Obama: o homem que é só a cor da pele

 

Tal como Woodrow Wilson, Barack Obama afirma-se guiado pelas melhores intenções. Mas, como sucedeu com Wilson em Paris, Obama vai-se perdendo em Washington, nos meandros daquilo que disse nunca querer conceber. Já não é só a questão de perceber se Obama interviria na Síria se ainda estivesse no primeiro mandato; tão-pouco as consequências da sua interpretação extensiva dos poderes presidenciais. Obama enrolou-se não por ser demasiado bom, mas vazio demais para o cargo que ocupa e o papel que quis assumir. Nele, sobressaem ideias vagas e personagens passadas. Quis ser Roosevelt, e apresentou um novo ‘new deal’; ser como Kennedy, e surge com estilo; um pouco até como Reagan e, com piadas, um sorriso e orelhas cómicas, achou que mudava o mundo. Não sendo nada, fica como Wilson: perdido. O presidente de há 100 anos que John Maynard Keynes, uma inspiração para Obama, qualificou de D. Quixote cego e surdo. Resta-lhe a pele pois, no mundo politicamente correcto que Obama domina melhor que ninguém, a cor acaba por ser o critério que conta.

 

Anúncios

27 thoughts on “Obama: o homem que é só a cor da pele

  1. Jónatas

    Um texto inteiro sobre um ataque a um País que usou armas químicas sobre a sua população e nem uma referência a este pormenor. Mas percebo o incómodo – tem de se atacar Obama seja qual for a razão, mesmo que ele tenha razão.

  2. Jónatas

    Quanto ao título, acho que fala por si e tem a resposta que merece: o silêncio. E a vergonha alheia em relação a quem o escreveu.

  3. dervich

    Então mas…como afinal parece que já não vai haver ataque, Obama já é o contrário de tudo isto?!…Epá, alguém que explique melhor porque isto está tudo muito confuso: Se ataca a Síria não muda o mundo como prometeu que faria, se não ataca é frouxo e “vazio para o cargo”?!…Ou é ao contrário?!

  4. Francisco Colaço

    Dervich,

    As armas químicas sírias não têm Sarin. As armas químicas russas têm derivados de VX. O Tabun e o Sarin (GA e GB respetivamente) são gases completamente obsoletos, fabricados em laboratórios caseiros. Não sei se apenas isso nos daria que pensar quem é que tinbha, em boa verdade, mandado esse gás.

    Desta vez terei que alinhar pelo Vladimir Putin. Quanto ao PS, a cabeça e o rabo dos dirigentes estão trocados. O que pensam é pura matéria fecal e a inteligência que tivessem é regularmente defecada.

  5. Francisco Colaço

    Jónatas,

    Para si e para os seus, mais vale ajudar quem ataca cristãos, come fígados e queima civis com gás sarin. É isso que nos está a dizer?

    (Diz-me com quem andas, dir-te-ei quem és. Diz o povo e tem razão.)

  6. Jónatas

    Francisco, sou a favor de um ataque contra Assad, se se provar que foi ele que usou sarin, mesmo que signifique ajudar a posição Al Qaeda. Um polícia também tem de prender quem bate num pedófilo. E nenhum de nós pode, com legitimidade, dizer se há ou não há sarin na Síria.

    Mas acho que está toda a gente a fugir à questão essencial aqui. O problema que está aqui em questão é muito mais grave do que discutir o mérito ou não de um ataque. O que está aqui em questão é que o Mundo e os próprios Americanos perderam a confiança no Governo dos Estados Unidos e nos seus argumentos. Não acreditam nas suas provas, na sua informação, nos seus serviços secretos. Porquê? Porque houve Bush e a sua ridícula doutrina, houve Cheney, houve Rumsfeld, houve Wolfowitz. Obama está ainda refém destas posições do Governo Republicano, eles sim, os verdadeiros culpados nesta atitude do Mundo perante a América. Ignorar isto é ver o mundo com os filtros que nos interessam. Ou seja, ver o mundo de forma falsa.

