Putin excepcional

putin

A carta-editorial de Vladimir Putin no NYT está repleta de bom senso e para desconsolo dos fiéis coloca o Presidente norte-americano no seu devido lugar. Como bem constatou o André Abrantes Amaral, o Obama pouco mais é, enquanto figura política, do que a cor da sua pele. Não consigo porém concordar com a esperança – a meu ver – infundada  que o Rui A. e o Samuel Paiva Pires depositam no renovado Putin.

Até me provarem o contrário, desculpem algum pessimismo militante, o que o NYT descobriu, na melhor das hipóteses, poder-se-à considerar um furo jornalístico. Na realidade pior, serviu como um excelente meio de propaganda à escala global.

Salvo alguma falha de memória, os russos invadiram e anexaram parte da Geórgia, condicionam a todos os níveis aqueles países que consideram como os seus quintais (Ucrânia e Bielorrússia, incluídos), terraplenaram a Chechénia e de alguma forma lamentam não terem feito o mesmo pela resto do Cáucaso que lhes resta e por último, mas não menos importante, continuam a ser os fornecedores de morte e destruição através da histórica ligação à família Assad. Sem o Assad no poder, a Rússia perderia a única base militar que possui no Médio Oriente.

Em termos internos, temo que esta nova faceta de Putin o possa colocar em perigo, dado o normal tratamento russo a jornalistas incómodos e a activistas variados. Essa é aliás, uma tradição criada na URSS e que se estendende até estes dias que tão rápido correm.

Em jeito de conclusão: o Presidente Putin descobriu, numa notável peça retórica, que a utilidade das leis e do bom-senso internacionais podem servir os seus interesses. Nada contra este processo natural mas já me custa endeusar a criatura. É que já me chegam um Nobel da Paz como Arafat ou um outro como Obama.

Adenda: Alguém sabe quanto custa uma página de publicidade no NYT? O tempo não está para loucuras.

Anúncios

18 pensamentos sobre “Putin excepcional

  1. jsp

    Realpolitk de um lado e um sub-produto do “entertainment” americano do outro.
    Dito isto, uma pergunta mais importante do que parece : Qual foi a posição oficial de Berlim neste assunto?

  2. rui a.

    Não tenho quaisquer esperanças no Putin, caro Rui,. Apenas constato que meteu os EUA de Obama num bolso, o que me parece particularmente perigoso para os interesses ocidentais. Não me lembro de um czar com tanta influência geopolítica no ocidente desde Alexandre I. aBÇ.,

  3. Jónatas

    Totalmente de acordo, Rui Carmo. É óbvio para qualquer leigo que esta carta de Putin está cheia de incongruências. Desde já, por cada “foreign weapons supplied to the opposition”, há uma AK47 nas mãos do exército de Assad. Como também se percebe que quem impediu que as Nações Unidas fizessem cumprir a Lei Internacional foram os três vetos de Putin no Conselho de Segurança às resoluções apresentadas pelos Estados Unidos (e Portugal).

    Sabendo isto, só dá para soltar um leve sorriso quando se lê isto:

    “The world reacts by asking: if you cannot count on international law, then you must find other ways to ensure your security. Thus a growing number of countries seek to acquire weapons of mass destruction. This is logical: if you have the bomb, no one will touch you. We are left with talk of the need to strengthen nonproliferation, when in reality this is being eroded.”

    Ou isto:

    “We need to use the United Nations Security Council and believe that preserving law and order in today’s complex and turbulent world is one of the few ways to keep international relations from sliding into chaos.”

    Alguém explique a Putin que a culpa deste estado de coisas, quer a incapacidade de afirmar a Lei Internacional quer o uso do Conselho de Segurança para evitar situações humanitárias trágicas são também da sua responsabilidade. É um texto bonito, bem escrito mas espremido tem tanto sumo como uma laranja apanhada no Inverno em Vladivostok.

  4. Jónatas

    Totalmente de acordo excepto na parte em que fala do Obama, claro. Aí, não podemos discordar mais um do outro.

  5. A. R

    Os EUA tiveram azar: queriam um presidente preto e, entre pretos inteligentes, dignos e com carreira, calhou que nem é preto, nem é americano, não tinha qualquer carreira política, nem é inteligente e pertence à irmandade muçulmana. Naturalmente qualquer torturador de Lubyanka pode brilhar.

  6. Rui Cepêda

    Neste tempo em que a palhaçada mediática se tornou decisiva, a mulher de César não precisa ser séria basta parecê-lo,

  7. Alto nível de desinformação sobre o que aconteceu na Georgia. É o Putin e os Chineses que estão segurando a onda de estado policial a moda Ocidental pelo mundo. E em caso de guerra são eles que irão ganhar. Mas ignorando isso. Querendo ou não estão nos ajudando a ver que os nossos lideres são péssimas pessoas e que há apenas uma ilusão de escolha por aqui. Você entende ? Aliás que está sendo o agressivo agora é o ocidente + Japão.

  8. Pingback: Putin excepcional II | O Insurgente

  9. Lucklucky

    “Realpolitk de um lado e um sub-produto do “entertainment” americano do outro.”

    Ora bem. Diria mais do jornalismo.

    O texto de Putin não vale nada, é fácil de desmontar – Jonátas já deu ali uma- , mas em terra da esquerda idiota, quem tem um olho é rei.

    O mais significativo neste caso é ter aparecido no NYT,
    Nota-se uma mudança de certa esquerda (Tom Friedman no rópio NYT é um dos casos notáveis) a favor das ditaduras paternalistas como a China, porque aí se consegue “fazer coisas”.
    Num certo sentido uma fascização.

    Está aqui um exemplo: http://www.nytimes.com/2009/09/09/opinion/09friedman.html?_r=0

  10. Pingback: Putin sobre Siria en el New York Times | Sana Crítica

  11. Pingback: Anedótico | O Insurgente

  12. Pingback: Putin excepcional III | O Insurgente

  13. Pingback: É tempo de reler Putin | O Insurgente

  14. Pingback: Revelação e choque | O Insurgente

  15. Pingback: Maduro excepcional | O Insurgente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.