Pobre oposição

“No mesmo dia em que é apresentada a proposta para o Orçamento do Estado de 2014, creio que os portugueses continuam sem perceber as respostas a duas questões de fundo. Primeiro, qual é a reforma do Estado que o Governo efectivamente pretende adoptar? E segundo, qual é a alternativa que o Partido Socialista (PS) concretamente propõe seguir? Neste espaço de opinião tenho criticado com frequência a falta de apresentação do célebre guião de reforma que o vice primeiro-ministro Paulo Portas várias vezes garantiu existir. Infelizmente, o adiamento sucessivo da apresentação de um documento credível – e não um mero arrazoado de ideias gerais – faz pressupor o contrário. Mas não é disso que tratarei neste artigo. Desta feita, o tema será mesmo a inexistência de uma alternativa credível por parte do PS.”, no meu artigo de hoje no Diário Económico.

2 pensamentos sobre “Pobre oposição

  1. JP

    A alternativa do PS chama-se “1995”.
    Nós estamos a viver o fruto sagrado dessa alternativa: o descalabro.

  2. José Silva vaz

    Alguém acredita que P.Portas seja capaz de elaborar algum guião que não seja o da sua incomensurável vaidade e simulada preocupação social? Felizmente que este personagem e outros do mesmo jaez terão como destino a estrumeira da história.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.