    Obama não pode fazer o que acha que é correcto porque houve gente que já fez isto da pior forma possível : mentindo. Não vejo nada mais grave para o Mundo do que esta incapacidade para os EUA não poderem actuar quando necessário. Como é o caso.

  7. Manuel Costa Guimarães

    Já tinha saudades da culpa ser do Bush! A parte dos judeus já deve estar a caminho…
    Quanto à Síria e o resto do Médio Oriente Islâmico, a solução é simples: não interferir! Deixem-nos rebentarem-se uns aos outros. Não temos direito ou dever de meter o nariz/exército no assunto.

  8. Jónatas

    “O homem que é só a cor da pele”. “Deixem-nos rebentarem-se uns aos outros”. Vocês hoje estão divertidos.

    E, Manuel, decida-se. Se acha que não existe direito de se meter o nariz no assunto, relembro-lhe que o Bush sempre achou que tinha. Ou se é a favor do Bush ou contra neste assunto, não dá é para ser as duas ao mesmo tempo.

  9. hajapachorra

    A cor da pele é um pormenor, bem menor, para entreter menores. Obama é bom, sempre muito bom, não por ser preto, quer dizer, mulato, mas por ser a favor do aborto, da experimentação em embriões humanos, do ‘casamento’ entre pares do mesmo ‘género’, e por ser declarado inimigo da Igreja católica. Estas são as razões porque ele é bom e ai de quem disser o contrário.

  10. jsp

    Woody Strode, Sydney Poitier, Forest Whitaker, Denzel Washington, Morgan Freeman, James Earl Jones, etc.etc.
    Pergunta polìticamente incorrecta : estes actores ( e , sobretudo, as personagens por eles interpretadas e disseminadas “urbi et orbi” por Hollywood ) terão tido influência significativa sobre o americano – médio ( seja lá o que isso fôr) , de forma a colocarem ” um deles” na Casa Branca?

  11. Francisco Colaço

    Jónatas,

    «Francisco, sou a favor de um ataque contra Assad, se se provar que foi ele que usou sarin,»

    Como disse atrás, Assad tem armas russas. Com VX. Não Sarin (ou GB). Logo, o Assad não fez assado do seu povo, pois não pode produzir nem usar Sarin. A Al-Qaeda usou Sarin, que produziu ela mesma, e com ela fez o cozido. O Assad NÃO TEM SARIN, TEM VX que está nas armas russas.

    (Olha esta!, escrevi um quiasmo! Estou mesmo a ficar semita!)

  12. Francisco Colaço

    jsp,

    Obama ganhou claramente por fraude no Ohio e em outros estados chave. Uma mulher tinha-se gabado ter votado seis vezes no Obama. Há vários relatos de autocarros à Salazar que corriam de Chicago rumo ao Ohio votar. Basta ver.

    Quem acabou por ganhar na eleição americana foi o preconceito. Nunca um mórmone, por muito que este tivesse a mostrar em matéria económica num tempo em que os Estados Unidos estão em clara corda-bamba, seria votado pelos evangélicos brancos. Estes ficaram em casa e não votaram. Discuti isso privadamente com o Anti-Comuna no ocaso da eleição e no conhecimento dos resultados. Ele foi muito veemente neste ponto.

    De qualquer forma, os Estados Unidos selaram com Obama o seu próprio destino: a bancarrota e a maior recessão que o Mundo já viu. Prepare-se e agradeça estar no Euro.

    Quanto à crise síria, ou temos de ficar fora ou de apoiar o Assad. Por mim, pedíamos ao Putin que dispensasse capacetes azuis para debelar aquilo, fechávamos os olhos aos métodos e em quinze dias já ninguém naqueles lados levantava o que quer que fosse, e os civis estariam a salvo. Desde que deste lado não se tentasse ajudar a Al-Qaeda, claro!

