Previsões macroeconómicas 2013-14 (2)

No seguimento do post anterior é interessante verificar a consistência não só da tendência mas também dos valores das novas previsões relatadas pelo DE.

A Bloomberg revelou hoje o inquérito trimestral a cerca de 20 casas de investimento. Esta pool de economistas reviu em alta as previsões para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de Portugal. De acordo com a mesma fonte, que antes previa uma contracção de 2,1% este ano, a recessão em Portugal não deverá ser superior a 1,7%, em 2013.

Em relação a 2014, a poll, que apontava para uma expansão da economia na ordem dos 0,2%, reviu agora esse valor em alta para 0,5%. Já em relação a 2015, ano de eleições legislativas, os economistas ouvidos pela Bloomberg apontam para um crescimento de 1,1%, sendo que anteriormente estimavam 0,9%

8 pensamentos sobre “Previsões macroeconómicas 2013-14 (2)

  1. Luís Lavoura

    O que é interessante verificar é como, consistentemente, as previsões falham. Por exemplo, uma previsão para este ano de -2,1% é agora transformada em -1,7%.
    Outra coisa interessante de verificar é que atualmente as previsões são noticiadas como se de dados se tratara. Fala-se das previsões quase como se fossem realidades observadas.
    Eu diria que as previsões dos economistas para 2014 irão falhar grosseiramente (embora não saiba em que direção). E que previsões para 2015 são tão credíveis como o boletim meteorológico a dez dias.

  2. Miguel Noronha

    Contamos então com as suas previsões que certamente serão qualitativa e significativamente melhores. De resto folgo em saber que não é só o Ministério das Finanças que falha as previsões e que os erros podem ser em qualquer direcção.

  3. Miguel Noronha

    Como penso que deve saber as previsões são, como o próprio nome indica, previsões e que à à medida que nos vamos aproximando do evento a sua fiabiliade aumenta. E que tendo em conta que o MF tem incentivos em apresentar um cenários mais “cor-de-rosa” que outras instituições interessante verificar que em certos casos o primeiro é “ultrapassado” pelos segundos o que mesmo relevando os números concretos sinaliza uma consistente inversão da tendência dos últimos anos.

  4. David Calão

    Se alguém acertasse uma previsão na mouche é que era de admirar. Sobretudo em períodos turbulentos como o actual, fazer previsões com segurança é muito complicado, No entanto, parece-me que não ter previsões seria bastante pior, Pelos menos estas dão uma ideia do que devemos esperar hoje, com a informação de hoje, para o próximo ano, com mais ou menos imprecisão. E nunca percebo esta implicação com a meteorologia, que eu saiba as previsões não são assim tão descabidas ou aleatórias…

  5. Luís Lavoura

    nunca percebo esta implicação com a meteorologia, que eu saiba as previsões não são assim tão descabidas ou aleatórias

    Leio diariamente as previsões a dez dias do IPMA. As previsões a 3 dias são relativamente fiáveis. As previsões a 10 dias – que são as que referi no meu comentário – mudam diariamente e são muito pouco fiáveis.

  6. Pingback: Não há emenda | O Insurgente

  7. Tiro ao Alvo

    O Lavoura está sempre do lado contrário. Não façam caso.
    Eu também acho que o IPAM (o antigo Instituto Meteorológico) faz previsões aceitáveis, mesmo a 10 dias. E tem vindo a melhorar.
    Mas, quanto a acertar, o meu vizinho leva vantagem: ele primeiro atira a seta e só depois é que desenha o alvo. Portanto, acerta sempre. Talvez desse um bom governante, soubesse ele inglês ou francês…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.