucky, rmg,

    O sensor electrónico de temperatura mais comum, o LMx35 (normalmente o LM335) tem, segundo a sua especificação, um erro máximo de ±0,5 K. A folha de especificações não o especifica, mas no tipo de sensores normalmente a distribuição do erro é em distribuição normal, e o erro máximo é especificado aos três desvios padrão (99,73% das medições cairão dentro da margem de erro).

    Em médias estatísticas, os erros são diminuídos na proporção da raiz quadrada do tamanho da amostra. Logo, se houverem à mesma hora, no mesmo dia, um milhão de medições de temperatura na Terra, o erro do conjunto das medições será 0,0005 K (mil vezes menos o erro individual).

  55. Francisco Miguel Colaço

    K.,

    Repare que no gráfico a que o K. referiu e ligou, as temperaturas não sobem desde os anos 90. No entanto nunca se poluiu tanto com CO2. Há realmente uma correlação entre CO2 e temperatura, embora o exemplo que tenha dado de Vénus não seja o melhor, já que mais que da presença de dióxido de carbono, o efeito de estufa nesse planeta é causado por outro factor.

    Veja que Marte (e eu conheço o planeta muito bem) tem uma atmosfera quase toda de dióxido de carbono, superior até a Vénus em percentagem, e no entanto falta-lhe efeito de estufa. O planeta é frio, e num dia equatorial tem sorte em ter 280 K (8 °C). Sabe porquê? Porque Marte tem pouco do que sobeja em Vénus, e, como disse, não é necessariamente dióxido de carbono.

    Quanto ao gráfico, das três uma: ou alguma coisa está a absorver o dióxido de carbono (oceanos e matéria vegetal, com o recuo de desertos, estão realmente a absorver dióxido de carbono); ou o dióxido de carbono conta negativamente para o efeito de estufa, o que sabemos e concordamos não ser assim; ou uma estrema maciça no centro do Sistema Solar, da qual conhecemos pouco, está em ciclos próprios, borrifando-se para o dióxido de carbono na atmosfera e para os homens que andam de cimeira em cimeira a pedir dinheiros dos contribuintes, e anda a ditar ela mesmo a temperatura da Terra.

  56. Pingback: O aquecimento continua | O Insurgente

  57. k.

    “Repare que no gráfico a que o K. referiu e ligou, as temperaturas não sobem desde os anos 90”

    ?
    Desculpe, mas parece-me que o gráfico (qualquer um deles) demonstra uma tendência crescente, mesmo nos anos 90.
    1998 foi um ano com um pico muito alto, pelo que os anos depois parecem mais baixos, mas a tendência é crescente.

    Se não acredita em mim, os dados são publicos e relativamente fáceis de tratar em excel

    http://www.metoffice.gov.uk/hadobs/hadcrut4/data/current/download.html#regional_series

  58. k.

    Relativamente às causas, já nem vou discutir.

    Mas creio ser razoável, que independentemente dessas (se são naturais, ou criadas pelo homem), se o clima do planeta está a mudar (e muito depressa – pode mudar em decadas pelos estudos que linko abaixo, bem dentro das nossas vidas), é no minimo incompetência se os decisores públicos não pelo menos avisarem as populações para se prepararem.

    http://www.aip.org/history/climate/rapid.htm

  59. Francisco Miguel Colaço

    K,

    Veja bem o gráfico. Depois do meio dos anos 90, descontando ciclos solares a temperatura não sobe. Está no gráfico que deu.

    O Sol e os oceanos são tramados e gostam de tramar os cientistas metereológicos. Primeiro porque o oceano tem aquela coisa de diluição do CO_2, que é absorvido na biomassa. Segundo porque os desertos andam a recuar e o biota a aumentar.

    Se não temos um arrefecimento global é porque o albedo da Terra aumenta com a coloração de pardo para verde (veja o livro Cosmos, de Carl Sagan, se não me acredita na relação da pigmentação do planeta com o seu albedo). Há realmente mudanças climatológicas (que sempre houveram e sempre haverão). O clima é uma coisa tramada e, não descartando alguma mão do homem nestas mudanças, pergunto-me se estas são necessariamente todas más. Tenho a certeza de que muito mais se deve ao Sol e a micro-algas verdes no oceano do que necessariamente aos flatos das vacas e às emissões das lareiras e das centrais de carvão.

    The SeaWiFS instrument aboard the Seastar satellite has been collecting ocean data since 1997. By monitoring the color of reflected light via satellite, scientists can determine how successfully plant life is photosynthesizing. A measurement of photosynthesis is essentially a measurement of successful growth, and growth means successful use of ambient carbon. This animation shows an average of 10 years worth of SeaWiFS data. Dark blue represents warmer areas where there tends to be a lack of nutrients, and greens and reds represent cooler nutrient-rich areas which support life. The nutrient-rich areas include coastal regions where cold water rises from the sea floor bringing nutrients along and areas at the mouths of rivers where the rivers have brought nutrients into the ocean from the land.