  13. Francisco Colaço

    Jónatas,

    «Obama não pode fazer o que acha que é correcto porque houve gente que já fez isto da pior forma possível : mentindo.»

    Mas afinal, é para si correcto ou não invadir a Síria?

    Se o Obama quer fazer o que é correcto, começa a malhar nos que comem fígados, atacam cristãos pela sua fé e usam Sarin: os rebeldes. Ou fica calado e deixa o Putin resolver a situação com colhões de aço. Coisa que falta ao titubeante Obama, a escarrada imagem do Sócrates nas terras do Tio Sam (as semelhanças entre um e outro imbecis são aterradoras!)

    Pode ser que o espaqntalho do tio Sam esteja a cantar «If I only had a brain!» De qualquer forma, veja em remoques.blogspot.pt o que o Clinton disse do Obama num congresso. Aviso-lhe já: o Clinton comparou o Obama ao Bush e o Bush saiu beneficiado.

  14. Jónatas

    Francisco, notícias recentes dizem que o Reino Unido permitiu que empresas vendessem o componente químico principal para se fazer sarin à Síria nos últimos seis anos.

    A experiência diz-me que das duas uma. Ou é você que tem razão e Assad não tem, de facto, sarin. E que isto não passa de (mais) uma campanha de desinformação do Governo inglês para justificar o ataque.

    Mas também pode acontecer Assad ter usado sarin, aproveitando quem, como o Francisco, acredita que não estando o sarin no arsenal químico russo, que o sarin seria imediatamente imputado aos rebeldes e não a ele.

    Nesta altura, o comum dos mortais que tem certezas, está, de certeza, errado.

  15. Francisco Colaço

    O Reino Unido vendeu lixívia e ácido nítrico à Síria. Caramba, o Jónatas descobriu a pólvora! Em que mais usa lixívia e ácido nítrico senão como sub-componentes do Sarin? 😀

  16. Francisco Colaço

    Oiça o que lhe digo: o Assad não é grande espingarda, mas não é tolo. Para além de ter uma mulher boa como o milho, tenho a certeza de que saberia que iniciar um ataque dessa jaez era impossível de não se ser descoberto. Especialmente agora, que tem todo o Ocidente atrás das suas canelas.

    O mal do PS é que tudo o que está acima do nível do nariz nunca funcionou es está fora da garantia do fabricante. Nada vêem e a única coisa que há dentro das respectivas caixas corneanas (grafia intencional!) é um cadáver pulvurulento sem possibilidades de ressuscitação. No caso concreto da Maria de Belém, existe um caixão de laca, impermeável à água que metem os seus correligionários cada vez que abrem a boca e, por isso, de sobremaneira útil.

  17. Jónatas

    Portanto, ou temos o Presidente mais limpo do Mundo ou o Presidente que usa esses componentes para fazer sarin. Foi você que escolheu a primeira opção, Francisco. Eu, com todas as evidências que há e pelo facto de o Assad andar mesmo em guerra, não acho que tenha assim tantas preocupações estéticas. Mas percebo o que quer dizer.

    Já não percebo o salto que faz para o PS. Mas todos temos direito a um dia mau.

  18. jorge

    O ódio ao obama está a atingir níveis de desespero assim a modos que irracionais.
    Nesta coisa das opiniões ajuda muito não ter duas palas à frente dos olhos.
    O autor do texto foi bastante infeliz.. o Francisco Colaço coitado, como diria o outro, endoidou!!

  19. Lucklucky

    “Não acreditam nas suas provas, na sua informação, nos seus serviços secretos. Porquê? Porque houve Bush e a sua ridícula doutrina, houve Cheney, houve Rumsfeld, houve Wolfowitz.”

    Não havia armas químicas no Iraque? Havia. então?
    E a suposta “ridícula doutrina” que você agora apoia?! Agora já se pode ser “polícia do mundo”pelos vistos quando é Obama e a esquerda no poder. Quando era o Bush ser o “polícia do mundo” era “ridículo”

    Isto quando Saddam ameaçou os EUA e era imprevisível o seu comportamento enquanto os Sírios não .

