O Pai Natal De Visita A Portugal

Parece que o Pai Natal (também conhecido às vezes como o bicho-papão) se encontra de visita a Portugal esta semana. Os meninos portugueses já por lá andam dizendo que se portaram muito bem este ano e a entregarem-lhe a lista de presentes que querem receber neste Natal. Temos o António Saraiva da CIP a pedir juros mais baixosPaulo Portas a pedir um défice de 4,5% e o Tó Zé Seguro que se sobrepõe com um pedido de um défice não inferior a 5%.

Que falta de ambição! Eu proponho que se peça um défice de 100%, uma taxa de juro dos empréstimos de 0,000001% e um prazo de pagamento nunca inferior a 100.000 anos. Ah, e já agora, um cheque de 100.000 biliões de euros… por ano – afinal de contas, o Banco Central Europeu não pode emitir o dinheiro que quiser?

7 pensamentos sobre “O Pai Natal De Visita A Portugal

  1. Os resultados das autárquicas vão mostrar, pela eleição ou reeleição de autarcar que levaram câmaras à falência, que nós como povo ainda não valorizamos a boa gestão como elemento essencial para garantir a liberdade e a independência. Continuamos com a mentalidade “há dívidas ? que se lixe, as autoestradas já cá cantam”.

    O que me surpreende em tudo isto é a tolerância que os credores demonstram e pergunto: tendo nós a cultura que temos, como é que estaríamos se fosse um país terceiro a ser financiado por nós ?

  2. Brytto

    Se quer ser realmente coerente deve pedir pelo menos 5,5% que é para se parar a austeridade de vez!… É que 5% iria obrigar o país a fazer alguma austeridade o que segundo este estadista é totalmente a evitar, é preciso deixar a economia respirar e esperarmos que a economia comece a crescer a taxas de dois dígitos. Até lá o que fazer? Fazem o favor de nos irem emprestando (dando) o dinheirinho senão nós não pagamos um cêntimo do que devemos.. Até já estou a ver os banqueiros alemães a tremerem 🙂
    Isto sim era defender os interesses nacionais!

  3. k.

    E qual é o problema de pedirem melhores condições? Não foram eleitos para defender os nossos interessses? A tia angela só quer saber dos interesses alemães – é altura de começarmos a defender os nossos, em vez deste provinciano “temos de agradar os amigos estrangeiros”

  4. k., claramente que você não percebeu que é do nosso interesse também termos um orçamento equilibrado. Qualquer défice que seja contraído este ano terá de ser pago no futuro, acrescido de juros.

  5. Miguel Noronha

    “Qualquer défice que seja contraído este ano terá de ser pago no futuro, acrescido de juros.”
    Exactamente o que a actual crise no veio recordar. A equivalência ricardiana afinal ainda se aplica.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.