    Este satélite mostrou em 2008 que a biomassa está a aumentar a um bom ritmo. Em duas décadas havia subido mais de 6% fonte indirecta aqui, com bastantes ligações para fontes directas..

    A maior parte dos desertos está neste momento a recuar. O dióxido de carbono não é assim tão mau. As plantas adoram-no e usam-no para crescer. Os animais herbívoros adoram as plantas, e os carnívoros os animais herbívoros. Na verdade, quase todo esse carbono que libertamos hoje era parte da biomassa no Câmbrico. As plantas dizem «mnhamm!» quando o provam de novo e chamam-lhe «fito-pudim d’Abade de Priscos»!

  60. Renato Souza

    Acho deplorável que haja quem compare o ceticismo em relação ao AGA com o ceticismo em relação à ida do homem à lua.

    Os céticos em relação às missões Apolo são gente sem qualificação, e particularmente, não há astrônomos ou engenheiros espaciais entre eles. Entre os que se declaram publicamente céticos em relação à importância da ação humana em relação ao clima global há muitos cientistas de renome, entre eles climatologistas, meteorologistas, especialistas em furações, físicos. São minoria? Que seja, mas entre essa minoria, muita gente qualificada.

  61. Renato Souza

    Alguns dizem que bem mais de 90% dos cientistas creem que o efeito da ação humana é relevante em relação ao clima global.

    Há que se verificar esses números:

    1. Na década de 90, muitas estatísticas grosseiramente erradas sobre a concordância a respeito disso foram publicadas. Inclusive, famosos cientistas discordantes dessa tese, participantes então do IPCC, foram contados entre os concordantes, e publicaram textos em que manifestavam sua revolta com essa contagem marota.

    2. Uma grande maioria dos cientistas não são da área, nem se dedicaram a ler cuidadosamente os argumentos contra ou a favor. Tais cientistas tenderão a seguir o senso comum induzido pelos meios de comunicação e pelos poíticos.

    3. É fato comum, em muitos países, que os ministros da educação conclamem os reitores das universidades a que os trabalhos produzidos citem “assuntos contemporâneos relevantes” em geral, e o AGA em particular. Pois bem, porque motivo os reitores, carentes de verba, se negariam a acatar tal recomendação? A não ser no caso particular de algum reitor que seja especificamente um especialista dessa área e que tenha uma sólida opinião contrária. Considerando que a imensa maioria dos reitores não é climatologista, é extremamente improvável que algum reitor se oponha a essa recomendação. Os reitores citarão essa recomendação nas reuniões com chefes de departamento, e novamente, esses terão todas as razões políticas para seguirem tal recomendação, a não ser no caso de alguém que tenha uma posição científica muito sólida contra. Os chefes de departamento citarão tal recomendação aos professores, que também considerarão isso uma boa política. Algum pós-graduando ou pesquisador, escrevendo algum trabalho sobre formigas, história da Mongólia ou química orgânica ouve de seu orientador ou do chefe do departamento a seguinte recomendação: “porque você não acrescenta no seu trabalho algumas linhas sobre a relação entre esse assunto e o AGA?”. Ele sabe que é boa política seguir tal recomendação. A não ser que ele tenha se dedicado a estudar o assunto, e conheça sólidos argumentos contrários, ele não se negará a escrever duas linhas citando o AGA, mesmo não tendo pessoalmente nenhuma posição científica sólida sobre o assunto. Pronto, mais uma pesquisa científica “comprovando a veracidade do AGA”, e mais um cientistas na lista dos defensores do AGA, embora ele não saiba nada a respeito, nem se interesse pelo tema. Qual o valor científico dessas estatísticas? NULO.

  62. Renato Souza

    Alguns dirão que o episódio de um navio, com cientistas que estudam o AGA, ficando preso no gelo, tem valor puramente anedótico. Mas é claro que sabemos disso. Ocorre que os “argumentos” mostrados nas mídias em favor do AGA são, na imensa maioria das vezes, puramente anedóticos. Fotos de geleiras escolhidas, em datas escolhidas, fotos de ursos sobre o gelo, imagens do desmoronamento do gelo no mar, desinformação sobre o gelo derretido na Groenlândia, dando marotamente a entender que o derretimento da neve superficial é o derretimento da camada inteira de gelo. São milhares de “notícias” fraudulentas todos os anos. Uma montanha de propaganda desonesta e muitas vezes mentiras deslavadas. Porque deixar de expor os garotos propagandas do AGA ao seu próprio veneno? E note que, ao contrário de grande parte do que a imprensa publica em favor da AGA, a notícia nem é mentirosa nem distorcida.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.