    É claro que Assad tem armas químicas, usou-as não sabemos. Com as mudanças de controlo de bases e de diverso arsenal é possível que algumas caixas de granadas tenham ido parar a outras mãos.
    Quanto a ser estúpido Assad as usar, é verdade, mas há muita gente estúpida em todo o lado. Basta mais uma vez lembrarmo-nos de Saddam.

    Quanto ao sarin qualquer um pode produzir sarin(lembram-se da seita japonesa?), e o regime Sírio deve ter sarin, tal como o gás mostarda, é comum, fácil de produzir,e tal como com o Iraque é sempre melhor desenvolver e produzir no próprio pais.
    Tenho muitas dúvidas que os Soviéticos tenham vendido VX aos Sírios, não é nada a sua prática com países Árabes e mesmo com os do Pacto de Varsovia. Os Soviéticos sempre quiseram ter um controlo apertado qualquer tipo de armas que façam um salto qualitativo num eventual conflito. Por isso apesar de terem sido os maiores exportadores de armas para o Iraque, as armas químicas iraquianas eram de produção indígena não soviética.
    Suspeito que tenham tido a mesma política com os Sírios.

    E Jonátas a ONU? a ONU!! não o vi escrever nada sobre a ONU… agora de repente a ONU já não interessa?

    A esquerda continua a ser camaleónica…tudo e o seu contrário é possível.

  20. Francisco Colaço

    Jónatas,

    O PS, que claramente quer a guerra, é um partido de imbecis desenvergonhados e o exclusivo (repare que digo exclusivo) culpado pela situação de emergência que temos. Basta ver a série dívida externa líquida desde a sua incepção, nos anos 90, para perceber que:

    1) Em 1995, estávamos melhor que no fim do Estado Novo;
    2) Veio o Guterres. Descalabro I
    3) Durante o tempo do Durão Barroso, estabilizou e até desceu um pouco a dívida externa líquida.
    4) O descalabro começou no tempo do Santana Lopes.
    5) Veio então o Sócrates e foi para a estratosfera.
    6) O Pedro Passos Coelho não está a fazer o que deveria fazer para resolver a situação. A culpa não é do Tribunal Constitucional. Essa é a desculpa, o que é inteiramente diferente.

    Fonte: Banco de Portugal. Procure. O gráfico também está no Remoques.

  21. Francisco Colaço

    Lucklucky,

    Não lhe vou dizer como soube antes de tempo, mas já está na Internet, pelo que suponho que não há mal nenhum em adicionar isto.

    A suposta prova que os idiotas dos afoitos têm é um telefonema, apanhado pela 2800 da Mossad, na qual o ministro dos negócios estrangeiros sírios, o Muallem, grita por todos os lados para saber quem tinha lançado o gás. Repare que neste momento ainda não se sabia a qualidade do gás. O comandante da base garante que o stock está intacto, mas vai verificar outra vez.

    Por mim, esse telefonema seria prova suficiente de que se alguém lançou o gás, não foi o regime de certeza. Quando muito poderia ter sido um descalavrado apoiante do Assad a fazê-lo individualmente. A qualidade do gás diz que não, que foram os rebeldes. Pouco a perder tinham eles, e, pelo modo como atacam os cristãos, não têm grande apreço pela vida humana.

    Os soviéticos venderam VX. Antes do VX tinham Talun (GA). Nunca tiveram GB (ou Sarin) nos seus arsenais. Aliás, nem valia a pena, pois o custo de produção do VX e do Sarin é mais ou menos o mesmo, e o segundo eficaz a 10g/m³/min, ou 30 vezes mais que o Sarin.

    Basta ver o que aconteceu no teatro Bolshoi. Usaram VX para atordoar e exageraram a dose (cubicaram mal o teatro, ao que ouvi de fontes russas).

  22. Pingback: Putin excepcional | O Insurgente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.